Dica de Livro – A Morte da Razão

Ravi Zacharias é um grande apologeta cristão de nossa atualidade, este livro “A Morte da Razão – Uma Respostas aos Neoateus” (veja aqui), da editora Vida, surgiu a partir da leitura de Ravi sobre a obra de Sam Harris, “Carta a Uma Nação Cristã”, onde Harris tenta fazer uma crítica destrutiva em relação ao cristianismo. Evidencio o verbo “tentar”, porque Sam Harris nesta obra, demonstra sua completa ignorância sobre questões lógicas e, como os neoateístas atuais, ainda se mostra completamente ignorante sobre as implicações filosóficas de sua própria crença, o que por si só já é um acinte à inteligência de qualquer um que esteja familiarizado com os temas abordados.

Eu já li alguns livros e assisti palestras dos vários neoateus proeminentes de nossa geração, entre eles: Richard Dawkins, Sam Harris e o falecido Christopher Hitchens; todos eles são muito rasos em suas abordagens lógicas e filosóficas, na verdade, o fato de estarem com uma certa notabilidade, já diz muito sobre o mundo em que vivemos e a qualidade do pensamento mundial da população, principalmente a ocidental, que decaiu muito em conhecimento e valores. Reflexo direto dos novos métodos de educação, que mais deseducam do que efetivamente educam, e da enorme carência de leitura detectada em todo o mundo. Como afirma Ravi Zacharias, para quebrar a afirmação de muitos Neoateístas Leia Mais

A maioria dos pastores evitam questões controversas para manterem os dízimos elevados

Jennifer LeClaire

 

Pastores geralmente acreditam que o casamento do mesmo sexo e o aborto são errados, mas a maioria deles não vai falar com suas congregações sobre isso por medo de perderem membros.

Esse é um aprendizado básico de um estudo recente do Grupo Barna. O perito em pesquisas, George Barna, esteve no programa de rádio “Família Americana” para discutir sobre as questões relacionadas ao que ele descobriu.

“O que estamos descobrindo é que quando perguntamos a eles sobre todas as questões-chaves do dia, [90 por cento deles] nos dizem: ‘Sim, a Bíblia fala de cada uma dessas questões.” Em seguida, perguntamos, ‘Bem, você está ensinando ao seu povo o que a Bíblia diz sobre essas questões? ” — e os números caem… para menos de 10 por cento dos pastores que nos dizem que vão falar sobre essas questões,” disse Barna à agência de notícias “One News Now“.

Como se vê, os pastores não estão dispostos a fazer “quase nada” para fazem com que as pessoas sejam ativas em questões políticas.

“Então, a coisa que mais me impressionou foi que, quando se fala sobre a separação entre Igreja e Estado, vemos que as igrejas têm Leia Mais

Dica de Filme – Deus Não Está Morto

Eu aluguei e assisti este filme pelo iTunes dos EUA. O filme realmente é muito, muito bom! Recomendadíssimo! Levanta as questões com fatos muito atuais, o que é ótimo em si. O enredo é muito bom e o elenco é igualmente ótimo. Não é somente um ótimo entretenimento como também é uma excelente fonte de reflexão e oportunidade de evangelização. Convide seus amigos, não apenas os da fé, mas também aos amigos que você queira evangelizar, no mínimo, os fará pensar, além de fornecer um maravilhoso “gancho” para alcançar às almas que precisam, ainda mais nos dias atuais, a hora “urge”.

Esse filme será lançado no Brasil em 21 de Agosto nos cinemas do Brasil, veja Leia Mais

Israel, Gaza e a Teologia da Substituição

Como a operação de Israel para destruir a vasta rede de túneis, foguetes e depósitos de armas dos terroristas do Hamas que estão escondidos por toda Gaza não pára, poucos são surpreendidos pelo típico arranjo de esquerdistas e grupos muçulmanos que aproveitam a ocasião para mostrar seus profundos preconceitos e visões anti-Israel.

Mas nesta rodada do conflito, há um número crescente de evangélicos que também estão levantando suas vozes em protesto. Embora algumas dessas vozes são extremas em sua condenação de Israel, muitas outras vozes tem, pelo menos, se contido e tomado uma posição mais neutra, essencialmente argumentando que, como cristãos, não devemos tomar partido.

Brian Zahnd, um pastor e autor cristão usou o Twitter para expressar sua opinião de que “os cristãos que estão torcendo para que um dos lados ‘ganhe’ no conflito entre israelenses e palestinos já perderam a mensagem de Jesus e precisam repensar sua atitude (arrepender-se)”. Outros expressaram que Deus ama a criança palestina, tanto quanto a criança judia, e assim por diante. É claro que Leia Mais

Vida Cristã – Como nos sairíamos nos requisitos de John Wesley?

O grande avivalista John Wesley, em 1756, apresentou “An Address to the Clergy” [Discurso ao clero] (pode ser visto aqui), texto esse que os futuros pastores de nosso tempo deveriam ler como parte de seu treinamento. Ao distinguir os tipos de habilidade que um pastor deveria ter, Wesley distinguiu-as entre “dons naturais” e “habilidades adquiridas”. Apesar de originalmente a lista de Wesley destinar-se aos que iriam seguir o pastorado, acredito que não deveríamos restringir essas considerações apenas às lideranças na Igreja de Cristo, mas a todos pertencentes ao Corpo de Cristo, pois em minha concepção somos todos sacerdotes, seja em nossas casas junto à família, seja no trabalho ou em outras atividades onde nossa luz deve brilhar.

Obviamente, deve-se levar em consideração as capacidades de acesso à informação e aos objetos de estudo que cada indivíduo consegue ter, assim como os seus dons naturais. Atualmente o nosso acesso às obras e objetos de estudo são muito mais vastos e acessíveis do que eram na época do século XVIII, mas ao ler a lista você, assim como eu, ficará tentado em criar alguma desculpa para diminuir a necessidade apontada por Wesley e dessa forma fugir de meditar sobre a real necessidade de crescimento e aprimoramento, mas tenha coragem de assumir que você pode e deve melhorar no mesmo aspecto em que a leitura do requisito lhe deixar desconfortável, pois a zona de conforto dificilmente pode gerar algum crescimento relevante. Segue então a lista de habilidades a adquirir, adaptada e resumida, conforme o texto de John Wesley, Leia Mais

Dica de Livro – Deus, a Liberdade e o Mal

deusliberdademal

Quem leu o meu post e assistiu ao vídeo do Professor Pier sobre estudar e aprender, já sabe a importância da leitura para o seu crescimento pessoal. Eu amo ler, portanto, não poderia deixar de compartilhar sobre as minhas experiências literárias dos diversos gêneros que eu gosto de ler. Normalmente leio, pelo menos, um livro por semana, então pretendo a cada semana dar o meu parecer sobre um livro, mas como tenho na esteira de já lidos, uma boa quantidade, devo nessas semanas que se seguirem começar com um mínimo de duas dicas de leituras semanais.

O primeiro livro dessa semana é uma pérola da filosofia cristã, “Deus, a Liberdade e o mal“, editado pela Vida Nova, cujo autor é o prestigiadíssimo Alvin Plantinga. Para quem não conhece Alvin Plantinga, ele é Leia Mais