Dica de Filme – Deus Não Está Morto

Eu aluguei e assisti este filme pelo iTunes dos EUA. O filme realmente é muito, muito bom! Recomendadíssimo! Levanta as questões com fatos muito atuais, o que é ótimo em si. O enredo é muito bom e o elenco é igualmente ótimo. Não é somente um ótimo entretenimento como também é uma excelente fonte de reflexão e oportunidade de evangelização. Convide seus amigos, não apenas os da fé, mas também aos amigos que você queira evangelizar, no mínimo, os fará pensar, além de fornecer um maravilhoso “gancho” para alcançar às almas que precisam, ainda mais nos dias atuais, a hora “urge”.

Esse filme será lançado no Brasil em 21 de Agosto nos cinemas do Brasil, veja Leia Mais

Israel, Gaza e a Teologia da Substituição

Como a operação de Israel para destruir a vasta rede de túneis, foguetes e depósitos de armas dos terroristas do Hamas que estão escondidos por toda Gaza não pára, poucos são surpreendidos pelo típico arranjo de esquerdistas e grupos muçulmanos que aproveitam a ocasião para mostrar seus profundos preconceitos e visões anti-Israel.

Mas nesta rodada do conflito, há um número crescente de evangélicos que também estão levantando suas vozes em protesto. Embora algumas dessas vozes são extremas em sua condenação de Israel, muitas outras vozes tem, pelo menos, se contido e tomado uma posição mais neutra, essencialmente argumentando que, como cristãos, não devemos tomar partido.

Brian Zahnd, um pastor e autor cristão usou o Twitter para expressar sua opinião de que “os cristãos que estão torcendo para que um dos lados ‘ganhe’ no conflito entre israelenses e palestinos já perderam a mensagem de Jesus e precisam repensar sua atitude (arrepender-se)”. Outros expressaram que Deus ama a criança palestina, tanto quanto a criança judia, e assim por diante. É claro que Leia Mais

Vida Cristã – Como nos sairíamos nos requisitos de John Wesley?

O grande avivalista John Wesley, em 1756, apresentou “An Address to the Clergy” [Discurso ao clero] (pode ser visto aqui), texto esse que os futuros pastores de nosso tempo deveriam ler como parte de seu treinamento. Ao distinguir os tipos de habilidade que um pastor deveria ter, Wesley distinguiu-as entre “dons naturais” e “habilidades adquiridas”. Apesar de originalmente a lista de Wesley destinar-se aos que iriam seguir o pastorado, acredito que não deveríamos restringir essas considerações apenas às lideranças na Igreja de Cristo, mas a todos pertencentes ao Corpo de Cristo, pois em minha concepção somos todos sacerdotes, seja em nossas casas junto à família, seja no trabalho ou em outras atividades onde nossa luz deve brilhar.

Obviamente, deve-se levar em consideração as capacidades de acesso à informação e aos objetos de estudo que cada indivíduo consegue ter, assim como os seus dons naturais. Atualmente o nosso acesso às obras e objetos de estudo são muito mais vastos e acessíveis do que eram na época do século XVIII, mas ao ler a lista você, assim como eu, ficará tentado em criar alguma desculpa para diminuir a necessidade apontada por Wesley e dessa forma fugir de meditar sobre a real necessidade de crescimento e aprimoramento, mas tenha coragem de assumir que você pode e deve melhorar no mesmo aspecto em que a leitura do requisito lhe deixar desconfortável, pois a zona de conforto dificilmente pode gerar algum crescimento relevante. Segue então a lista de habilidades a adquirir, adaptada e resumida, conforme o texto de John Wesley, Leia Mais

Cristãos Iraquianos Expulsos de Mosul pelo Califado Islâmico

Desde o ano passado tenho acompanhado o crescimento do ISIS na região da Síria e Iraque e, à época, já se esperava que, se eles tivessem sucesso, isso resultaria em forte perseguição aos cristãos da região. Infelizmente o pior ocorreu e a Sharia (lei Islâmica) agora impera na região do agora IS (Estado Islâmico). Apenas em Mosul, onde antes haviam cerca de 60.000 cristãos, atualmente não há mais nenhum, ou foram mortos, ou expulsos ou negaram a fé para se tornarem Islâmicos. A mídia, em geral, nem aborda o assunto, se o faz, é por poucos segundos ou em poucas linhas. Oro ao nosso Deus para que o Seu Braço Forte alcance a essas famílias, os consolem e os auxiliem. Não é fácil, para um cristão, viver sob a Sharia (lei Islâmica), o preço para quem vive sob esse regime é tão alto que pode vir a lhe custar a vida, principalmente quando você decide não negar a Cristo. Se você puder, contribua, existem programas de ajuda disponíveis que permitem doações e auxílio a pessoas nessa situação, seu braço pode não ser tão pequeno como imagina.

Como assistir a uma entrevista dessas e não sentir a dor, a tristeza, o desalento de ver pessoas, idosos e crianças, expulsas de suas casas e vidas pelo “crime” de ser Cristão e Leia Mais