Conhecendo ao SENHOR de forma mais abrangente

.
Vivemos um tempo onde a distorção e os extremos parecem ser, em muitas igrejas e púlpitos, mais a regra do que a exceção. Alguns elevaram atributos ao nível de deidade, porém o verdadeiro Deus é muito mais do que apenas um de Seus muitos atributos. Podemos dizer que Deus É amor, mas não podemos dizer que o amor é Deus, da mesma forma podemos dizer que Deus É santo, mas santidade não é Deus … Deus é infinitamente maior do que apenas um de Seus muitos atributos perfeitos!
 
Entre os extremos atuais, dois são comuns … um extremo enxerga apenas que Deus É amor e outro extremo que Deus É somente santo ( um extremo flerta perigosamente com a libertinagem e o outro extremo flerta perigosamente com o legalismo ); porém Deus É tanto amor quanto santo! O problema é querer se deter ou focar apenas em um de Seus muitos atributos e papéis e desconsiderar os demais tratando-os como “secundários”. É como se, dentro de um mosaico infinito de cores, ficássemos restritos apenas ao vermelho ou ao azul, enquanto que a composição da realidade é infinitamente mais abrangente … e bela, diga-se de passagem!
 
Uma abordagem realista precisa abranger uma gama muito maior dentre os atributos revelados nas Escrituras e fazer inferências sobre as interdependências entre eles de uma forma bem mais abrangente à luz da Bíblia. Claro que estes dois atributos, amor e santidade ( assim como justiça e misericórdia ), quando vistos de forma conjunta trazem um equilíbrio na vida cristã muito maior do que quando observados separadamente ( vide Romanos 11:22 ); e isso nos dias atuais já é por si algo superior ao que se é visto em algumas igrejas e em seus púlpitos, mas está longe de pintar um quadro com cores mais vivas segundo é a realidade.
 
Dessa forma, buscando ser mais realista, eu vou colocar aqui uma gama maior dos atributos e atribuições de Deus que pode ajudar-nos a ser ainda mais equilibrados quando analisamos os mesmos no Ser do SENHOR e que se refletem em nossas vidas de muitas formas! … Eu peguei por alto uma relação apenas do Novo Testamento para que se observe que isso vai bem além dos conhecidos atributos de amor e santidade … não é uma lista exaustiva do Novo Testamento, pois alguns ficaram de fora; isso sem falar em todo o Antigo Testamento ( Rei, Oleiro, Pai, Redentor, Salvador, Pastor, Provedor, Paz, etc … ) …
 
“Deus É o único SENHOR!” (Marcos 12:29)
“Deus É verdadeiro” (João 3:33)
“Deus É espírito” (João 4:24)
“Deus É um só” (Romanos 3:30) (Gálatas 3:20)
“Deus É a vida eterna em Cristo Jesus” (Romanos 6:23)
“Deus É poderoso” (Romanos 11:23)
“Deus É fiel” (1 Coríntios 10:13) (2 Coríntios 1:18)
“Deus É o arquiteto e edificador” (Hebreus 11:10)
“Deus É fogo consumidor” (Hebreus 12:29)
“Deus É luz” (1 João 1:5)
“Deus É amor” (1 João 4:8) (1 João 4:16)
 
“Ele É benigno até para com os ingratos e maus” (Lucas 6:35)
“Ele É bom” (João 7:12)
“Ele É o amém” (2 Coríntios 1:20)
“Ele É a nossa paz” (Efésios 2:14)
“Ele É antes de todas as coisas” (Colossenses 1:17)
“Ele É a cabeça do corpo, da igreja” (Colossenses 1:18)
“Ele É o princípio, o primogênito de entre os mortos” (Colossenses 1:18)
“Ele É o cabeça de todo principado e potestade” (Colossenses 2:10)
“Ele É poderoso” (2 Timóteo 1:12)
“Ele É o mediador de uma nova aliança” (Hebreus 9:15)
“Ele É longânimo” (2 Pedro 3:9)
“Ele É fiel e justo” (1 João 1:9)
“Ele É a propiciação pelos nossos pecados” (1 João 2:2)
“Ele É justo” (1 João 2:29) (1 João 3:7)
“Ele É puro” (1 João 3:3)
“(Ele) É Legislador e Juiz” (Tiago 4:12)
 
“Eu Sou” (Marcos 14:62) (João 8:24) (João 8:28) (João 8:58) (João 13:19)
“Eu Sou o pão da vida” (João 6:35) (João 6:48)
“Eu Sou o pão vivo” (João 6:51)
“Eu Sou a luz do mundo” (João 8:12)
“Eu Sou a porta das ovelhas” (João 10:7)
“Eu Sou a porta” (João 10:9)
“Eu Sou o bom pastor” (João 10:11) (João 10:14)
“Eu Sou a ressurreição e a vida” (João 11:25)
“Eu Sou o caminho, a verdade e a vida” (João 14:6)
“Eu Sou a videira verdadeira” (João 15:1,5)
“Eu Sou o Deus de teus pais” (Atos 7:32)
“Eu Sou santo” (1 Pedro 1:16)
“Eu Sou o alfa e o ômega” (Apocalipse 1:8) (Apocalipse 21:6) (Apocalipse 22:13)
“Eu Sou o primeiro e o último” (Apocalipse 1:17) (Apocalipse 21:6) (Apocalipse 22:13)
“Eu Sou aquEle que sonda mentes e corações” (Apocalipse 1:8)
“Eu Sou a raiz e a geração de Davi, a brilhante estrela da manhã” (Apocalipse 22:16)
 
No momento em que se conseguir ir além dos paradigmas “santo” e/ou “amor” e se começar a avaliar não unicamente um ou outro, mas entenderem essa abrangência considerável de vários atributos e papéis que se inter-relacionam e impactam as nossas vidas de muitas formas ( seja para com o injusto ou o justo ) e que, por nossas escolhas ( e/ou situação de vida ), acabaremos conhecendo mais a um atributo do que a outro em determinados momentos, porém devemos espelhar TODO o caráter de Deus em nós, dentro do que nos é possível por meio do Espírito Santo segundo à imagem do Filho … então assim teremos enfim começado a conhecer, compreender, discernir e saber por experiência e em intimidade quem É o SENHOR ( vide Jeremias 9:23,24 ) …, inclusive este que vos escreve.
 
Que o SENHOR lhe abençoe!!! 🙏🖖

Purifiquemo-nos …

O que Paulo busca exortar quando escreve …

purifiquemo-nos de toda impureza, tanto da carne como do espírito, aperfeiçoando a nossa santidade no temor de Deus.” (2 Coríntios 7:1)

Para compreender melhor, antes vamos analisar dois termos usados nesse texto e a forma como são utilizadas:

– o termo “purifiquemo-nos” usa a palavra grega καθαριζω “katharizo” que significa: tornar limpo, limpar de mancha, livrar da contaminação do pecado.

– o termo “impureza” usa a palavra grega μολυσμος “molusmos” que significa: contaminação [pelo pecado].

Quando Paulo faz essa admoestação: “purifiquem-nos”, ele está fazendo uso do que é conhecido na gramática grega como “subjuntivo exortativo ( volitivo )”, uma forma comumente usada para exortar a si mesmo ou a alguém associado e é utilizada “para chamar alguém a unir-se com o emissor, no caso Paulo, em um curso de ação sobre o qual ele já tem decidido”. Sendo assim, Paulo estava exortando a igreja para seguir a mesma prática que ele já empregava sobre si mesmo, pois muitas vezes Paulo recomenda que eles o deveriam imitar da mesma forma como Paulo imitava a Cristo ( vide 1 Coríntios 11:1 ).

Agora o contexto nos ajuda a entender sobre quais contaminações do pecado a que se refere. Observando os textos de 2 Coríntios 6:14-18, Paulo lembra que todo cristão é agora o Templo do Espírito Santo, ou seja, o Espírito Santo habita em nós ( vide também 1 Coríntios 3:16,17 e 1 Coríntios 6:15-20 ) e sendo assim Paulo nos exorta contra os pecados da imoralidade sexual ( por isso o uso do grego πορνευω “porneuo”, que remete a fornicação, adultério, pornografia e outros pecados de natureza sexual ilícita ) e da idolatria … pecados esses muitos comuns na época devido a cultura pagã existente, mas não tão distinto do que vemos hoje também em nossos dias.

Quanto a carne, Paulo escreve que “aquele que pratica a imoralidade peca contra o próprio corpo” (1 Coríntios 6:18b) e isso fala diretamente da impureza contra a carne. Assim como quando duas pessoas se unem sexualmente e se tornam uma só carne, nós somos um espírito com o SENHOR visto que estamos unidos a Ele; dessa maneira todo pecado que atenta contra o corpo, também atenta contra o Templo do Espírito Santo e por isso está escrito …

Ou não sabeis que o homem que se une à prostituta forma um só corpo com ela? Porque, como se diz, serão os dois uma só carne. Mas aquele que se une ao SENHOR é um espírito com Ele. Fugi da impureza.” (1 Coríntios 6:16-18)

A idolatria é também uma forma de prostituição, visto que temos apenas um SENHOR e estamos unidos e comprometidos com Ele, no momento em que um ídolo toma o lugar do SENHOR é como se um adultério estivesse ocorrendo, mas nesse caso não na carne, mas no âmbito espiritual. Por isso o contexto de 2 Coríntios 6:14-18 enfoca o problema do cristão querer viver como que “em sociedade da justiça com a iniquidade”, “em comunhão da luz com as trevas” … e por isso a pergunta de Paulo “Que ligação há entre o santuário de Deus e os ídolos?” ( 2 Coríntios 6:16 ).

Não por acaso Paulo também escreve …

Pois esta é a vontade de Deus: a vossa santificação, que vos abstenhais da prostituição; que cada um de vós saiba possuir o próprio corpo em santificação e honra … porquanto Deus não nos chamou para a impureza, e sim para a santificação. Dessarte, quem rejeita estas coisas não rejeita o homem, e sim a Deus, que também vos dá o Seu Espírito Santo.” (1 Tessalonicenses 4:3,4,7,8)
 
Em suma, como somos Templo do SENHOR e Ele habita em nós por meio de Seu Espírito, somos instados a viver uma vida santa ( vide 1 Pedro 1:15,16 ) e isso em todo o nosso ser … corpo, alma e espírito ( uma inferência indireta as três áreas do Tabernáculo: Pátio, Lugar Santo e Lugar Santíssimo ) … por isso as ênfases contra o pecado da imoralidade e da idolatria ( e vale lembrar que há múltiplas formas de imoralidade e múltiplas formas de idolatria que não apenas de ídolos de madeira ou barro, também a avareza é chamada de idolatria em Colossenses 3:5 ); pecados estes que contaminam o corpo e se estendem até o espírito; por isso está escrito …
 
O mesmo Deus da paz vos santifique em tudo; e o vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.” (1 Tessalonicenses 5:23)
 
Essa busca pela santidade é um processo que é aperfeiçoado por meio do temor do SENHOR ( 2 Coríntios 7:1b ) e requer a nossa ação direta, porém não de forma solitária e por nossas forças somente, do contrário iremos fracassar; esse processo requer a nossa ação por meio da força do Espírito Santo que nos capacita e educa, visto que de Deus somos cooperadores e não devemos assim receber a graça de Deus em vão ( vide 2 Coríntios 6:1 ), como também está escrito …
 
Porquanto a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens, educando-nos para que, renegadas a impiedade e as paixões mundanas, vivamos, no presente século, sensata, justa e piedosamente” (Tito 2:11,12)
 

Porque, se viverdes segundo a carne, caminhais para a morte; mas, se, pelo Espírito, mortificardes os feitos do corpo, certamente, vivereis. Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus.” (Romanos 8:13,14)

Que o SENHOR lhe abençoe! 🙏🖖

Fé Genuína

A fé genuína ( em hebraico אֱמוּנָה, emunah ) tanto “vê o que é invisível” ( 2 Coríntios 4:18, “não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas” ) quanto compreende que a forma atual deste mundo passará” ( 1 Coríntios 7:31 ). Observe pela figura deste artigo que o termo “emunah” pode descrever tanto crença quanto fidelidade/firmeza, por isso que no hebraico a primeira menção do termo ocorre em Êxodo 17:12 quando fala das “mãos firmes ( ‘emuwnah )” de Moisés e por isso que no termo correlato grego, que é pistis “πιστις”, na relação das virtudes de Gálatas 5:22, algumas versões bíblicas colocam “” e outras “fidelidade” como sendo a virtude mencionada, visto que no grego o termo possui significados similares ao hebraico.

O que isso implica é que a fé verdadeira não reflete unicamente uma crença ou convicção de verdade “vazia” em si mesma, ou seja, uma fé genuína reflete firmeza e fidelidade àquilo que se crê. A manifestação de uma fé verdadeira começa por uma crença, uma convicção da verdade de algo, e porque essa convicção é real, naturalmente seguem-se ações que demonstram firmeza e/ou fidelidade ao que se acredita. Em termos bíblicos, esse conceito pode ser observado nos ditos de Tiago … “Assim, também a fé, se não tiver obras, por si só está morta.” ( Tiago 2:17 ).

Dessa forma, a fé verdadeira vai além de uma mera “crença” vazia, ela necessariamente é seguida por ações de fidelidade, firmeza e confiança que confirmam a sua crença original e assim ela descansa na mão providencial de Deus sobre o caos e o fluxo da criação. Os olhos da fé contemplam a presença de Deus e o Seu reinado sobre todos os assuntos deste mundo. Na verdade, é apenas através da fixação de nossa esperança sobre o que é eterno que nós somos capazes de apreender, com a devida razão, a natureza do próprio mundo temporal. Na verdade, a palavra emunah ( אֱמוּנָה ) compartilha da mesma raiz que a palavra hebraica para verdade ( אֱמֶת, emeth ), isso reitera que a “fé verdadeira” é confirmada pela fidelidade e firmeza à crença que a originou.

Nesse sentido “ver pelos olhos da fé“, “ver o que é invisível” é um tipo mais fundamental de “visão“, já que a fé percebe além do que se pode enxergar com os olhos naturais, ela se baseia na verdade da Palavra de Deus para poder “ver” o que é eternonossa esperança descansa naquEle que nos é “invisível”, o nosso Pai Celeste, o qual Se revelou através do Seu Filho e que testifica essas verdades em nosso espírito através do Seu Espírito que agora em nós habita.

Louvado seja o SENHOR!!! 🙏❤️

Uma Pergunta, Um Lamento que Suscita Uma Resposta

Em vez de considerar a Bíblia apenas como um “Livro de Respostas” para as nossas perguntas, vale a pena pensar nela também como um “Livro de Perguntas” para as nossas respostas. Eu explico … quando nós a ouvimos, Deus nos questiona para que possamos conhecê-lO por meio do diálogo que ocorre dentro de nossas mentes e corações.

Como qualquer bom professor sabe, quando um estudante luta fervorosamente com uma pergunta, ele aprende ainda mais do que se lhe fosse dada uma resposta clara. Da mesma forma, o SENHOR nos permite ficarmos, por vezes, sem respostas claras para que possamos então estar livres para buscar, lutar, e “alcançar” o entendimento e a compreensão por meio de nosso relacionamento com ELE … assim, o nosso aprendizado será baseado em uma experiência real, substantiva e nascida da urgência de nossa própria necessidade interior.

Não é segredo algum que perguntas bem elaboradas e de qualidade por si só já indicam o caminho para uma resposta correta … um exemplo claro disso você pode observar nas pesquisas do Google, onde a qualidade da resposta que se procura está diretamente relacionada a qualidade dos termos usados para definir a busca que é feita … quanto melhor a escolha dos termos e da pergunta, melhor o resultado alcançado.

Na verdade, a primeira pergunta de Deus para o homem é sempre, em hebraico: אַיֶּכָּה ” ayekah “; “Onde você está?” ( vide Gênesis 3:9 ), a qual apela para nós reconhecermos como nós nos escondemos da verdade, que é o próprio SENHOR. “Onde está você?” é o chamado pungente do Pai buscando por seu filho perdido … e não deixa de ser importante você saber também que o termo em hebraico para essa pergunta … אַיֶּכָּה ” ayekah “; “Onde você está?”também pode ser compreendida como um grito de lamento, como pode ser visto em Lamentações 1:1, 2:1, 4:1 ( onde o termo com as mesmas letras no hebraico: אֵיכָה֙ ” ’êḵāh ; expressa um lamento de profunda dor: “Ahhh, ai … ai … ai …, como?!” ). O mesmo termo usado como pergunta por Deus de onde estava o homem, também é o mesmo termo que denota o desespero de um Pai que entende a gravidade do que ocorreu e, em meio a uma dor e angústia lancinante, devido a queda do homem e o seu pecado, grita em dor e lamento pela loucura que cometeu o seu filho ( Adão ), profundamente amado, e então expressa “Ai, ai, ai!!! Como?! Por que Adão?!”.

Quando entendemos isso em toda a sua abrangência e ouvimos o lamento e o questionamento de nosso Pai celeste, percebemos o quanto somos amados e então essa questão se torna “apropriadamente nossa“…, quando estamos dispostos a olhar como viemos a estar neste lugar atual de dor e desespero de nossas vidas e nos pegamos nos perguntando: “Que loucura eu fiz?! Onde estou e como cheguei aqui?!”, é porque estamos próximos da resposta e da solução. A pergunta e o profundo lamento de Deus que ecoa ao nosso coração é para nos levar para fora do “nosso esconderijo” para responder ao Seu chamado de amor por meio de Seu Filho, pois em Deus está a solução, a cura, a salvação e a redenção de que precisamos desesperadamente, como está escrito …

De longe se me deixou ver o SENHOR, dizendo: Com amor eterno Eu te amei; por isso, com benignidade te atraí.” (Jeremias 31:3)

Porque a tristeza segundo Deus produz arrependimento para a salvação, que a ninguém traz pesar; mas a tristeza do mundo produz morte.” (2 Coríntios 7:10)

Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo. Pois para vós outros é a promessa, para vossos filhos e para todos os que ainda estão longe, isto é, para quantos o SENHOR, nosso Deus, chamar.” (Atos 2:38-39)

Ouça a Palavra de Deus e responda hoje ao chamado de amor eterno do SENHOR, encontre a redenção por meio de Cristo e seja grandemente abençoado!!! 🙏❤️

Juízo de Deus no Tempo da Graça

… se sofrer como cristão, não se envergonhe disso; antes, glorifique a Deus por meio desse nome. Porque o tempo de começar o juízo pela casa de Deus é chegado; ora, se primeiro vem por nós, qual será o fim daqueles que não obedecem ao evangelho de Deus?” (1 Pedro 4:16,17)

Se Deus não executa juízo, um julgamento condenatório no chamado “período da graça” como afirmam alguns, estes então deveriam avisar a Pedro que seu entendimento e afirmação nas Escrituras está errado, visto que Pedro afirma que o juízo teve seu início desde o período da igreja primitiva e, como o tempo do verbo em questão “toρξασθαι” está no aoristo infinitivo, isso indica que o juízo é um processo que apenas começara naquele tempo e que só culminaria em seu ápice futuramente, com a Segunda Vinda de Cristo. Isso denota que este processo ainda está vigente, operando em múltiplos níveis, atos e ciclos ( como nos anos Shemitah, por exemplo ) segundo a vontade do SENHOR, num processo crescente que deve culminar no Dia do SENHOR, por isso que esse texto de Pedro parece inferir Ezequiel 9 e culmina dizendo …

E, se é com dificuldade que o justo é salvo, onde vai comparecer o ímpio, sim, o pecador? ( aqui uma citação de Provérbios 11:31 entendida no contexto como ainda vigente e ocorrendo ) Por isso mesmo, aqueles que sofrem de acordo com a vontade de Deus devem confiar sua vida ao seu fiel Criador e praticar o bem.” (1 Pedro 4:18,19)
 

Em vista dessa assertiva de Pedro, podemos inferir que sim, o processo de juízo e/ou julgamento condenatório de Deus já opera em algum nível, incluindo e começando pela igreja ( a “casa de Deus”, uma referência ao Templo composto por “pedras vivas” ) e consequentemente abarcando aos ímpios no decorrer do processo. Essa assertiva de Pedro acaba por concordar com Paulo, quando este escreve …

quando julgados, somos disciplinados pelo Senhor, para não sermos condenados com o mundo.” (1 Coríntios 11:32)

Exceto alguém queira ousada e arrogantemente dizer que Pedro errou em sua interpretação dos fatos; visto que para Pedro a perseguição ainda nos primórdios da igreja, durante o seu tempo, era um claro indicativo desse processo; do juízo de Deus que já estava em andamento. Se assim o era no primeiro século, por que não o seria nos períodos posteriores também o mesmo ser executado segundo a vontade do SENHOR?! Ainda mais porque o fim desse processo é esperado apenas com os eventos que abrangem a volta do SENHOR.

Este texto de Pedro é apenas mais um exemplo de execução de juízo ocorrendo durante o “período da graça”, e ainda mais sobre a casa de Deus, a exemplo do que também é observado no que tange o caso de Ananias e Safira, porém o Novo Testamento também mostra execução de juízo sobre ímpios da mesma forma, como também está escrito …

Em dia designado, Herodes, vestido de trajo real, assentado no trono, dirigiu-lhes a palavra; e o povo clamava: É voz de um deus, e não de homem! No mesmo instante, um anjo do Senhor o feriu, por ele não haver dado glória a Deus; e, comido de vermes, expirou.” (Atos 12:21-23)

Tudo isso apenas denota que muitos nos tempos atuais, por não entenderem como Deus opera e ainda interage entre os homens, acabam fazendo afirmações que não coadunam com os relatos e textos das Escrituras, tal como afirmar que após a cruz não há juízo, exceto para o Dia para isso reservado que envolve os eventos da volta do SENHOR, porém estes não entendem nem a disciplina que Deus executa sobre os Seus filhos ( vide Hebreus 12:5-13 ) e nem o juízo de Deus que abrange a casa de Deus e os ímpios ( que não obedecem ao evangelho de Deus ) como bem já ressaltava o apóstolo Pedro inspirado pelo Espírito Santo …; e isto nesse tempo do evangelho, das boas-novas que começou com a morte e ressurreição de nosso SENHOR.

Alguns, ao invés de conhecerem a Deus e Suas ações de forma abrangente e já revelada nos textos, acabam por delimitar Deus por apenas um de Seus muitos atributos e com isso incorrem em enganos e distorções e, infelizmente não o fazem apenas para si mesmos, mas disseminam esses mesmos erros e distorções entre os seus seguidores.

Não é por acaso que vivemos tempos complicados, afinal esta era caminha para seu desfecho e ainda hoje esse texto permanece atual …

O Meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento.” (Oséias 4:6a)

Que o SENHOR lhe ilumine e abençoe ricamente! 🙏❤️

As Duas Casas de Israel na Cruz do Messias (Uma Pedra de Tropeço para Muitos)

E o Verbo se fez carne e tabernaculou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a Sua glória, glória como do unigênito do Pai.” (João 1:14)

Ele vos será santuário ( Tabernáculo ); mas será pedra de tropeço e rocha de ofensa às duas casas de Israel { Efraim e Judá }, laço e armadilha aos moradores de Jerusalém.” (Isaías 8:14)

Para muitos das duas casas de Israel Jesus foi ( e ainda é ) pedra de tropeço e rocha de ofensa como havia sido profetizado por Isaías centenas de anos antes, entretanto, Jesus é o Tabernáculo do SENHOR que efetivamente tabernaculou conosco e que virá novamente, pois …

um menino nos nasceu, um Filho se nos deu; o governo está sobre os Seus ombros; e o Seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz; para que se aumente o Seu governo, e venha paz sem fim sobre o trono de Davi e sobre o seu reino, para o estabelecer e o firmar mediante o juízo e a justiça, desde agora e para sempre. O zelo do SENHOR dos Exércitos fará isto.” (Isaías 9:6,7)

Jesus no madeiro, crucificado em Jerusalém em uma cruz, simbolicamente constituída de dois pedaços de madeira, efetivamente iniciou em Si o processo que une as duas casas de Israel ( Efraim e Judá ), um processo que alcançará a sua completude em Sua segunda vinda, processo esse já simbolizado anteriormente pelo profeta Ezequiel quando escreveu …

Tu, pois, ó filho do homem, toma um pedaço de madeira e escreve nele: Para Judá e para os filhos de Israel, seus companheiros; depois, toma outro pedaço de madeira e escreve nele: Para José, pedaço de madeira de Efraim, e para toda a casa de Israel, seus companheiros. Ajunta-os um ao outro, faze deles um só pedaço, para que se tornem apenas um na tua mão.” (Ezequiel 37:16,17)

Esse processo também foi referido pelos profetas Isaías e Zacarias quando profetizaram sobre o futuro das duas casas de Israel no Reino do SENHOR, cujos acontecimentos e sinais citados por Isaías e Zacarias vem se avolumando de forma visível e palpável pelo mundo desde os eventos do século passado envolvendo tanto Israel quanto a Igreja …

Naquele dia, o Senhor tornará a estender a mão para resgatar o restante do Seu povo … Afastar-se-á a inveja de Efraim, e os adversários de Judá serão eliminados; Efraim não invejará a Judá, e Judá não será hostil a Efraim.” (Isaías 11:11,13) 

Fortalecerei a casa de Judá, e salvarei a casa de José, e fá-los-ei voltar, porque Me compadeço deles; e serão como se Eu não os tivera rejeitado, porque Eu Sou o SENHOR, seu Deus, e os ouvirei. Os de Efraim serão como um valente, e o seu coração se alegrará como pelo vinho; seus filhos o verão e se alegrarão; o seu coração se regozijará no SENHOR. Eu lhes assobiarei e os ajuntarei, porque os tenho remido; multiplicar-se-ão como antes se tinham multiplicado. Ainda que os espalhei por entre os povos, eles se lembram de Mim em lugares remotos; viverão com seus filhos e voltarão.” (Zacarias 10:6-9)

Simbolicamente a cruz, entre as suas muitas e muitas simbologias e significados, também representa a junção desses dois pedaços de madeira referenciados por Ezequiel … um processo que aponta para um dos sentidos da obra do Messias, pois. em Cristo Jesus está o início, o meio e o fim de todas as coisas, nEle tudo converge e ganha o seu verdadeiro e completo sentido … porque …

… dEle, e por meio dEle, e para Ele são todas as coisas. A Ele, pois, a glória eternamente. Amém!” (Romanos 11:36)

Que o SENHOR lhe abençoe abundantemente! 🙏❤️

O Significado Profundo da Serpente de Bronze

Qual o significado profundo escondido na Serpente de Bronze feita por Moisés?! Veja o relato das Escrituras …

Disse o SENHOR a Moisés: Faze uma serpente abrasadora ( שׁרפּ saraph ), põe-na sobre uma haste ( נס nec … algo levantado, estandarte, sinal, haste de sinalização, insígnia, bandeira ), e será que todo mordido que a olhar viverá. Fez Moisés uma serpente ( נחשׂ nachash ) de bronze e a pôs sobre uma haste; sendo alguém mordido por alguma serpente, se olhava para a de bronze ( נחשׂת n@chosheth ), sarava ( חיי chayay ).” (Números 21:8,9)

A palavra hebraica para bronze é n@chosheth ( נחשת ). Bronze nas Escrituras simboliza o juízo de Deus, por isso todos os elementos do pátio do Tabernáculo eram de bronze, visto que no pátio era o local onde os sacrifícios eram realizados e o juízo sobre o pecado era aplicado.

Agora, veja que interessante … a palavra hebraica para serpente é “nachash( נחש ) … observe também a letra hebraica Tav ( ת ) que é comumente conhecida pela sua antiga representação … uma cruz (✝️)! Não por acaso, ao se adicionar uma letra Tav ao final da palavra para serpente, ela passa a ser “n@chosheth( נחשת ), que significa bronze … ou seja, sabemos que a serpente simboliza o pecado pela sua tipologia bíblica, portanto, pela sua terminologia o bronze é uma representação da serpente aplicada a uma cruz … dessa forma o juízo de Deus resolve a questão do pecado ( serpente ), crucificando-o!!!

Isso fica ainda mais interessante quando se percebe que a palavra hebraica para serpente ( נחש “nachash” ) possui um vínculo muito interessante com outra palavra hebraica muito conhecida e de profundo significado … Messias … ( משׂיח “mashiyach” ). Ambas as palavras possuem no hebraico o mesmo valor … 358נחש “nachash” vale ( 300 + 8 + 50 ) e משׂיח “mashiyach” vale ( 8 + 10 + 300 + 40 ).

Esse vínculo é significativo quando observado à luz de todo o simbolismo que se percebe nesse texto da serpente de bronze de Números 21. O SENHOR Deus está, de uma maneira sutil, apontando que o Messias seria feito pecado e com isso teria de ser levantado e crucificado, assumindo em Si o juízo do pecado representado pela serpente … por isso em Números 21 Moisés é instruído por Deus para fazer uma serpente de bronze … simbolizando no texto o que o próprio Deus faria posteriormente por meio de Cristo … Assim como Moisés resolve o problema do pecado com a serpente de bronze levantada na haste, tudo isso simbolizava e apontava para Deus fazendo do Messias pecado e aplicando sobre Ele o juízo em uma cruz!

Quando a cruz ( ou o Tav ) é afixada na serpente, ela se torna bronze … Isto é, a cruz forma o metal que simboliza o juízo de Deus que é realizado e a sua consequente libertação por meio da justiça que é feita. No texto de Números, tudo o que se exigia dos israelitas para serem libertos do “veneno” da serpente ( pecado ) e viverem era apenas olhar para a serpente de metal … um simples ato de fé! Por isso, quando olhamos para Cristo, o Messias, como o nosso Salvador, nós somos libertos do pecado e do juízo e somos feitos justiça de Deus … não foi por acaso que da Cruz o Messias bradou: “está consumado”!!!

Por isso está escrito …

AquEle que não conheceu pecado ( Jesus ), Ele ( Deus ) O fez pecado por nós; para que, nEle, fôssemos feitos justiça de Deus” (2 Coríntios 5:21)

E do modo por que Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do Homem seja levantado, para que todo o que nEle crê tenha a vida eterna. … Quem nEle crê não é julgado; o que não crê já está julgado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.” (João 3:14,15,18)

Creia você também no Messias e no que Ele fez por você e você terá a vida eterna! Que o SENHOR lhe abençoe! 🙏❤️