Dez Chifres, Dez Reis – Estamos Vendo Esse Evento Se Aproximando?

Texto traduzido do post de Rodrigo Silva feito em sua página The Coming Bible Prophecy Reformation:
————————————————————————————————–
Daniel 7:24 (KJV), “E os dez chifres, [são] dez reis daquele mesmo reino [que] se levantarão; e outro depois deles se levantará; e ele será diferente dos primeiros, e abaterá a três reis.

Se você já leu o nosso livro, você sabe que nós tentamos apresentar diferentes perspectivas, sem ser dogmático. Nós escrevemos 6 anos atrás que o Anticristo, possivelmente criará um novo Estado independente dentro das fronteiras da Síria e do Iraque. Nós também escrevemos que isso provavelmente aconteceria após uma confederação, de dez nações das nações islâmicas do Oriente Médio, ter sido formada.

Nós escrevemos que era a nossa crença pessoal de que o chifre pequeno a subir viria a partir de um novo estado independente dentro da Síria e do Iraque e que seria possivelmente um xiita, mas nós também escrevemos que podemos estar errados sobre essa conclusão e que ele pode acabar sendo um sunita em vez disso. Ao olhar o mapa do Oriente Médio depois do surgimento do ISIS, vemos que o ISIS criou um novo Estado independente dentro das fronteiras da Síria e do Iraque, como tínhamos projetado há 6 anos. Mas o problema é que ainda não se vê uma confederação de dez nações formada.

Gostaríamos de saber se tal confederação deve realmente estar no seu lugar ou se dez das nações que rodeiam o novo Estado islâmico vão acabar dando ao ISIS o seu poder e autoridade como os dez chifres / reis entregarão o seu poder à besta (Apocalipse 17:12-13) que é o décimo primeiro chifre de Daniel 7 a subir como o líder de um novo Estado independente e que é também o falso profeta do Apocalipse 13 e 19.

Isto pode não ser o caso como um todo, mas é interessante olhar para estes mapas e compará-los à profecia. Isso pode ser apenas um prenúncio do que virá no futuro próximo. É o nosso trabalho ser um vigia nos muros e advertir aos nossos irmãos e irmãs em Cristo sobre o que está acontecendo. Vivemos em tempos interessantes. Jesus está às portas.

Apocalipse 17:12 “Os dez chifres que viste são dez reis, que ainda não receberam o reino, mas receberão autoridade como reis, com a besta, durante uma hora.

 

Foto de The Coming Bible Prophecy Reformation.
Foto de The Coming Bible Prophecy Reformation.

Fonte: Dionei Vieira – Texto traduzido do post de Rodrigo Silva feito em…

Shemitáh – No Passado Recente e Hoje

Dado o início do segundo semestre e os eventos econômicos recentes, entre outros, republico o resumo sobre o Shemitáh e um pequeno histórico:
—————————————————————————————————-
SHEMITÁH: Eu já coloquei isso antes em meu blog e apresentações, mas como também coloquei isso em um grupo, achei por bem de compartilhar novamente aqui sobre o Shemitáh na história mais recente e nos tempos atuais. Seguem as informações:
———
1881-1882:
* 1° Aliá (ou Aliyah, retorno de judeus à sua terra) (1882 {ano shemitáh} – 1903 {ano shemitáh}) : 25.000 judeus vindos da Rússia; 1.000 judeus vindos do Iêmen.
* 1897: Após o ano Shemitáh de 1896. Theodore Herzl profetiza no primeiro congresso sionista que Israel voltará a ser nação em até 1 Jubileu a partir daquele ano, com isso chegamos a resolução da ONU em 1947.
———
1902-1903:
* Começou devido a uma luta pelo controle da Northern Pacific Railroad pelo J.P. Morgan e isso causou tantos danos que foi chamado de “Depressão de 1901-1903”. Quando terminou 46% do mercado havia sido eliminado.
* Dois meses depois do fim do Shemitáh todo colapso chegou ao seu final.
———
1916-1917:
* Colapso da bolsa de valores durante a Primeira Guerra Mundial, conhecida como “Crise de 1916-1917”. Começou em Novembro de 1916 e alcançou seu nível mais baixo em Dezembro de 1917.
* Em 1917 ocorreu a revolução Russa, o que causou a queda dos Czares e trouxe o comunismo ao poder na Rússia. A “Revolução Vermelha” começou em Outubro de 1917.
* Em 1916 começou a revolução Árabe que marcou o início do fim do Império Otomano.
* Em 1917 Jerusalém foi tomada do Império Otomano pelos britânicos.
* Em 1917 foi redigida a “Declaração de Balfour”, do secretário britânico Arthur James Balfour. A carta se refere à intenção do governo britânico de facilitar o estabelecimento do Lar Nacional Judeu na Palestina, caso a Inglaterra conseguisse derrotar o Império Otomano, que até então dominava aquela região.
———
Aqui cabe citar a profecia de Judah Ben Samuel que foi um piedoso judeu alemão, que viveu entre 1140 e 1217, e que antes da sua morte (em 1217) profetizou acerca da nação de Israel:

Quando os otomanos (turcos) – que já eram uma potência, no tempo de Judah Ben Samuel – conquistarem Jerusalém eles vão governar Jerusalém durante oito jubileus (1517 a 1917). Depois Jerusalém se tornará terra de ninguém por um jubileu (1917-1967), e, em seguida, no nono jubileu irá voltar para a posse da nação judaica (1967-2017??) – o que significaria o início do tempo messiânico do fim dos tempos.

Existem várias referências antigas sobre a profecia de Judah Ben Samuel, o que denota que a mesma não teve como ser “fabricada”, seguem algumas: Rabbi Isaac Ben Solomon Luria, fazendo uma abordagem mística sobre o mundo messiânico (Jerusalem, 1531-1572, Safed); Joseph Solomon Delmegido (1591 Candia – 1655 Prague), um matemático e astronomo (“Mazref le-Chochma”), Azulai I (1724-1806), um famoso bibliógrafo; Samuel David Luzzatto (1800-1865), um estudante das Escrituras; o historiador Heinrich Graetz (1817-1891); e o estudioso da Torah Jacob Epstein (1925-1993).
———
1930-1931:
* Em 1929 começou o colapso da Bolsa de Valores dos EUA, mas em Abril de 1931 começou uma recessão mundial que foi conhecida como “A Grande Depressão” que terminou em Julho de 1932. Ao seu fim a queda do mercado foi de 86%. Somente em 1954 se voltaria aos patamares de anteriores à queda.
———
1937-1938:
* Período conhecido como “A Recessão da Grande Depressão”. Na primavera de 1937 a economia entrou em recessão e isso continuou em 1938 e trouxe novos colapsos à Bolsa de Valores dos EUA.
* O Shemitáh começou em 6 de setembro de 1937, no dia seguinte a Bolsa de Valores colapsou e se estendeu por nove meses, seu valor caiu pela metade.
* Em 1938, ao fim do Shemitáh inicia a Segunda Guerra Mundial. Em 5 de Outubro de 1938 os passaportes judeus foram invalidados na Alemanha.
———
1944-1945:
* Fim da Segunda Guerra Mundial. Em 7 de Setembro de 1945, dia 29 de Elul, ocorreu o desfile dos exércitos aliados, em Berlim, que marcou o fim da Segunda Guerra Mundial.
* O fim do ciclo que havia iniciado em 1938. O ano de 1945 marcou a ascensão dos EUA como uma Superpotência e o início da Guerra Fria.
———
1972-1973:
* Crise do Petróleo de 1973.
* A inflação americana subiu de 3% em 1972 para 12% em 1974.
* A economia americana caiu 7% de 1972 a 1974.
* Quatro meses após o Shemitáh iniciar a bolsa começou o seu ritmo de queda.
* Em 15 de Janeiro de 1973 os EUA saem perdedores do Vietnã.
* Em 22 de Janeiro de 1973 os EUA aprovaram a lei do aborto, após uma guerra jurídica que vinha desde 1970.
———
Aqui cabe uma curiosidade sobre o World Trade Center: a idéia de construir o prédio foi em 1945 (ano Shemitáh), começou a contrução em 1966 (ano Shemitáh), terminou em 1973 (ano Shemitáh), caiu em 2001 (ano Shemitáh).
———
2000-2001:
* Em 2000 começou com o estouro da bolha das “.com”, as empresas de Internet.
* Em 11 de Setembro de 2001, uma terça-feira, houve o ataque às torres. A bolsa ficou fechada o resto da semana, abrindo novamente na segunda-feira, 17 de Setembro, dia 29 de Elul no calendário judáico. A bolsa caiu nesse dia, impensáveis 7%, o mercado caiu neste dia 684 pontos em uma única sessão. Foi o maior colapso num único dia até essa data.
* Os efeitos das quedas na bolsa terminaram com uma queda total de 37% dos valores da Bolsa Americana.
———
2007-2008:
* Conhecida como a “Segunda Grande Depressão”.
* A Bolsa estava vindo de um período de crescimento por um longo tempo, mas em Setembro de 2007, início do Shemitáh, isso começou a mudar.
* Em 29 de Setembro de 2008, dia 29 de Elul, isso alcançou o seu pico. A Bolsa caiu surpreendentes 777 pontos (cerca de 7%) num único dia e o gatilho foi um projeto de 70 Bilhões que o governo não quis bancar. É como se Deus estivesse usando o número 7 para colocar sua “assinatura” nos eventos e mostrando que somente Ele controla a história.
———
2014-2015:
* O Shemitáh começou em 25 de Setembro de 2014 e termina em 13 de Setembro de 2015.
* No primeiro dia do ano Shemitáh atual, os índices industriais nos EUA caíram 260 pontos. Em dois dias (9 e 10 de Outubro), coincidindo com a Festa dos Tabernáculos e a Lua de Sangue, o mercado perdeu 449 pontos.
* Um gestor de fundo de Hedge, Andy Redleaf, CEO de fundos de 4.2 bilhões de dólares de hedge e de fundos mútuos e que já alertou sobre a última crise financeira, está vendo paralelos com o que ocorre no mercado hoje, disse ele: “Eu acho que é um momento verdadeiramente assustador”, escreveu em um memorando interno, em Março de 2015.
* Em Março de 2015 o índice S&P 500 alcançou mais de 200% em um período de cerca de 6 anos e se pode perceber que esse mesmo padrão ocorreu, como agora, apenas duas outras vezes em seu índice histórico, antes da crise de 1929 e antes do estouro da bolha em 1999/2000.
* No relatório do FMI de Abril de 2015, diz: “Os riscos no sistema financeiro global aumentaram, desde outubro de 2014 (curiosamente logo no início deste ano Shemitáh), e migraram para outros setores da economia que são mais difíceis de detectar”.
* No dia 29 de Elul deste Shemitáh (13 de setembro de 2015) teremos, curiosamente, um eclipse solar parcial. O dia 11/09 é uma sexta-feira … o que esperar???!!!! Pode ser que nada aconteça, mas observando o histórico …
———
Em alguns fins de Shemitáh, que precederam colapsos, houveram eclipses solares no dia exato de 29 de Elul, por exemplo: 12 de setembro de 1931, 23 de setembro de 1987 … em 13 de setembro de 2015 também teremos um eclipse solar, como citado anteriormente. Coincidências?!
———
Eu pulei alguns eventos, mas acho que já dá para você perceber a importância do Shemitáh na história recente e atual. Acho que vale a pena conhecer esse assunto um pouco mais, não?! Aqui, no link abaixo, eu publiquei mais informações:

 

O Mistério do Ano Shemitá 29 de novembro de 201429 de novembro de 2014 Dionei Cleber Vieira Cristianismo, Cultura Hebraica, Curiosidades, Finanças por…
DCVCORP.COM.BR

Fonte: Dionei Vieira – Dado o início do segundo semestre e os eventos…

04 de julho, 17 de Tamuz No Calendário Judaico – Momento De Vigiar E Orar

Amanhã, 04 de julho, é 17 de Tamuz no calendário judaico. Um dia marcado por cinco grandes catástrofes que ocorreram na história judaica:

(1) Moisés quebrou as tábuas no Monte Sinai, em resposta ao Bezerro de Ouro que foi construído.
(2) As ofertas diárias no Primeiro Templo foram suspensas durante o cerco de Jerusalém, no século 5 aC.
(3) As muralhas de Jerusalém foram violadas, antes da destruição do Segundo Templo em 70 EC.
(4) Antes da Grande Revolta, o general romano Apostamos queimou um rolo da Torá – estabelecendo um precedente para a horrível queima de livros judaicos ao longo dos séculos.
(5) Uma imagem idólatra foi colocada no Templo Sagrado – um ato insolente de blasfêmia e profanação.

Os dois Templos que foram destruídos tiveram suas quedas iniciando no mês de Tamuz, a partir das brechas que ocorreram nos muros, e o seu ápice ocorreu no mês de Av, no dia 9 (dia 25 de julho neste ano). Assim como em 17 de Tamuz houve a brecha na muralha do Segundo Templo, o mesmo ocorreu em 9 de Tamuz (26/06/2015) no Primeiro Templo, sendo que o dia 17 de Tamuz acabou incorporando a lembrança desse evento para os dois fatos.

Neste ano, nos EUA, no dia 9 de Tamuz houve a decisão pela Suprema Corte sobre a questão do casamento homossexual, um evento marcante, visto que nos dias de Noé e Ló, essa é uma das características do povo dessa época que marcou o seu comportamento antes de sua destruição, além da violência na terra (veja Gênesis 6:11,13).

Curiosamente, 4 de julho é comemorado nos EUA pelo Dia da Independência e neste ano está sendo marcado também pela crescente ameaça terrorista (violência). Por isso, pelas “coincidências” das datas do calendário judaico com eventos neste ano, e nisso posso citar também os vários eclipses solares e lunares de 2015 que também foram e ainda serão em datas significativas do calendário judaico, é importante observar se esses outros dias históricos podem ser marcados, na atualidade, por outros fatos que venham a ser históricos e importantes no mundo. É um momento para se vigiar e orar …

Fonte: Dionei Vieira – Amanhã, 04 de julho, é 17 de Tamuz no calendário…

Beleza e Curiosidades da Bíblia – O Número 7 na Genealogia

por Dionei Vieira,

 

Como se sabe, o número 7 tem muita importância na Bíblia e possui vários mistérios relacionados. Aos que gostam de observar a beleza da Bíblia e de seus ricos textos e mistérios, tanto os aparentes quanto os mais ocultos, segue um desafio para se utilizarem do número 7. O desafio é, crie uma genealogia que consiga abranger os seguintes requisitos:

1. O número de palavras nessa genealogia deve ser divisível por sete uniformemente. (Em cada um destes requisitos, presume-se que as divisões resultantes são sem quaisquer restos).
2. O número de letras também deve ser divisível por sete. (Não é muito difícil até agora? Mas vamos incluir mais algumas restrições).
3. O número de vogais e o número de consoantes também devem ser cada um divisível por sete. (Está ficando mais desafiador? Vamos adicionar um pouco mais de restrições).
4. O número de palavras que começam com uma vogal devem Leia Mais

O Cenário Descrito No Livro De Daniel Começa A Tomar Forma

por Rodrigo Silva,

urso_leao_leopardo

A besta do Apocalipse 13 parece um leopardo, tem os pés de um urso e tem a boca de um leão. O leão, o urso e o leopardo são os três primeiros impérios de Daniel 7. Eles representam os Impérios Babilônio, Medo-Persa e Grego. O quarto animal de Daniel 7, o qual Daniel não podia descrever, tinha 10 chifres. A besta leopardo-urso-leão, de Apocalipse 13, também tem 10 chifres. Isso significa que o quarto animal de Daniel é a mesma besta do Apocalipse 13. É um conglomerado político e geográfico dos três primeiros impérios de Daniel 7. De acordo com Daniel 11, o selêucida (antigo território sírio-libanês), divisão do império grego, é a região geográfica onde o anticristo levanta-se como Leia Mais

Beleza e Curiosidades do Hebraico – Homem e Mulher

por Dionei Vieira,

 

Aos que gostam de estudar os meandros do idioma pelo qual boa parte das Escrituras foram redigidas e perceber a beleza, riqueza e profundidade do que o Eterno criou, vamos estudar o significado profundo da união do homem com a mulher e a sua função, estudando a partir da perspectiva de suas raízes hebraicas:

Veja que a palavra “Homem”, em hebraico se escreve assim: איש (‘iysh)

Agora veja que a palavra “Mulher”, se escreve assim: אשה (‘ishah)

Perceba que ambas partilham duas letras comuns e possuem duas outras distintas, agora vamos ver o que isso significa Leia Mais

Feliz é a geração em que os idosos são ouvidos pelos jovens!

por Dionei Vieira,

 

geracao
A sabedoria, de maneira geral, só floresce e amadurece com o tempo. Não se trata apenas de juntar e catalogar informações e dados, nem adágios, truísmos, epigramas e observações memorizadas e repetidas entusiasticamente ou com ar de profundidade. A verdadeira sabedoria, que vem do Eterno, pode incluir muitas coisas intangíveis: visão do interior da natureza humana; uma consciência equilibrada das possíveis consequências derivadas de decisões e atos; uma apreciação das sutilezas e complexidades; tensões e contradições da vida; todas estas são características que o verdadeiro sábio deve possuir; mas em sua maioria, elas só vem com a maturidade e a experiência de anos.

Se os mais velhos te sugerem demolir e os mais jovens construir, nesta situação ouça aos mais velhos e não aos jovens, porque a demolição feita pelos mais velhos é construtiva e a construção feita pelos jovens é destrutiva. Um exemplo clássico é o de Roboão, filho de Salomão; pois ao herdar o trono de seu pai, preferiu não ouvir o conselho dos anciãos que lhe sugeriam ouvir o clamor do povo por alívio nos impostos e Roboão decidiu seguir o conselho dos seus jovens amigos de infância que o aconselharam a aumentar os impostos sobre o povo, como resultado teve o seu reino dividido em dois.

Os jovens podem estar ansiosos e ambicionar construir e criar, mas em seu zelo imprudente, podem julgar mal uma situação, serem extremistas e, apesar de seus esforços para construir, correm o risco de só obterem confusão e destruição. Seus planos podem ser insensatos, já que seu juízo teve pouco tempo para amadurecer. Por outro lado, a sabedoria dos mais velhos pode reclamar a demolição de velhas instituições, a liquidação de velhas formas, mas Leia Mais