Você é um cristão? Você é um alvo!

Meu comentário: este artigo mostra um pouco do que tem ocorrido num país que, outrora, já foi considerado o maior exemplo de democracia no mundo, um baluarte da liberdade de expressão. Mas hoje, completamente minado por ações e pela ideologia de esquerda está, dia-a-dia, destruindo valores e instituições tradicionais e, com isso, paulatinamente caminhando para um regime ditatorial e perigoso. Se isso já ocorre lá, o que dizer do Brasil, onde os cristãos em geral, também não tem sido nem sal e nem luz como deveriam, principalmente na política, na mídia e na educação, os quais hoje são redutos desse mesmo pensamento de esquerda que opera nos EUA e em outros países. E pior, nosso país está repleto de pastores e líderes de igrejas que possuem a mesma ideologia de esquerda ou são simpatizantes a ela … tempos difíceis!

 

Você é um cristão nos Estados Unidos? Você é um alvo!

Essa é a mensagem do âncora da Fox News, Todd Starnes, que explorou a perseguição aos fiéis em seu novo livro, “Menos Deus na América: Histórias Reais das linhas de frente do ataque aos valores tradicionais” (“God Less America: Real Stories From the Front Lines of the Attack on Traditional Values.”).

“Através da minha cobertura dos fatos e através do meu relato investigativo, eu descobri que não é apenas uma guerra contra a liberdade religiosa, mas esta é, de fato, uma guerra que é especificamente destinada às pessoas da fé cristã”, disse Leia Mais

“O Vaticano contra Israel”: Crítica do novo livro de Meotti

Janet Levy

 

Comentário de Julio Severo: Embora meu blog frequentemente denuncie as posturas anti-Israel da Igreja Presbiteriana e outras grandes denominações protestantes, o artigo de hoje é sobre semelhante postura da Igreja Católica. A autora conservadora Janet Levy é uma líder pró-família judia americana com quem tenho contato. Ela não tolera nem a Igreja Ortodoxa Russa pelos pogroms contra os judeus nem a Igreja Católica pelas Inquisição que também atingiu cruelmente os judeus. Apesar de suas opiniões duras, vale a pena conhecer o que ela diz. Muito pior do que a dureza dela é a opinião de alguns que mesmo hoje insistem em defender a Inquisição. Eis seu artigo:

Em seu novo livro, “O Vaticano Contra Israel: Eu acuso”, Giulio Meotti explora o fundamento teológico de 1.700 anos de inimizade católica em relação aos judeus e como isso acontece contra Israel desde o início do sionismo moderno.

Leia Mais

Dica de Filme – Deus Não Está Morto

Eu aluguei e assisti este filme pelo iTunes dos EUA. O filme realmente é muito, muito bom! Recomendadíssimo! Levanta as questões com fatos muito atuais, o que é ótimo em si. O enredo é muito bom e o elenco é igualmente ótimo. Não é somente um ótimo entretenimento como também é uma excelente fonte de reflexão e oportunidade de evangelização. Convide seus amigos, não apenas os da fé, mas também aos amigos que você queira evangelizar, no mínimo, os fará pensar, além de fornecer um maravilhoso “gancho” para alcançar às almas que precisam, ainda mais nos dias atuais, a hora “urge”.

Esse filme será lançado no Brasil em 21 de Agosto nos cinemas do Brasil, veja Leia Mais

Investidores como George Soros representam uma ameaça para o apoio dos evangélicos a Israel?

Sean Savage

 

Por mais de um século, os cristãos sionistas têm sido firmes em seu apoio a uma pátria judaica. Surgindo desse movimento, os evangélicos têm servido como base do sionismo cristão devido a uma série de razões teológicas, morais e políticas. Ao mesmo tempo, há um movimento crescente de grupos de linha protestante (presbiteriana, luterana, metodista, etc.) que criticam Israel.

George Soros, bilionário esquerdista investindo milhões para colocar evangélicos contra Israel

 

Com o apoio de grupos palestinos anti-Israel e organizações não-governamentais financiadas por filantropos esquerdistas, como George Soros, alguns estão tentando convencer os evangélicos a deixarem de apoiar Israel. Poderão Israel e a comunidade judaica contar com o apoio evangélico, ou será que os evangélicos seguirão o caminho dos grupos de linha protestante (presbiteriana, luterana, metodista, etc.) em sua crítica crescente ao Estado judeu?

“Sempre houve uma tendência de antissionismo em algumas partes da comunidade evangélica. Ele sempre esteve lá, mas era uma força inexpressiva,” disse Dexter Van Zile, analista de mídia cristã para o Comitê de Precisão das Reportagens do Oriente Médio nos EUA (CAMERA).

Durante anos, Israel tem sido alvo de igrejas de linha protestante, como a Igreja Presbiteriana dos EUA, que recentemente lançou um guia de estudo anti-Israel chamado “Sionismo Desalojado” e Leia Mais

Israel, Gaza e a Teologia da Substituição

Como a operação de Israel para destruir a vasta rede de túneis, foguetes e depósitos de armas dos terroristas do Hamas que estão escondidos por toda Gaza não pára, poucos são surpreendidos pelo típico arranjo de esquerdistas e grupos muçulmanos que aproveitam a ocasião para mostrar seus profundos preconceitos e visões anti-Israel.

Mas nesta rodada do conflito, há um número crescente de evangélicos que também estão levantando suas vozes em protesto. Embora algumas dessas vozes são extremas em sua condenação de Israel, muitas outras vozes tem, pelo menos, se contido e tomado uma posição mais neutra, essencialmente argumentando que, como cristãos, não devemos tomar partido.

Brian Zahnd, um pastor e autor cristão usou o Twitter para expressar sua opinião de que “os cristãos que estão torcendo para que um dos lados ‘ganhe’ no conflito entre israelenses e palestinos já perderam a mensagem de Jesus e precisam repensar sua atitude (arrepender-se)”. Outros expressaram que Deus ama a criança palestina, tanto quanto a criança judia, e assim por diante. É claro que Leia Mais

Confirmado: Os EUA são o Principal Facilitador da Perseguição aos Cristãos

Raymond Ibrahim

 

Indicadores proeminentes confirmam que os EUA são o principal facilitador da perseguição aos cristãos em todo o mundo hoje.

Senador John McCain se encontrando com terroristas islâmicos na Síria

 

De acordo com a recém-lançada Lista de Vigilância Mundial de 2014 que classifica os 50 países onde os cristãos são mais perseguidos, a Síria é o terceiro pior país do mundo para ser um cristão, o Iraque é o quarto, o Afeganistão é o quinto e a Líbia é o décimo-terceiro. Todos os quatro países recebem a designação mais forte, de “extrema perseguição” (outras designações são perseguição de nível: “grave,” “moderado” e “escasso”).

Além de estarem tão juntas e serem duramente classificadas, essas quatro nações têm outra coisa em comum: um grande envolvimento dos EUA. Três delas (Iraque, Afeganistão e Líbia) foram “libertas” graças às forças armadas americanas, enquanto que na quarta, a Síria, os EUA estão patrocinando ativamente os “combatentes da liberdade” contra o governo sírio, muitos dos quais merecem o rótulo de “terroristas.”

Só a situação da Síria é suficiente para incriminar a política externa americana. De acordo com a agência de notícias Reuters:

A organização Portas Abertas, um grupo não-denominacional que apoia os cristãos perseguidos em todo o mundo, disse nesta quarta-feira que documentou 2.123 assassinatos de cristãos que foram vítimas de martírio, em comparação com 1.201 que ocorreram em 2012. Só na Síria, foram 1.213 desses assassinatos no ano passado. “Essa é uma contagem mínima, com base no que foi divulgado na mídia e nós podemos confirmar,” disse Frans Veerman, chefe de pesquisa de Portas Abertas. Estimativas de outras organizações cristãs colocam a estatística anual em patamares maiores que chegam a 8.000. Leia Mais

Vida Cristã – Como nos sairíamos nos requisitos de John Wesley?

O grande avivalista John Wesley, em 1756, apresentou “An Address to the Clergy” [Discurso ao clero] (pode ser lido aqui), texto esse que os futuros pastores de nosso tempo deveriam ler como parte de seu treinamento. Ao distinguir os tipos de habilidade que um pastor deveria ter, Wesley distinguiu-as entre “dons naturais” e “habilidades adquiridas”. Apesar de originalmente a lista de Wesley destinar-se aos que iriam seguir o pastorado, acredito que não deveríamos restringir essas considerações apenas às lideranças na Igreja de Cristo, mas a todos pertencentes ao Corpo de Cristo, pois em minha concepção somos todos sacerdotes, seja em nossas casas junto à família, seja no trabalho ou em outras atividades onde nossa luz deve brilhar.

Obviamente, deve-se levar em consideração as capacidades de acesso à informação e aos objetos de estudo que cada indivíduo consegue ter, assim como os seus dons naturais. Atualmente o nosso acesso às obras e objetos de estudo são muito mais vastos e acessíveis do que eram na época do século XVIII, mas ao ler a lista você, assim como eu, ficará tentado em criar alguma desculpa para diminuir a necessidade apontada por Wesley e dessa forma fugir de meditar sobre a real necessidade de crescimento e aprimoramento, mas tenha coragem de assumir que você pode e deve melhorar no mesmo aspecto em que a leitura do requisito lhe deixar desconfortável, pois a zona de conforto dificilmente pode gerar algum crescimento relevante. Segue então a lista de habilidades a adquirir, adaptada e resumida, conforme o texto de John Wesley, Leia Mais