Quem vai montar o cavalo branco?

Meu Comentário: Muitos já leram sobre as cores dos cavalos, mas poucos sabem que o cavalo “amarelo”, também pode ser traduzido como “verde”, inclusive é a primeira opção no Strong para o grego Chloros, termo esse que deriva a palavra clorofila associado às plantas, [χλωρος, chloros – 1) verde 2) amarelado]. Isso é interessante e pode ser muito importante, pois Rodrigo Silva, autor do livro The Coming Bible Prophecy Reformation” (o qual pode ser adquirido na Amazon, aqui), já levantou uma curiosidade interessante sobre as cores das bandeiras dos países envolvidos e descritos nas batalhas do fim desta era conforme apontado geograficamente pelas escrituras. Veja o que quero dizer na imagem abaixo e observe a curiosa predominância das cores branca, vermelha, preta e verde nas bandeiras dos países islâmicos, principalmente na região dos inimigos de Israel segundo as escrituras:

 

b_islaa

 

Também é interessante enfatizar que no versículo “Porquanto se levantará nação contra nação, reino contra reino, e haverá fomes e terremotos em vários lugares;” (Mateus 24:7), a palavra grega para “nação” é “εθνος, ethnos” e a palavra grega para “reino” é “βασιλεια, basileia“, ou seja, olhando esse detalhe o mais correto é vermos etnias se levantando contra etnias e guerras entre “reinos religiosos”. Curiosamente, tudo isso está muito ligado ao que vemos nos dias atuais, principalmente no mundo islâmico com suas divisões entre sunitas e xiitas, não?! Bem, feito esses “adendos”, segue o artigo.

 

por Nelson Walters,

 

Há centenas de teorias sobre quem vai montar o cavalo branco do Apocalipse capítulo 6. Billy Graham afirma que será o Anticristo, alguns dizem que ele já foi montado e seu cavaleiro era Saddam Hussein, Maomé ou Hitler, Irineu pensava que seria Jesus, alguns tem retratado Obama naquele cavalo, os muçulmanos atribuem esta passagem ao Mahdi, o Hindu enxerga Krishna, e alguns consideram como sendo um cavaleiro impessoal, uma “peste” montaria o cavalo. Mas podemos saber com certeza a identidade do cavaleiro? E tão importante quanto, precisamos saber quem ele é?

Vamos responder a esta última pergunta primeiro. Por que é importante saber quem monta o cavalo branco? É extremamente importante por várias razões:

  1. Jesus nos ordenou que estivéssemos atentos. Não podemos prestar atenção para os sinais de sua vinda, se não sabemos o que esperar. Se pensarmos que o cavaleiro já veio e ele não veio, podemos estar completamente enganados.
  2. O cavaleiro do Cavalo Branco está intimamente ligado à “imagem em mosaico” que Deus tem pintado em sua palavra sobre o período que conhecemos como a 70ª Semana de Daniel. Se a igreja é para suportar e superar este momento do teste, teremos o quadro completo e preciso que Deus nos deu.

Agora que sabemos por que é importante, precisamos examinar a passagem em que o cavaleiro do cavalo branco é encontrado:

Observei quando o Cordeiro abriu o primeiro dos sete selos. Então ouvi um dos seres viventes dizer com voz de trovão: “Venha!” Olhei, e diante de mim estava um cavalo branco. Seu cavaleiro empunhava um arco, e foi- lhe dada uma coroa; ele cavalgava como vencedor determinado a vencer.” (Apocalipse 6:1-2 NVI)

Podemos e devemos tratar isso como um romance de mistério e examinar cada uma das pistas.

  • Aparece com a quebra do primeiro selo de Apocalipse
  • Monta um cavalo branco
  • Tem um arco
  • Tem uma coroa que lhe foi dada
  • Sai vencendo e para vencer

Em dois versos curtos temos realmente algumas pistas. Se considerarmos a todos eles podemos sim responder definitivamente ao mistério. A fim de fazer isso no entanto, é preciso ter um bom conhecimento do livro do Apocalipse. João escreveu o Apocalipse para ajudar a explicar muito do que os profetas haviam escrito sobre isso e para adicionar detalhes que os profetas não viram sobre o retorno de Jesus. Nos dias de João, a Bíblia não era dividida por capítulos e versículos. A fim de fazer referência a uma seção de um outro livro da Bíblia, João não poderia dizer: “veja Gênesis 1:1”, ele tinha de citá-lo. Isto é exatamente o que ele fez em seu Evangelho. Em João 1:1 o apóstolo cita Gênesis 1:1, dizendo: “No princípio era o Verbo”.

Em Apocalipse existem, literalmente, centenas de citações do Antigo Testamento e dos Evangelhos. Cada uma dessas citações está lá para direcionar o leitor para a parte mais antiga da escritura. Estas citações estão dizendo: “o que eu estou escrevendo sobre no Apocalipse se refere a essa parte mais antiga da Bíblia. É mais uma explicação sobre o que esta seção falava”.

QUANDO OS SELOS SERÃO ABERTOS?

A grande maioria dos comentaristas acreditam que o primeiro selo no pergaminho retratado em Apocalipse 5-6 é aberto no início da 70ª Semana de Daniel. Eu concordo com eles. Vamos olhar para algumas “provas”.

A maioria dos leitores provavelmente não está ciente disso, mas os cavalos coloridos em Apocalipse 6 são encontrados em Zacarias e João está referenciando esses dois capítulos quando ele menciona sobre os cavalos. Não se pode conjecturar sobre os Cavaleiros sem entender essas seções das Escrituras do Antigo Testamento. No verso seguinte, vemos os cavalos saírem.

Olhei novamente e vi diante de mim quatro carruagens que vinham saindo do meio de duas montanhas de bronze. À primeira estavam atrelados cavalos vermelhos, à segunda, cavalos pretos, à terceira, cavalos brancos, e à quarta, cavalos malhados. Todos eram vigorosos.” (Zacarias 6:1-3. NVI)

Notamos que os cavalos saem por entre duas montanhas de bronze. Se pudermos determinar quais são e quando elas surgem, vamos saber o tempo em que os cavalos surgem. Montanha é um símbolo de um reino. Em Daniel 2:35, que é parte da interpretação do sonho de Nabucodonosor, vemos “a pedra que feriu a estátua se tornou uma grande montanha, e encheu toda a terra”. A pedra é Jesus e seu Reino (“montanha”) irá preencher a terra inteira. Bronze é um metal e também é um símbolo encontrado na mesma exata interpretação do sonho, “em seguida, um terceiro reino, de bronze, o qual dominará sobre toda a terra.” (Daniel 2:39). Quase todos os comentaristas concordam que este reino era o Reino helenístico (Grego).

A partir desses símbolos podemos facilmente ver que as duas montanhas de bronze são dois sub-reinos que saíram do Bronze Unido. Sabemos pela história que o Império Selêucida e o Império de Ptolomeu foram os dois impérios dominantes que saíram do Império de Alexandre. A Bíblia se refere a eles como o Rei do Norte (Selêucida) e o Rei do Sul (Ptolomaico). Curiosamente Daniel Capítulo 11 afirma claramente que estes impérios iriam subir novamente no fim dos tempos. “No tempo do fim o rei do sul se envolverá em combate, e o rei do norte o atacará com carros e cavaleiros e uma grande frota de navios. Ele invadirá muitos países e avançará por eles como uma inundação.” (Daniel 11:40 NVI). Se voltar para Zacarias 6 vemos referências à “terra do norte” e “terra do sul” (“A carruagem puxada pelos cavalos pretos vai em direção à terra do norte, a que tem cavalos brancos vai em direção ao ocidente, e a que tem cavalos malhados vai para a terra do sul“, Zacarias 6:6 NVI). Esta referência em Zacarias apoia totalmente as montanhas de bronze como sendo os impérios modernos Selêucidas e Ptolomaicos.

Embora tenhamos feito um “passeio” por vários outros livros proféticos para descobrir isso, nós determinamos quem as duas montanhas de bronze são. Elas são dois dos reinos do tempo do fim que irão surgir no futuro onde fora outrora o Império Grego, [como sendo um Império Grego Renascido]. Isto diz-nos aonde os cavalos vão andar e o tempo aproximado (fim dos tempos), mas podemos ser mais precisos? Por favor, leia o artigo ESTAMOS PRESTES A VER O IRÃ CUMPRIR DANIEL 8? Neste artigo, baseado em Daniel 8, aprendemos que o Irã vai invadir o Oriente Médio, a Turquia vai contra-atacar e, em seguida, este império vai ser dividido em quatro nações. O Anticristo surgirá de um desses quatro. O Rei do Norte e do Sul vai governar nesta mesma época. Assim, os cavalos cavalgam no momento imediatamente após o aparecimento do Anticristo.

Esta prova elimina a possibilidade de que os cavalos do Apocalipse cavalguem antes da Tribulação. Uma prova adicional pode ser encontrada no Livro de Daniel. Em Daniel 7:8-10 encontramos estes versos:

Estando eu a observar os chifres, eis que entre eles subiu outro pequeno, diante do qual três dos primeiros chifres foram arrancados; e eis que neste chifre havia olhos, como os de homem, e uma boca que falava com insolência. Continuei olhando, até que foram postos uns tronos, e o Ancião de Dias se assentou; sua veste era branca como a neve, e os cabelos da cabeça, como a pura lã; o seu trono eram chamas de fogo, e suas rodas eram fogo ardente. Um rio de fogo manava e saía de diante dele; milhares de milhares o serviam, e miríades de miríades estavam diante dele; assentou-se o tribunal, e se abriram os livros.

Esta cena é a cena exata representado por João no Apocalipse capítulos 4 e 5 que precedem imediatamente a abertura dos pergaminhos. Aqui está uma tabela que mostra as semelhanças entre as visões. Por favor note que a frase “milhares de milhares e miríades de miríades” é exatamente citado em Apocalipse 5:11. Este é um jogo de “impressão digital”. As duas cenas são idênticas.

 

Elemento da Visão Daniel 7 Apocalipse 4-5
 Tronos para os anciões  Tronos foram criados (v. 9)  24 tronos com 24 anciões
Trono de Deus  O Ancião de Dias se assentou (v. 9)  Um trono no céu e um assentado sobre o trono (4: 2)
Aparência de Deus Cabelo como a lã (v. 9), Corpo como Berílio (10:6) Cabelo como a lã (1:14), Corpo como o jaspe, cornalina (4:3)
Aparência do Trono  Um rio de fogo saindo dele (v. 10) Flashes de luz que saem do trono (4:5)
Atendentes de Deus  Milhares sobre milhares e miríades de miríades (v. 10) Miríades de miríades e milhares de milhares. (5:11)
O Pergaminho Os livros foram abertos (v. 10)* Jesus abre o livro com sete selos (6:1)
 A Transferência do Reino  Todos os reinos da terra inteira é dada aos santos e a Cristo (v.27)  O reino deste mundo tornou-se o reino de nosso Senhor e do Seu Cristo (11:15)
Extensão do Reino Seu domínio é um domínio eterno (v. 14) Ele reinará para todo o sempre (11:15)

 

Diante de tudo isso agora sabemos que os selos são abertos após o Anticristo entrar em cena a partir de uma das quatro nações que são formadas a partir de um Império Turco que vence o Irã. A partir disso, pode-se eliminar todos os candidatos antes do início da 70ª Semana de Daniel como Maomé, Hitler ou Saddam Hussein.

Vamos agora começar a olhar para o cavalo e o cavaleiro. A minha opinião é que eles apresentam um quadro consistente de engano e que o engano é o tema do primeiro selo de Apocalipse.

O CAVALO BRANCO

Em Apocalipse 19:11, vemos Jesus que monta um cavalo branco. Isso levou muitos a acreditarem que o cavaleiro do cavalo branco em Apocalipse 6 também fosse Jesus. Existem várias diferenças que tornam isto muito, muito improvável.

 

 O cavalo branco em Apocalipse 6 O cavalo branco em Apocalipse 19
O cavaleiro tem um arco sem flechas  O cavaleiro tem uma espada
 Ao cavaleiro foi “dado” a coroa de um vencedor (stephanos) O cavaleiro “tem” coroas reais (diademas)
Sai vencendo para “conquistar” (incompleto) Vai dominar toda a Terra
A paz é tirada da terra
pelo cavalo vermelho que o segue
A paz é trazida para a Terra
pelo cavaleiro no cavalo branco

 

Podemos ver que o cavaleiro do cavalo branco se parece com Jesus, mas não é Jesus. Em Mateus 24, Jesus predisse aos eventos que ele chamou de “o início das dores do parto” que espelham exatamente os eventos em Apocalipse 6.

 

 Condição Total da Terra Início das Dores de Parto  7 Selos de Apocalipse 6
Engano pelo Falso Messias “Jesus respondeu:’Cuidado, que ninguém os engane. Pois muitos virão em meu nome, dizendo:‘Eu sou o Cristo!’ e enganarão a muitos.'” Mateus 24:4-5 “E olhei, e eis um cavalo branco; e o que estava assentado sobre ele tinha um arco; e uma coroa foi dada a ele, e ele saiu vencendo e para vencer.” Apocalipse 6:2
 Guerra “Você vai ouvir de guerras e rumores de guerras. Mas não tema, pois essas coisas devem acontecer, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino.” Mateus 24:6-7 “Aquele que estava assentado sobre ele, foi concedido para tirar a paz da terra, e que os homens se matassem uns aos outros; e uma grande espada foi dada a ele.” Apocalipse 6:4
Fome “Em vários lugares haverá fomes.” Mateus 24:7 “Aquele que estava assentado sobre ele tinha uma balança na mão. E ouvi algo como que uma voz no centro dos quatro seres viventes dizendo: ‘Uma medida de trigo por um denário, e três medidas de cevada por um denário; e não danificará o óleo e o vinho'”. Apocalipse 6:5-6
Morte “Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e vos matarão, e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome” Mateus 24:9, “E em vários lugares pragas e fomes” Lucas 21:11 “Aquele que estava assentado sobre ele tinha o nome Morte; e o Hades estava seguindo com ele. A autoridade foi dada a eles sobre a quarta parte da terra, para matar com a espada, e com fome e com a peste e com as feras da terra.” Apocalipse 6:8

 

A primeira das dores de parto que se alinha com o cavalo branco é:

Jesus respondeu:’Cuidado, que ninguém os engane. Pois muitos virão em meu nome, dizendo:‘Eu sou o Cristo!’ e enganarão a muitos.’” (Mateus 24:4-5. NVI)

Agora, esta é uma combinação perfeita. O cavaleiro do cavalo branco tenta convencer o mundo de que ele é a sua figura messiânica. É por isso que ele se parece um pouco com Jesus, ele é um falso messias.

O MAHDI E O CAVALO BRANCO

O Islã está em busca de seu Mahdi montado num cavalo branco. Na verdade, eles atribuem este exato versículo, Apocalipse 6:2 a ele. Parece que os muçulmanos aceitam ou rejeitam as nossas escrituras com base em como elas se encaixam às suas necessidades. Ao ler este versículo, eles vêem o Mahdi (o nosso Anticristo) no cavalo branco conquistando o mundo. O precursor muçulmano que transmitiu isto no Hadith, Ka’b al Ahbar é citado como dizendo: “Acho que o Mahdi registrado nos livros dos profetas … Por exemplo, no livro do Apocalipse diz:  ‘E eu vi e eis um cavalo branco. Aquele que estava assentado sobre ele … saiu vencendo e para vencer’“.

ELE TINHA UM ARCO

Se olharmos para as escritura para a primeira utilização (Lei do Primado) da palavra “arco” (grego: TOXON), nós o encontramos em um lugar incomum:

o meu arco que coloquei nas nuvens. Será o sinal da minha aliança com a terra.” (Gênesis 9:13 NVI)

À primeira vista, isso parece que não se encaixa. “Esta não pode ser a referência à qual João estava se referindo”, você poderia dizer. Muitas traduções erradamente traduzem “arco” como “arco-íris”, mas que não é essa a palavra. O Espírito Santo escolheu a palavra “arco”. É uma imagem de Deus pendurando sua arma no céu como um sinal de uma aliança.

Se João estava se referindo a este versículo, isso implicaria que o cavaleiro do cavalo branco estava “pendurando as armas e entrando em uma aliança”. A maioria dos estudantes de profecia estão intimamente familiarizados com estas passagens sobre uma falsa aliança:

Vocês se vangloriam, dizendo: “Fizemos um pacto com a morte, com a sepultura fizemos um acordo. Quando vier a calamidade destruidora, não nos atingirá, pois da mentira fizemos o nosso refúgio e na falsidade temos o nosso esconderijo”.” (Isaías 28:15 NVI)

Com muitos ele fará uma aliança que durará uma semana. No meio da semana ele dará fim ao sacrifício e à oferta. E numa ala do templo será colocado o sacrilégio terrível, até que chegue sobre ele o fim que lhe está decretado.” (Daniel 9:27 NVI)

Incrível. Se “arco” realmente se identifica com uma “aliança” (e a Palavra de Deus diz que é isso), isso seria uma referência a esses famosos pactos enganosos assumidos pela Anticristo! Isto é completamente consistente com o cavalo branco o qual é engano também.

A ELE FOI DADO UMA COROA

Porque muitos comentaristas não entendem que o Apocalipse é um livro de referências, mais se enganam do que a isso (stephanos ou coroa do vencedor) está se referindo e simplesmente adivinham o que ela significa. Eu acredito que a referência correta é encontrada na mesma passagem da referência na qual o cavalo branco é encontrado, Zacarias 6.

Pegue a prata e o ouro, faça uma coroa (grego:stephanos), e coloque-a na cabeça do sumo sacerdote Josué, filho de Jeozadaque. Diga- lhe que assim diz o Senhor dos Exércitos: Aqui está o homem cujo nome é Renovo, e ele sairá do seu lugar e construirá o templo do Senhor. Ele construirá o templo do Senhor, será revestido de majestade e se assentará em seu trono para governar. Ele será sacerdote no trono. E haverá harmonia entre os dois.” (Zacarias 6:11-13 NVI)

Esta passagem está universalmente conhecida por se aplicar a Jesus, que compartilha o mesmo nome hebraico que este Josué (Yeshua). Jesus também é conhecido como o Ramo, que vai construir o Templo Milenar em Jerusalém, e será Rei e Sacerdote. Referenciando este versículo, João está nos mostrando que o cavaleiro do cavalo branco vai enganosamente aparecer como Jesus ou uma figura messiânica e será o líder religioso e político na época.

Novamente, este é o incrível simbolismo do enganador.

VENCENDO E PARA CONQUISTAR

Devo admitir que, por toda a minha vida cristã eu tenho pensado nesta frase como uma frase militar, países conquistando e planejando para conquistá-los. Eu estava errado. Não é assim como a palavra é usada nas Escrituras. É uma conquista espiritual. Na verdade, a palavra grega “nikao” encontrada nesta frase é geralmente traduzida como “superação”. Eu tenho certeza que você conhece bem muitos dos versículos onde esta palavra é usada:

Não te deixes vencer pelo mal, mas vence o mal com o bem.” (Romanos 12:21 NVI)

No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo; Eu venci o mundo.” (João 16:37 NVI)

“O que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé.” (1 João 5:4 NVI)

Com base neste estudo da palavra, podemos ver que não é uma conquista física, mas uma conquista espiritual que o cavaleiro do cavalo branco está tentando! Este é um entendimento revolucionário. Mais uma vez, como em cada um dos símbolos anteriores desta passagem, o engano é o tema.

NICOLAÍTAS

Mais cedo, em Apocalipse, Jesus escreve cartas às sete Igrejas da Ásia. Para a maioria ele diz “para o que vence …”. Esta é a mesma palavra.

Curiosamente, em duas dessas cartas João aborda um grupo de pessoas que os historiadores tiveram dificuldade em identificar. Este grupo pode estar relacionado a esta palavra, bem como:

No entanto, tenho contra você algumas coisas: você tem aí pessoas que se apegam aos ensinos de Balaão, que ensinou Balaque a armar ciladas contra os israelitas, induzindo-os a comer alimentos sacrificados a ídolos e a praticar imoralidade sexual. De igual modo você tem também os que se apegam aos ensinos dos nicolaítas.” (Apocalipse 2:14-15 NVI)

Os Nicolaítas só aparecem em Apocalipse. Irineu (que vimos também identificar o cavaleiro do cavalo branco como Jesus) acreditava que eles eram uma seita gnóstica que seguiram Nicolau (Atos 6:5) de Antioquia. Este ponto de vista é altamente desconsiderado hoje, e, francamente, o grupo permanece desconhecido. Alguns têm olhado para o significado das duas palavras gregas usadas na construção do nome “nicolaítas” e supõem que pode ser uma palavra-código para os seguidores da vinda do Anticristo, aqueles que “superam o povo”. (nikao {supera} mais lao {pessoas}).

A palavra hebraica Balaão tem um significado semelhante: “aquele que consome”. Em nosso post anterior, ESTÃO TODOS OS 7 ANOS DA TRIBULAÇÃO RETRATADOS NOS SALMOS, vimos um conceito muito semelhante que é usado no Salmo 14:4 sobre o povo do Anticristo, “Será que nenhum dos malfeitores aprende? Eles devoram o meu povo como quem come pão,” (Salmos 14:4 NVI). Este é o Salmo que detalha o quarto ano da Tribulação, o ano da perseguição conhecida como a Grande Tribulação.

Porque Balaão está vinculado como um falso professor (enganador) nesta passagem, vamos examinar a doutrina de Balaão. Ele não era israelita, mas um profeta de uma das falsas religiões do Oriente Médio, ainda que ouviu do verdadeiro Deus, YHWH. Ele foi repetidamente solicitado e subornado por Balaque, rei de Moabe para amaldiçoar Israel, mas Deus o fez abençoar Israel em seu lugar. Porque ele não podia amaldiçoar Israel, ele ensinou aos moabitas como seduzir os israelitas com a imoralidade para que eles fossem adorar Baal.

Pedro discorre sobre Balaão da mesma forma:

Eles receberão retribuição pela injustiça que causaram. Consideram prazer entregar-se à devassidão em plena luz do dia. São nódoas e manchas, regalando-se em seus prazeres, quando participam das festas de vocês. Tendo os olhos cheios de adultério, nunca param de pecar, iludem os instáveis e têm o coração exercitado na ganância. Malditos! Eles abandonaram o caminho reto e se desviaram, seguindo o caminho de Balaão, filho de Beor, que amou o salário da injustiça, mas em sua transgressão foi repreendido por uma jumenta, um animal mudo, que falou com voz humana e refreou a insensatez do profeta.
Esses homens são fontes sem água e névoas impelidas pela tempestade. A escuridão das trevas lhes está reservada, pois eles, com palavras de vaidosa arrogância e provocando os desejos libertinos da carne, seduzem os que estão quase conseguindo fugir daqueles que vivem no erro. Prometendo-lhes liberdade, eles mesmos são escravos da corrupção, pois o homem é escravo daquilo que o domina.” (2 Pedro 2:13-19 NVI)

Observe que a passagem termina com a palavra “vencer” (nikao). Esta palavra está intimamente ligada ao engano e a derrota do engano. O cavaleiro do Cavalo Branco é um tipo de Balaão, um falso profeta. Enganando e tentando enganar.

O quadro está completo, o cavaleiro do Cavalo Branco é um enganador. Ele carrega um tratado de paz falso, sua coroa e o cavalo branco mostra que ele está tentando aparecer como um messias no lugar de Jesus. Por fim, ele está tentando conquistar (superar) as almas dos homens. O cavaleiro do cavalo branco é o Anticristo.

Não enganemos a nós mesmos.

 

* Artigo traduzido por mim, link do original aqui: WHO WILL RIDE THE WHITE HORSE?

7 thoughts to “Quem vai montar o cavalo branco?”

    1. É muito difícil, somente Babilônia será destruída, (o reino do Anti cristo), e os outros reinos permanecerão no milênio, se o outro artigo estiver correto, (http://dcvcorp.com.br/?p=928 “Poderia A Babilônia Ser A Cabeça da Besta Que Volta à Vida?”. E o Anti cristo virá do atual Iraque.

    2. Oi Augusto, se você observar o capítulo 14 de Zacarias verá um pouco sobre a batalha contra os povos que se levantam contra Israel e no versículo 16 deste mesmo capítulo há a referência sobre as nações que sobrarem e como elas deverão se comportar daquele momento em diante.

  1. Cara, muito bom suas materias, Joel richardson fala que o “Mahdi” vira da turquia assim que o presidente da siria for assasinado e rolar essa guerra de iraque e turquia.
    mateus 24; 15 “quando, pois, virdes no lugar santo a abominaçao da desolação predita por daniel” (quem le,entenda)

  2. O CAVALEIRO DO CAVALO BRANCO, ANTICRISTO???

    JAMAIS, JAMAIS, E JAMAIS!!!
    As teologias que afirmam que o período do 1º Selo, com o cavaleiro do cavalo branco, é o Anticristo, no seu desconhecimento profético, estão se colocando sob a maldição de Apoc. 22:18-19, para os vituperam o livro do Apocalipse.

    1-As Escrituras afirmam que Jesus, é o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim (Apoc. 1:8); o Primeiro e o último (Apoc. 2:8); em razão disso, Ele tem A PREEMINÊNCIA EM TODO O PLANO DIVINO (Cl. 1:18).
    Portanto, em qualquer figura bíblica, Jesus sempre foi e é: “o Primeiro e o ultimo”; o primeiro em “figura”, e o último literalmente. Abaixo vou apresentar alguns exemplos:

    -Nos sete dias da criação: Jesus foi representado pelo primeiro dia, na “figura da Luz” (Gen. 1:3 – 2 Cor. 4:6). No Último ou Sétimo Dia, Jesus é representado pelo “descanso – o sábado” (Gen. 2:1 a 3 – Mat. 11:28-29). Será que deu pra ver aqui, Jesus como o primeiro e o último na criação?

    -Em Daniel, Jesus e seu reino foram representados pela primeira parte da estátua Nabucodonosor na figura “da cabeça de ouro” (Dan. 2:38); e o Último reino – a Pedra – Cristo (fora da estátua – Dan. 2:34).

    -Na visão dos quatro animais simbólicos, Jesus e seu reino foram representados na figura do primeiro animal – Leão (Dan. 7:4); e o Último reino, após o quarto animal – anticristo, A VINDA DUM SEMELHANTE AO FILHO DO HOMEM (Dan. 7:13).

    -De igual forma, o primeiro Selo, com seu cavaleiro do cavalo branco, é a perfeita “figura” de Cristo e seu Reino, que saiu vitorioso e para vencer (Apoc. 6:1-2); e o Último cavaleiro do cavalo branco, é o próprio Jesus (Apoc. 19:11). Conferindo também, que Cristo, é O QUINTO REI do Apoc. 17, a exemplo dos outros quatro reinos figurativos da estátua de Nabucodonosor que morreram, Ele também, em sua carne, “CAIU – MORREU” pelos nossos pecados (Apoc. 1:18); porém ressuscitou, E EXISTE para todo o sempre, o único reino que não passará a outro povo (Dan. 2:44 – Apoc. 17:10).

    PARA E MEDITAR:
    Se Jesus é o último cavaleiro do cavalo branco de (Apoc.19:11), biblicamente Ele também é o primeiro cavaleiro branco do 1º Selo; quem garante isso, é o próprio Jesus que disse: “…Eu sou o primeiro e o último.” Apoc.1:17.

    Outra coisa: Não existe um único verso bíblico, afirmando que Satanás, ou 1ª besta ou o anticristo, tem preeminência em algum lugar na Bíblia, nem como criador do mal (Isa. 45:7).

    A REPRESENTAÇÃO DOS DEMAIS SELOS, CAVALOS E CAVALEIROS:
    2)-O segundo Selo, é o tempo do cavalo vermelho e seu cavaleiro que recebe “uma grande espada” (Apoc. 6:3-4), é a fiel representação do tempo da ESPADA DO SENHOR” (Eze. 21:1 a 5); o Princípio de dores – a ira das nações – o início da Grande tribulação sobre toda a terra. O Sexto rei do Apoc. 17 que promoverá a 3ª guerra mundial.(Sal. 46:3 e 6 – Mat. 24:7-8 – Apoc. 11:18).

    NOTA: Diferente do que imaginam a maioria teológica, estes dois primeiros Selos, essas duas simbologias com seus cavaleiros, não tem nada a ver com seres malignos; pelo contrário, elas são símbolos celestiais.
    O segundo Selo, será o tempo do cavaleiro do cavalo vermelho, o início dos Juízos de Deus, o princípio de dores, a Grande tribulação sobre toda a carne.
    Já os dois últimos Selos, cavalos e seus cavaleiros, estes sim, são tempos e simbologias, figuras malignas, que atuarão “literalmente” nos últimos dias no cenário mundial:

    3)- O terceiro Selo, o cavalo preto e seu cavaleiro: A 1ª Besta, que perseguirá os cristãos em todo o mundo (Mat. 24:9 a 13 – Apoc. 6:5-6 = 13:1 a 10); o Sétimo rei de Apoc. 17.

    4)-E o Quarto Selo, o cavalo amarelo e seu cavaleiro: A outra besta – Anticristo, que perseguirá os israelitas (Mat. 24:15 a 22 – Apoc. 6:7-8 = 13:11 a 18); o Oitavo rei de Apoc. 17.

    Se desejar conhecer melhor sobre O CAVALEIRO DO CAVALO BRANCO, visite nosso link: http://apocalipsejj.blogspot.com.br/p/o-cavaleiro-branco_31.html
    E sobre OS SETE OITO REIS: http://apocalipsejj.blogspot.com.br/p/os-proximos-acontecimentos_01.html

    Abraços,
    Jaime e Júlio.

    1. Queridos, quero deixar meu parecer, claro que respeito seu raciocínio, porem ao meu ver o princípio desta figura bíblica não se da no primeiro selo veja:

      Ap.6:1 E, havendo o Cordeiro aberto um dos selos, olhei, e ouvi um dos quatro animais, que dizia como em voz de trovão: Vem, e vê.

      Apesar de Cristo não está inserido é ele próprio que da inicio a “figura” concorda se sim amém, se não tudo bem; vamos lá em suas referencias observe que Jesus não é representado da mesma forma, vou pegar uma como exemplo : -Na visão dos quatro animais simbólicos, Jesus e seu reino foram representados na figura do primeiro animal – Leão (Dan. 7:4); e o Último reino, após o quarto animal – anticristo, A VINDA DUM SEMELHANTE AO FILHO DO HOMEM (Dan. 7:13).

      Primeiro como leão e despois semelhante ao filho do homem;

      Já em Ap.5:5 – 14
      O Verbo vivo (Jesus) é representado como o cordeiro que havendo sido morto venceu é digno de abrir o livro;

      Enquanto em Ap.19 Ele vem como cavaleiro para estabelecer seu reino e ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor e da ira do Deus Todo-Poderoso. V.s. 15

      E concluindo meu raciocínio:
      Quem criou a mentira e é homicida desde o princípio ?
      Vós tendes por pai o Diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai; ele é homicida desde o princípio, e nunca se firmou na verdade, porque nele não há verdade; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio; porque é mentiroso, e pai da mentira. João 8:44

      UM ABRAÇO E fiquem COM DEUS.

  3. Prezado Leandro Marques, Graça e Paz…
    Desculpe-me amigo, mas, o teu raciocínio não se sustenta diante das Escrituras:

    Primeiro: Cristo é chamado no Apo. 5:5-6, não somente de Cordeiro, mas também como Leão da Tribo de Judá. Aliás, nas demais Escrituras do N.T. o Senhor é representado por várias outras figuras: Luz do mundo, Água da Vida, o Bom Pastor, o pão descido do céu, o Cabeça da Igreja, a Porta, o Caminho, a Verdade e a Vida, a resplandecente estrela da manhã, etc…

    Segundo: O tema em questão, trata das figuras saídas a partir da abertura do Livro em diante; no caso do 1º Selo: o cavaleiro do cavalo branco, a figura de Cristo.
    “E olhei, e eis um cavalo branco, e o que estava assentado sobre ele tinha um arco;
    E foi-lhe dada uma coroa, e saiu vitorioso para vencer”. Apo. 6:2.

    Terceiro: A figura mostra dentro do seu contexto bíblico “quatro quesitos” irrefutáveis, de que ela, representa o Cristo:
    1-Um cavalo branco: Em Apo. 19:11 Cristo desce do céu num cavalo branco.
    2-Tinha um arco: Em Sal. 45:5, Cristo fere com flechas seus inimigos, o que deixa claro que Ele tinha um arco.
    3-Recebeu uma coroa: Em Sal. 21:3, Cristo recebeu do Pai uma coroa de ouro fino. Em Apoc. 14:14, Ele tinha uma coroa de ouro em sua cabeça.
    4- Saiu vitorioso para vencer: Em Sal. 45:4, Cristo cavalga prosperamente pela causa da verdade, da mansidão e da justiça. Em Mat. 16:

    Quarto: Agora, quero que o irmão nos mostre biblicamente:
    1- Aonde está escrito que o anticristo está assentado sobre algum cavalo branco?
    2- Aonde está escrito que o anticristo, tem um arco?
    3- Aonde está escrito que o anticristo recebeu alguma coroa?
    4- Aonde está escrito que o anticristo saiu vitorioso para vencer?

    “Nada podemos contra a verdade, senão pela verdade”. 2 Cor. 13:8.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *