Opinião: O PIB dos EUA e a Maquiagem dos Números

Minha opinião sobre o PIB do segundo trimestre de 2015 publicado pelo Governo dos EUA, de 2,3%, é similar ao que disse Rush Limbaugh em seu programa hoje:

—> “Bem, os números mentem o tempo todo. Os números podem ser feitos para mentir. Se é você quem escreve os números, se é você quem controla o cálculo, você pode ter os números que desejar que eles sejam, e é o que está acontecendo aqui”.

Os números publicados não são confiáveis, tanto que o PIB publicado do primeiro trimestre mudou significativamente desde o seu anúncio e nas duas revisões posteriores … chegou até mesmo a ser negativo numa das revisões e na revisão seguinte voltou a ser positivo. Essa questão do controle do cálculo é significativo, não é a toa que o Brasil mudou a regra de cálculo do PIB recentemente e “melhorou” os índices de boa parte dos PIBs “antigos” após a revisão com a nova fórmula. O mesmo ocorre com a fórmula usada para calcular o índice de desemprego, tanto no Brasil como nos EUA, ele mascara muito a situação real. Um exemplo recente é a entrevista do CEO do Instituto Gallup de Pesquisas, Jim Clifton, onde ele disse com todas as letras:

—> “O número de empregos de tempo integral, e é isso o que todo mundo quer, como um percentual da população total, é o mais baixo que jamais foi … A outra coisa que é muito enganosa sobre esse número [de nível de desemprego publicado pelo governo] é que quanto mais pessoas desistem de buscar emprego, melhor o número fica. Na recessão perdemos 13 milhões de postos de trabalho. Apenas 3 milhões desses postos voltaram. Você não vê isso nesse número”.

À época, em fevereiro de 2015, o governo declarava que o índice de desemprego nos EUA era de 5,6%, mas o CEO do Instituto Gallup de Pesquisas, Jim Clifton, durante a entrevista dizia que o número real era de 11,2% … bem diferente do que o governo dizia ser. Você pode comprovar o que escrevi e ver mais detalhes, inclusive a entrevista de Jim Clifton, aqui: http://dcvcorp.com.br/?p=1199

Recentemente o Fed (Federal Reserve) deixou escapar antecipadamente os números previstos para os próximos 5 anos em diversos fatores, mas ao analisarem os dados publicados, vários economistas perceberam o quão maquiados e forçados são os números e que em si, não representam a realidade e muito menos são sérios em suas estimativas, pois parecem “torturar” os números para conseguir os resultados desejados, o que é totalmente uma farsa brutal. Como exemplo, Stephen Stanley, economista-chefe da Pierpont Securities Amherst escreveu sobre esses números do Fed:

—> “Você tem a impressão, como eu, que a equipe se reúne em uma sala e decide como os resultados devem ser, em seguida, torturam o modelo (ou apenas usam fatores de imprecisão) até se chegar aos resultados que eles estavam determinados a alcançar. Por que se preocupar com modelos extensos e complicados se você está apenas indo manipular os resultados?”.

Essa análise e os dados publicados pelo Fed podem ser vistos aqui neste artigo: http://dcvcorp.com.br/?p=1790

As declarações de Rush Limbaugh podem ser vistas aqui: http://www.rushlimbaugh.com/daily/2015/07/30/the_new_gdp_is_bs

 

 

Fonte: Dionei Vieira – Fotos da Linha do Tempo

One thought to “Opinião: O PIB dos EUA e a Maquiagem dos Números”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *