Cristãos Iraquianos Expulsos de Mosul pelo Califado Islâmico

Desde o ano passado tenho acompanhado o crescimento do ISIS na região da Síria e Iraque e, à época, já se esperava que, se eles tivessem sucesso, isso resultaria em forte perseguição aos cristãos da região. Infelizmente o pior ocorreu e a Sharia (lei Islâmica) agora impera na região do agora IS (Estado Islâmico). Apenas em Mosul, onde antes haviam cerca de 60.000 cristãos, atualmente não há mais nenhum, ou foram mortos, ou expulsos ou negaram a fé para se tornarem Islâmicos. A mídia, em geral, nem aborda o assunto, se o faz, é por poucos segundos ou em poucas linhas. Oro ao nosso Deus para que o Seu Braço Forte alcance a essas famílias, os consolem e os auxiliem. Não é fácil, para um cristão, viver sob a Sharia (lei Islâmica), o preço para quem vive sob esse regime é tão alto que pode vir a lhe custar a vida, principalmente quando você decide não negar a Cristo. Se você puder, contribua, existem programas de ajuda disponíveis que permitem doações e auxílio a pessoas nessa situação, seu braço pode não ser tão pequeno como imagina.

Como assistir a uma entrevista dessas e não sentir a dor, a tristeza, o desalento de ver pessoas, idosos e crianças, expulsas de suas casas e vidas pelo “crime” de ser Cristão e então continuar o dia como se não tivesse visto nada de mais, sendo impassível, insensível … frio. Acho impossível! Senti a dor deles … não pude conter as lágrimas, ao mesmo tempo em que pensei nos milhares que passaram pelo mesmo, até muito … muito pior.

Eu entendo que, apesar da loucura e da maldade humana, Deus mantém o controle, compreendo que nesses tempos a cada dia mais próximos aos eventos que já foram profetizados há milhares de anos, coisas como essas irão crescer e alcançar uma escala, infelizmente, muito maior. Mas o conhecimento, a compreensão e o entendimento sobre esses fatos, de forma alguma podem ou irão anular a dor, a tristeza e o desespero pelos que sofrem as consequências de tais eventos e ações.

É nosso dever, como filhos de Deus, lutar contra esses atos de injustiça, mesmo que nossos braços sejam tão curtos que só possam chegar aos que nos cercam e, não se engane, existem muitos entre os que nos cercam que estão em situações de dor e desespero, precisando também de nossa ajuda e apoio, tanto quanto nos for possível. Porque não é por força e nem por violência, mas pelo Espírito de Deus que podemos responder a estas coisas, nossa luta deve ser através de atos de justiça, anunciando o evangelho, respondendo ao mal com o bem, respondendo ao ódio com um caminho mais excelente … com o amor. Obviamente, nem sempre isso pode ser abordado de uma forma tão simplista e reducionista, em alguns casos, a gravidade da situação requer uma ação enérgica, dura e forte para anular ou reter o mal, ser amoroso não é ser molenga, que o digam os pais que realmente amam seus filhos e os corrigem, existem muitos exemplos de tais ações ao longo da história, inclusive registrados na Bíblia … alguns ordenados por Deus. Apesar disso devemos lembrar que a vingança pertence ao Senhor, Ele tem seus meios e instrumentos para tratar com o mal, na verdade, Ele é o único capaz de fazê-lo adequadamente.

Se deseja e pode ajudar, recomendo acessar o site de Rescue Christians (aqui) ou doar diretamente (aqui).

Você também pode assinar algumas das petições promovidas pelo citizengo.org: aqui.

P.S.: Ao que parece o governo Francês ofereceu asilo para pessoas nessa situação (veja aqui), o que já é um alento, uma pena o Brasil não fazer o mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *