Os EUA colaboraram com a Turquia na criação de um Califado Islâmico

pela Fundação Shoebat em 31 de agosto de 2014 – em Destaque Geral

Por Walid Shoebat (Shoebat Exclusivo)

 

Obama está enviando o secretário de Defesa Hagel à Turquia para engrenar seus esforços para domar o ISIS, enquanto conscientemente está ciente de que a Turquia é um defensor do ISIS!
Os esforços, como eles dizem, é a construção do que o governo chamou de ‘Coalition of the Willing’ (Coalisão dos Dispostos).

Como foi previsto por Shoebat.com, os Estados Unidos vão pleitear a Turquia para acabar com o ISIS.

Agora o secretário de Defesa Chuck Hagel está sendo enviado por Obama para se preparar para visitar a Turquia a intensificar a pressão por uma campanha internacional contra o ISIS.
Em seu discurso durante uma reunião na sexta-feira, o secretário de imprensa do Pentágono, Almirante John Kirby, disse que Hagel começará sua viagem internacional para visitar País de Gales, Geórgia e Turquia.

“A Turquia é um aliado-chave da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte). Dada a sua fronteira com a Síria e o Iraque, [Turquia] compartilha nossas profundas preocupações com a ameaça regional em virtude do ISIL “, disse Kirby aos jornalistas.

A visita de Hagel à Turquia é vista como parte da busca dos EUA de um apoio dos países da região. A Turquia vai ser a última parada em seis dias de viagem de Hagel, que começa na quarta-feira.

Esta visita marcará a primeira viagem oficial de Hagel à Turquia como chefe do Pentágono.

“Hagel tem relações de longa data com os líderes da Turquia, incluindo o Presidente recém-empossado (Sultão) Recep Tayyip Erdoğan, e o secretário vê a próxima visita como uma oportunidade importante para fazer avançar a crítica relação EUA-Turquia”, disse Kirby.

Tudo isto independentemente de que os laços da Turquia e os Estados Unidos tornaram-se tensos após o escândalo de corrupção, quando a mídia pró-governo acusou o embaixador dos Estados Unidos de estar por trás da investigação, e então o primeiro-ministro Erdogan ameaçou expulsar o embaixador. As relações bilaterais em seguida bateram uma fase difícil quando a liberdade de expressão e a liberdade de imprensa se deterioraram, e a retórica anti-americana e anti-semita foi utilizada por Erdoğan e outras autoridades turcas.

Ávidos leitores de Shoebat.com entendem a “concha” de como os potenciais planos da Turquia para reconstruir o seu “perdido Império Otomano” é feita usando dispositivos inteligentes e astutos para assumir o controle da região. Há uma razão por quais motivos o ISIS não está focado em Israel e está cometendo caos e genocídio. Isso ocorre por um “design”, pelas seguintes razões:

1- A Turquia, por concepção, pretende inaugurar-se como uma “salvadora”, criando e dando cumplicidade ao ISIS para fazer estragos do que intervir para acabar com a crise, a fim de reforçar sua imagem e o Estado islâmico ideal pelos muçulmanos e o Ocidente.

Observe como tudo funciona:
sunitas matando xiitas tem criado grande ódio pelas massas muçulmanas a nível mundial que irá escalar o ódio contra a (baseada na Arábia) ideologia do ISIS wahhabita.

Além disso, o ISIS não está prejudicando Israel, que tem gerado uma enorme chamada para parar com isso, e focar em Jerusalém, que a Turquia está chamando para a focagem de Gaza e libertar Jerusalém, que vai inaugurar Erdogan como o vingador e um novo ‘Saladino’.

Os EUA, claro, querem estabilizar a região, e a Turquia é o seu candidato para domar o ISIS, pois sabe que a Turquia está dando as cartas.
A Turquia está esperando os EUA para lhe pedirem sua ajuda, enquanto o Irã também se ofereceu, mas desde que o Irã é um “estado de terror”, os EUA se recusam a lidar com ele.

2- A Turquia, por predefinição, está montando o palco, que o próximo homem vai colocar seus esforços em persuadir Israel a implementar os interesses palestinos e parar o derramamento de sangue. Esta será a grande oportunidade para o “homem do pecado” entrar no cenário mundial como o “homem de paz”.

3- A única maneira de introduzir o grande Califado que seja aceitável e palatável pelo mundo muçulmano secular e religioso é INTRODUZIR A MARCA NÃO WAHHABI DO ISLÃ SUFISTA, que é considerado “pacífico” pelo Ocidente. Mas isso vai unir os dois Irã xiita e Turquia sunita, já que os sufis respeitam a fé xiita e seus ícones religiosos, Hassan e Hussein. Isto irá criar uma coalizão muçulmana de grande escala (Ezequiel 38) e irá desmantelar o que o acordo ‘Syches Picot’ (ver Winkinpédia) fez em fraturar o Império Otomano.

O palco está montado para a Turquia a recriar o seu sonho Otomano há muito esperado. Mas esse será diferente de sua glória passada, e vai acabar como 10 regiões / estados DIVIDIDOS, que já foram definidos pelo ISIS.

O mapa inclui:

1-Anatólia (Turquia)
2-Curdistão
3-Gogaz, (CIS (?), que inclui Azerbaijão, Cazaquistão, Quirguistão, Turcomenistão, Tadjiquistão e Uzbequistão)
4-Khorasan (Irã, Afeganistão, Paquistão e, possivelmente, Indonésia)
5-Iraque
6-Sham (Síria, Líbano)
7-Qinana (Egito, Sudão e Somália)
8-Maghreb (que inclui a Líbia, Tunísia, Argélia, Marrocos e Mauritânia)
9-Yemen
10-Hijaz (que inclui os Estados do Golfo)

Você acha que a idéia de uma solução de 10 Estados foi exagerada?

Atualmente, ISIS já dividiu o mundo muçulmano em seu mapa para incluir 13 estados muçulmanos. Mas existe um mapa incluindo os Balcãs, na Europa, Espanha e Etiópia, para torná-los 13.
Enquanto estes três países cristãos devem ser incluídos de volta ao Império Otomano após a invasão, torná-los “fora do baralho” nos deixa com uma confederação de 10 Estados muçulmanos, pelo qual esse plano já foi anunciado, em Istambul.

Agora este plano vai se tornar o foco principal da Turquia, não do ISIS, que está simplesmente PREPARANDO O TERRENO, removendo os governos seculares na região para estabelecer esses dez Estados durante a próxima década, e é por isso que não estão correndo para anunciar o fim. Ainda há mais por vir.

A Turquia, com o auxílio do muçulmano Obama, está conspirando as massas americanas ingênuas, montando o palco para lançar a Turquia para que ela se torne o novo salvador.

Aqui estão os mapas em árabe e Inglês :


http://shoebat.com/wp-content/uploads/2014/08/c1map.jpg

http://shoebat.com/wp-content/uploads/2014/08/cm.jpg

Traduzimos o que circula na mídia muçulmana:

“ISIS publicou o mapa identificando seus planos de expansão nos próximos 5 anos na sua transição para o Califado. Alastrando três continentes, da Ásia, que inclui os Estados do Iraque, da Síria e do Hijaz, Iêmen, Khorasan e Anatólia e no Curdistão, em seguida, Andaluzia na Europa, dos Balcãs e da Europa Oriental. E depois para o continente Africano, os Estados da Abissínia e a terra do Egito. Portanto, este é o Estado Califado, treze estados englobando metade do hemisfério mundial. ”

http://worldanalysis.net/…/daash-islamic-caliphate-divided…/

http://www.alnashernews.com/news/news.php…

Embora saibamos que muitos não compreendem a geografia ou a história por trás de todos esses nomes regionais, tenho certeza de que eles podem entender a matemática simples:

13-3 = 10

Alguma pergunta?

* Artigo traduzido por Alfa Anauel, link original aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *