Novos Dados De Uma Pesquisa Mostram Que A Europa Inexorávelmente Será Islâmica

pelo Dr. Thomas D. Williams,

 

Um artigo recente do Instituto Pew Research Center destaca cinco fatos importantes sobre a população muçulmana da Europa, à luz dos recentes ataques islâmicos na França e das marchas de protesto anti-islâmicos na Alemanha. Os dados revelam que a Europa está se tornando mais e mais muçulmana.

Embora os maiores sofredores da violência islâmica continuem a ser as populações do Iraque e da Síria, sitiadas pelo Estado islâmico, juntamente com a Nigéria que encara o ataque praticamente sem controle do Boko Haram, a Europa tem as suas próprias preocupações. A população muçulmana, em muitos países europeus, tem crescido de forma constante, o que levou alguns países, como a Alemanha, o Reino Unido e os Países Baixos, a pedirem restrições à imigração.

A violência islâmica recente em Paris trouxe as preocupações da Europa à tona, mas representa apenas a ponta do iceberg. Na quinta-feira (15/01/2015), a polícia de contraterrorismo belga interrompeu outra trama terrorista jihadista, matando dois supostos militantes islâmicos e ferindo gravemente a um terceiro, e incursões adicionais foram realizados na capital, Bruxelas. Operações anti-terroristas semelhantes estão sendo realizadas em toda a Europa e funcionários de contraterrorismo estão advertindo que a sua ameaça de segurança maior está no risco de ataques por parte de seus próprios cidadãos.

 

 Gráfico que apresenta o tamanho da população muçulmana e seu percentual em relação à população de cada país europeu 

 

Fato nro. 1: as maiores populações muçulmanas da Europa estão na Alemanha e na França, seguidas pelo Reino Unido e Itália.

De acordo com as estatísticas mais recentes disponíveis, a Alemanha e a França têm populações muçulmanas de cerca de 5 milhões de pessoas, o que representa cerca de 6% da população da Alemanha e 7,5% da França. Indo além das fronteiras da União Europeia, a população da Rússia de 14 milhões de muçulmanos, é a maior do continente.

O movimento anti-islâmico PEGIDA, que significa “europeus patrióticos contra a islamização do Ocidente”, reuniu um recorde de 25.000 participantes em Dresden na segunda-feira (12/01/2015), e haverão de ocorrer mais marchas da PEGIDA em Cologne. Embora a chanceler Angela Merkel rejeitou a PEGIDA como sendo um movimento seguido por aqueles com “ódio em seus corações”, outros países europeus estão seguindo o exemplo da Alemanha; versões da PEGIDA tem sido fundadas na Suíça, Áustria, Noruega, Espanha e Reino Unido.

 

Fato nro. 2: a população total da Europa está se tornando cada vez mais muçulmana.

A parcela de muçulmanos da população da Europa tem crescido em cerca de 1 ponto percentual por década nos últimos 25 anos, passando de 4% em 1990 para 6% em 2010. O número de muçulmanos na Europa cresceu de 29,6 milhões em 1990 para 44,1 milhões em 2010.

A população muçulmana da Europa deverá ser superior a 58 milhões em 2030. Enquanto os muçulmanos representam hoje cerca de 6% da população total da Europa, em 2030, espera-se que os muçulmanos cheguem a 8% da população da Europa, ou o dobro do que era em 1990.

Percentualmente, o país mais muçulmano da União Europeia é Chipre, com mais de um quarto da população total (25,3%), seguido pela Bulgária com 13,7% da população. O país com a maior projeção de crescimento de sua população muçulmana é o Reino Unido, que deverá ter uma população muçulmana de 5,5 milhões em 2030.

 

Fato nro. 3: os muçulmanos são mais jovens do que os outros europeus.

Os dados de 2010 revelam que a idade média dos muçulmanos na Europa era de 32 anos de idade, enquanto a idade média dos europeus, em geral, era de 40 anos de idade, uma lacuna de oito anos. A idade média dos cristãos na Europa era dez anos mais elevada do que a dos muçulmanos, ou seja, 42 anos de idade.

A diferença de idade também afeta o aumento da população. As taxas de fecundidade dos muçulmanos são geralmente mais elevadas do que as dos não-muçulmanos na Europa, o que, juntamente com a imigração, ajuda a explicar porque a população muçulmana da Europa deverá aumentar tanto em números absolutos e em percentual da população.

O estudo do Instituto de Pesquisas Pew analisou as tendências atuais nos 25 países europeus para os quais há dados disponíveis e descobriu que a mulher muçulmana de hoje tem uma média de 2,2 filhos, em comparação com uma média estimada de 1,5 filhos da mulher não-muçulmana, na Europa.

 

 

 Gráfico de como alguns países da Europa ‘enxergam’ os muçulmanos (% Desfavorável versus % Favorável) 

 

Fato nro. 4: países europeus variam muito em seus pontos de vista dos muçulmanos.

As maiorias na Alemanha, França e Reino Unido têm uma visão geralmente favorável aos muçulmanos, de acordo com uma pesquisa do Instituto de Pesquisas Pew, realizado na primavera passada. Mais da metade da população na Itália, Grécia e Polônia expressaram opiniões negativas sobre os muçulmanos, enquanto que na Espanha a opinião era dividida.

Entre os países da União Européia, a população italiana é a mais crítica dos muçulmanos, com 63% expressando uma opinião desfavorável e apenas 28% expressando um parecer favorável.

As visões sobre os muçulmanos estão vinculadas tanto à idade quanto ao espectro político, com a juventude e os de ideologia de esquerda sendo geralmente mais favoráveis aos muçulmanos. Na Espanha, um pouco mais da metade entre os que tem 50 anos de idade e mais velhos, enxergam os muçulmanos desfavoravelmente, enquanto que apenas um terço das pessoas com menos de 30 anos de idade dizem o mesmo. Enquanto que 47% dos alemães na direita política vêem aos muçulmanos desfavoravelmente, apenas 20% dos que estão na esquerda o fazem.

 

Fato nro. 5: a União Europeia é o lar de cerca de 13 milhões de imigrantes muçulmanos.

Desde 2010, estima-se que 13 milhões de imigrantes muçulmanos (27% da população de estrangeiros) vivem nos 27 países da União Europeia. Quando a migração interna no seio da União Europeia é excluída, a percentagem de imigrantes muçulmanos entre a população nascida no estrangeiro sobe para 39%.

A população muçulmana imigrante na Alemanha vem principalmente da Turquia, enquanto que os cerca de 3 milhões de muçulmanos nascidos no estrangeiro na França são, em grande parte, das ex-colônias da França sobre a Argélia, Marrocos e Tunísia.

 

* Artigo traduzido por mim, link do original aqui: NEW RESEARCH CHARTS EUROPE’S INEXORABLE SLIDE TOWARD ISLAM

34 comentários em “Novos Dados De Uma Pesquisa Mostram Que A Europa Inexorávelmente Será Islâmica

    1. ?????? Essa eu não entendi, salvar a Europa? você ficou louco seu imbecil, ninguém está a salvo deles, pare de culpar judeus eles nunca nos fizeram mal, você merecia uma grande surra seu bosta.

    2. Se mata o imbecil essa merda aí já passou, hj o problema eh q os mulcumanos vão matar e desrespeitar tanto cristãos e judeus

    3. Vai estudar mais e tente se atualizar nas questões de culturas e ideologia, os muçulmanos tem com objetivo islamizar toda Europa . Que ditadura do holocausto que vc está vendo? Isso foi na segunda guerra, pode haver um outro holocausto vindo do islamismo.

    4. Prezado. Você se equivocou. Os muçulmanos não são favoráveis aos judeus. eles adoram a alá e os judeus adoram a Jeová. Hitler perseguiu e assassinou mais de 6 milhões de judeus e não muçulmanos (ou Islâmicos).

  1. Na Europa as futuras gerações de mulheres muçulmanas terão maior liberdade de escolha e terão menos filhos por opção própria. Pensamentos teocráticos como judaísmo. islamismo, Cristianismo e semelhantes não terão grande expressão no futuro da humanidade.

    1. Por favor, seja menos imbecil. O islamismo é uma religião de ódio e preconceituosa. Se essa maluquice continuar a Europa, e boa parte do Ocidente, vai ruir e os sistemas e culturas conhecidos terão o mesmo destino da cidade Palmira. Tudo o que se refere as culturas anteriores foi explodido. E você acredita que daqui pra frente os islâmicos vão evoluir. Faça-me o favor…

  2. A porta do ocidente foi aberta e a europa sera a primeira a cair. Logo sera as americas, seguramente o cristianismo chegara ao fim em uns 80 anos. Se alguem diz que estou doido veja a historia do norte da africa, asia e agora europa.
    O mundo todo sera islamico e seus governantes tb.
    Dai sua descendência ira perguntar : pq meus pais forao tao pacificos? Agora ja e tarde. Nao adianta tentar entrar em israel as portas estarao fechadas, suas biblias confiscadas e a marca da besta amarrada na testa e tatuada nos punhos.
    bandeiras preta nas maos e se alguem dicer que o Senhor esta no deserto nao va!!! Pois sera enganacao.

    1. O Ocidente de hoje é sucessor do IMPÉRIO ROMANO.Que no ano 70 expulsou os judeus de sua Pátria.O Ocidente CRISTÃO fez as cruzadas,Inquisição,Duas Guerras Mundiais criou NAZISMO e COMUNISMO,lançou BOMBA ATÔMICA para experiência.Destruiu IRAQUE e LÍBIA.Os MUÇULMANOS não fizeram nada disso.O ISLAM é Religião da PAZ e da CARIDADE.O defeito da CIVILIZAÇÃO ÁRABE ISLÂMICA foi sua auto destruição.Durante a IDADE MÉDIA em quanto a EUROPA CRISTÃ mergulhava na OBSCURIDADE.A CULTURA ÁRABE era LABORATÓRIO DO MUNDO em todos ramos do CONHECIMENTO CIENTIFICO.Leiam mais sobre o assunto..

    2. O ISLAM é Religião da PAZ e da CARIDADE???? Você está loucoo? Cortando gargantas das pessoas, fazendo escravas sexuais e tanto outros crimes de humanidade?? Eu realmente espero que o ocidente ou a Rússia faça algo para parar esse avanço muçulmano ao redor do mundo, se não em uns 150 anos o mundo será completamente muçulmano.

  3. O islã terá o seu dia d. Na guerra de gogue,Deus já falou na sua palavra, por meio De seus profetas, Veja Ezequiel 38;39. A grande maioria dos paises islâmicos da Europa,oriente médio e Africa, seguirão gogue, e o grande líder do povo mulçumanos o iran, incitara as outras nações mulcumanas a seguirem a gogue, com intento de destruir Israel do mapa.Mais Deus se vingará de todas as suas perverssidades diciminadas por todo o mundo e principalmente contra judeus e cristãos. O dia da sua destruição já esta selado por Deus. Veja Obadias na bíblia cap. 1. Leia todo o capilo, da casa de Esaú descende o povo árabe que tem como religião oficial o islã.

    1. Eis aqui uma grande verdade incontestável, e com estatística na mídia mundial, isso não é novidade mais passa desapercebido pela grande maioria. Vejam bem, a única religião no mundo que produz terroristas é o islã. Todas as outras religiões tem suas diferenças, e ate em alguma ocasião podem entrar em conflito, mais nunca produzem entre seus adeptos terrorista. Todas as noticias na mídia mundial a respeito de atos terroristas, refere-se a mulçumanos, adeptos do islamismo.

  4. os governos da europa estao recebendo dinheiro dos gov. mussulmanos, estao vendendo seus paises , nescessario que o povo se levante e coloque governos h0nestos e ajudem os mussulmanos nos seus paises en vez de destrui-los como fizeram os governos da Europa e da America nos ultimos 20 anos.

  5. Tomara que o ocidente ou a Rússia tenham se dado conta disso, pois são os únicos que podem fazer algo. Tomara que o Trump com suas medidas protecionistas consiga parar o avanço de população muçulmana pelo menos nos EUA, se não meus amigos daqui uns 100 anos o mundo se curvará ao islã, as mulheres perderão seus direitos que foram tão difíceis para conseguir, a ciência provavelmente se manterá estagnada por causa da religião islã. E nós achamos que Hitler iria dominar o mundo com guerras, mas na verdade o mundo será dominado de dentro para fora, eu só não se ainda se será pelo comunismo (mas não de governos autoritários como a URSS, mas sim com governantes, massas de manobra em vários países ao redor do mundo ou seja a tendência de ser esquerda nunca esteve tão forte como nos dias de hoje), ou se será pela dominação islãmica com o islã, nos dois casos será o fim da vida quase livre que temos hoje em dia no ocidente.

  6. O Islã e o Marxismo são o ANTICRISTO! Precisamos nos levantar em defesa da nossa Civilização Ocidental Judaico Cristã e não só pelo nosso próprio país, mas também pelo Berço da nossa bela e amada Civilização: a Mãe Europa, somos todos filhos dela, ela nos educou, nos civilizou, ela nos libertou da barbárie, nos ensinou a Harmonia, a Beleza, a Arte e quase todas as tecnologia, se não é possível afirmar mesmo todas, quase tudo o que usamos hoje, desde do liquidificador, o arcondicionado, o computador, a internet, a rádio, a TV, o avião, enfim, a lista infinita, imagine se exigíssemos não apropriação cultural. Quase todos os avanços em todas as áreas, todos os aspectos da vida humana, das conquistas que nos trouxeram à modernidade foram produzidos pela nossa mãe Europa e os seus eurodescendentes pelo mundo. Nossa mãe nos clama ao combate em sua defesa e proteção por amor e gratidão devemos lutar contra sua destruição.

  7. É inevitável. Isso vai acontecer. É exponencial e fomos fracos suficientes, para não nos opormos na mesma medida (com terrorismo “cristão”) ao movimento terrorista islamico. era para o ocidente se unir, em sacrificio pela humanidade futura, e invadir de vez exterminando todos os comandos e quartéis generais das milicias islamicas, mas de forma radical, intermitente, até não sobrar mais ninguem. Porem vão dizer: e o amor ao proximo? E: vai matar “inocentes”, e aí freamos e voltamos para a diplomacia, dai eles se reorganizam e tudo recomeça, agora com mais ódio ainda.
    Nada contra as crenças islamicas, mas devemos mostra a todo “bom” islamico, que neste ou naquele país, não se decapita mulheres em plena rua, só pela alegação do marido se sentir “traido”. Que pode-se beber alcool, e se estão ofendidos, que não saiam de casa.
    Quando falei de “terrorismo cristão”, foi metaforico, referindo-me a uma oposição na mesma moeda, não contra civis, mas contra organizadores do terror pelo mundo. Cristão disse, representando o mundo ocidental, de cultura cristã. É sequesntro dos lideres, e exterminio dos mesmos, e aniquilação, em igual medida, de todo o exercito comissionado, de jovens pelo mundo.

    1. Concordo com você Moreira se caso o homem ocidental nada fazer sera comido de dentro para fora pelo Islã, estou só aguardando as melícias anti terroristas e resistência surgirem para que me torne membro, infelizmente o fogo se combate com fogo e não há conversa com o islã não a conversa!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *