Minhas crenças e convicções.

Gostaria de deixar algumas coisas claras sobre minhas crenças e convicções, como já se percebe pelo post anterior, sou cristão evangélico e sei bem porque professo minha fé.

Acredito num Deus pessoal e criador que se manifesta no mistério da Trindade (assunto delicioso para post futuro) e que é único, onipotente, onipresente e onisciente. Creio na Bíblia como a inerrante palavra de Deus. Creio em Jesus como meu único e suficiente Salvador e intermediador entre Deus e os homens, por intermédio dEle eu tenho a vida eterna e mui breve Ele retornará, julgará os vivos e os mortos e estabelecerá em definitivo seu reino de glória na Terra.

Antes de entrar em assuntos doutrinários mais espinhosos, que poderão ser discutidos em futuros posts, saliento que não sou nem Calvinista, nem Armianista, sou de Cristo antes de tudo, além disso acho o Molinísmo mais coerente que as duas correntes citadas anteriormente, mas ainda assim a sã doutrina não se baseia em reflexões unicamente humanas (em um post futuro posso vir a detalhar mais essas abordagens e esses assuntos). Concordo em grande parte com os Calvinistas em muitos pontos e aprendo com muitos deles, como o próprio Calvino (em suas Institutas), R.C. Sproul, John Piper, Augustus Nicodemus, entre outros, mas pessoalmente existem duas doutrinas que derivam do Calvinismo e que as acho altamente danosas no meio cristão que são o cessassionísmo e a perseverança dos santos. Eu as considero danosas pelo perigo que representam, pois o cessassionísmo acredito enfraquecer a igreja que adota essa visão por limitar os dons do Espírito Santo do meio dela nos dias atuais, podando, por assim dizer, a ação do Espírito Santo e tornando-a manca espiritualmente; já a perseverança dos santos, ou seja, a crença de que uma vez salvo, sempre salvo, corre o risco de tornar o crente displicente em relação a sua vida de santidade e o mesmo viva uma vida fria ou até morna espiritualmente. Não vou discutir agora os argumentos e nem os contorcionísmos que os defensores dessas doutrinas fazem, pois não é o objetivo deste post, mas imagino que o inimigo as ache ótimas. Não vou discorrer agora sobre o livre-abítrio e afins, pois o simples fato de escolher não discorrer denota que o tenho, mesmo que dentro de minhas limitações, mas ainda assim o tenho de forma suficiente para fazer algumas escolhas, como as palavras nesse post.

Amo uma doutrina sã, sem os exageros triunfalistas ou de foco distorcido como ocorre nas doutrinas voltadas unicamente a um fim, tais como a teologia da prosperidade, ou políticas como a teologia da libertação (também conhecida como teologia da missão integral em outros meios), entre outras. A doutrina sã em minha visão é em si Cristocêntrica, temperada com o Espirito Santo, pois é através do Espírito Santo que busco a orientação, nas ações e decisões, e o discernimento para aprender a separar o joio do trigo e reter o que é bom, dentro do que leio, ouço e vejo. O fato de eu não concordar com algumas abordagens teológicas não quer dizer, de maneira nenhuma, que não devemos ter nenhuma teologia, ao contrário, a teologia é necessária, é até ordenada, pois devemos buscar conhecer o Senhor em todos os aspectos. Por isso gosto de estudar as mais variadas abordagens teológicas e usar o discernimento do Espírito Santo para fundamentar esse conhecimento. Com isso em mente, sempre que algum assunto ou doutrina se torna espinhoso, volto-me para a simplicidade do evangelho, como recomenda o apóstolo Paulo, e relembro João 3.16 e 1 Coríntios 13 e suas implicações, dessa forma meu prumo é restabelecido.

Sou membro, já faz alguns anos, da Igreja Batista Palavra Viva em Florianópolis (SC), liderada pelo Bispo Flori Ramos, cuja doutrina Cristocêntrica muito me alegra e da qual gosto de ouvir, pois tudo foi feito por Ele e para Ele. Tenho no coração a igreja Assembléia de Deus de Joinville (SC) e a Igreja do Evangelho Eterno de Joinville (SC), liderada pelo meu amado pastor Gilson Siqueira (que foi quem me batizou nas águas) e que também tem uma mensagem maravilhosamente Cristocêntrica. É uma pena que não posso frequentar fisicamente como gostaria, devido a distância, mas o ouço pela Internet, sempre que possível e o recomendo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *