Mistério de Isaías 53:9 … Na Sua MORTES (é plural mesmo?!)

isaias-53_9

Designaram-lhe a sepultura com os perversos, mas com o rico esteve na sua morte, posto que nunca fez injustiça, nem dolo algum se achou em sua boca.” (Isaías 53:9)

Existem belezas, mistérios e profundidades nos textos das Escrituras que você só os percebe quando lê os textos a partir do original em hebraico. Um exemplo é o descrito nesse trecho de Isaías 53 que fala do “Servo Sofredor”, o Messias, no versículo 9, onde o trecho traduzido como “na sua morte“, em hebraico “בְּמֹתָ֑יו“; na verdade não diz apenas isso, há uma perda quando se observam as traduções, pois o texto vai além, é algo ainda mais profundo.

O termo traduzido como “morte” (מות “maveth”), está no plural (você pode ver isso aqui); portanto uma tradução literal seria “na sua MORTES”, ou seja, é algo tão grande, tão cósmico, que é difícil para qualquer tradutor fazer justiça ao que a expressão busca colocar.

hebraico

Em hebraico, quando uma palavra deveria ser singular, mas ela está no plural, isso é frequentemente um sinal de que a realidade por trás desta palavra é tão único, tão intenso, tão extremo ou tão colossal que apenas uma palavra no singular não pode conter todo o seu significado (veja outro exemplo neste outro artigo que publiquei aqui).

Sendo assim, o que podemos entender é que a morte do Messias é uma realidade tão singular, uma realidade tão extrema, uma realidade tão intensa, e uma realidade tão colossal que a palavra morte no singular não pode nem mesmo começar a descrevê-la. O que aconteceu vai tão além do que podemos expressar com as nossas palavras ou com os nossos pensamentos para começar a entender a sua morte.

Mas o plural utilizado na palavra morte pode também realmente significar exatamente o seu plural?! Sim, além de expressar essa realidade única da morte do Messias, o uso do termo em plural também revela que o Messias não iria morrer apenas a sua própria morte, mas muitas mortes, ou seja, a minha, a sua … a de todos nós!!! Todas as mortes que eram definitivas devido a separação do homem para com Deus, a segunda morte que estava destinada aos homens, estão incluídas nesse plural utilizado no hebraico para a morte (mortes) do Messias. Quando você crê na obra da cruz realizada por Jesus, a morte que lhe havia sido destinada devido ao seu pecado, foi colocada sobre Ele no Calvário (leia João 3:16).

Toda a morte está contida dentro da palavra no plural. É o testemunho em preto e branco que a sua antiga vida e o seu julgamento foi realizado … “na sua mortes“. Por isso o apóstolo Paulo tão propriamente escreveu …

Porque, se fomos unidos com ele na semelhança da sua morte, certamente, o seremos também na semelhança da sua ressurreição, sabendo isto: que foi crucificado com ele o nosso velho homem, para que o corpo do pecado seja destruído, e não sirvamos o pecado como escravos; porquanto quem morreu está justificado do pecado. Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos, sabedores de que, havendo Cristo ressuscitado dentre os mortos, já não morre; a morte já não tem domínio sobre ele. Pois, quanto a ter morrido, de uma vez para sempre morreu para o pecado; mas, quanto a viver, vive para Deus. Assim também vós considerai-vos mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus.” (Romanos 6:5-11)

Pois o amor de Cristo nos constrange, julgando nós isto: um morreu por todos; logo, todos morreram. E ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou.” (2 Coríntios 5:14,15)

2 thoughts to “Mistério de Isaías 53:9 … Na Sua MORTES (é plural mesmo?!)”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *