Beleza e Curiosidades da Bíblia – Elohim

O primeiro dos muitos nomes de Deus, que é apresentado na Bíblia, ocorre já na primeira frase de abertura do livro do Gênesis. Nos posts anteriores dessa série (aqui e aqui), vimos as duas primeiras palavras de Gênesis 1.1, agora veremos a terceira, “Elohim“. Além da curiosidade que iremos analisar, relacionada ao hebraico antigo, gostaria de levantar um outro aspecto muito interessante deste trecho, pois quem conhece o hebraico já percebe pela sua terminação que Elohim é plural, ou seja, se fôssemos literalmente interpretar o versículo, teríamos algo como … 

No princípio criou Deuses [ אלהימּ ‘elohim] os céus e a terra“.

Isso é gramaticalmente esquisito, visto que o verbo criar está no singular e não no plural como seria a concordância correta, por isso temos a tradução “criou Deus” e essa é a primeira pista na Bíblia da referência à “Pluralidade” de Deus. Esse é um tema fascinante, pois o mistério da “Pluralidade Divina” aparece de diversas formas no Antigo Testamento (veja aqui outro artigo sobre isso), além disso essas questões gramaticais do hebraico são mais complexas e requerem melhor análise, mas não tenho objetivo de abordar isso aqui, pois ficará para um post futuro, se Deus permitir.

hebraico_1

Eu já li sobre as várias interpretações de “Elohim” (O Senhor é minha força, o Poderoso, etc …), enfim são muitas e, devido a própria natureza de Deus, esse tipo de discussão é longa e sem fim, afinal tudo que se refere a Deus é grandioso por consequência. Por isso vamos às raízes do hebraico para essa palavra; para isso eu lembro aqui do uso de nossa tabela da evolução da escrita hebraica (veja aqui).

Elohim ( אלהימּ ), conforme pode-se ver na imagem anterior, é soletrado em Hebraico como ALEPH (o equivalente a nossa letra A, e a figura do seu pictograma respectivo é uma cabeça de boi, simbolicamente significa “força/poder/Deus”), LAMED (o equivalente a nossa letra L, e a figura do seu pictograma respectivo é um cajado de pastor, simbolicamente significa “ensinar/liderar/vincular”), HEY (o equivalente a nossa letra E, e a figura do seu pictograma respectivo é um homem ajoelhado de braços para cima, simbolicamente significa “olhar/revelar/graça”),  YOD (o equivalente a nossa letra I/J, e a figura do seu pictograma respectivo é um braço e mão, simbolicamente significa “trabalho/obra das mãos”) e MEM (o equivalente a nossa letra M, e a figura do seu pictograma respectivo são ondas de água, simbolicamente significa “caos/poderoso/nações/águas/pessoas”).

Juntando tudo isto e as suas representações, podemos assumir a seguinte interpretação (entre outras similares):

DEUS [é meu] PASTOR/MENTOR/LÍDER, [pela Sua] GRAÇA/REVELAÇÃO, [leva-me pela] MÃO [para as] ÁGUAS [“tranquilas”, “de vida”]/NAÇÕES.

Não é à toa que uma das interpretações do nome Elohim é, o Senhor é a minha força, pois o seu significado na língua proto-semítica já fazia uma indireta alusão ao famoso Salmo 23, escrito mais de 400 anos depois por Davi, “O Senhor é o meu pastor …“.

Elohim

Deus lhe abençoe e lhe conceda espírito de sabedoria e de revelação no pleno conhecimento dEle!

One thought to “Beleza e Curiosidades da Bíblia – Elohim”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *