Abracadabra

abracadabra

 

Pois ELE falou, e tudo se fez; ELE ordenou, e tudo passou a existir.” (Salmo 33:9)

Pela fé, entendemos que foi o universo formado pela palavra de Deus, de maneira que o visível veio a existir das coisas que não aparecem.” (Hebreus 11:3)

Os textos declaram que a Palavra “proferida” pelo SENHOR trouxe este universo à sua existência, o que implica que a Palavra é maior que o próprio universo e também implica que, para que uma Palavra fosse proferida, seria necessário ter sido antes, definido e criado, a própria linguagem e, segundo a tradição rabínica antiga, acredita-se que o idioma sagrado que foi criado para essa linguagem é o próprio hebraico … este é um pensamento interessante, ainda mais para quem conhece o hebraico mais a fundo e os seus significados implícitos em cada letra desse alfabeto, não apenas no seu significado original, mas na simbologia de cada letra e no seu valor numérico, e no que isso implica quando tudo isso é observado conjuntamente … há uma beleza no idioma hebraico que só pode ser vista por quem conhece os seus meandros … já publiquei alguns exemplos disso em meu blog ( aqui um exemplo: http://dcvcorp.com.br/?p=164 ).

Pensando nisso que foi explanado acima, segue uma interessante curiosidade … praticamente todos nós conhecemos uma palavra que tem se perpetuado pelos milênios, como uma palavra “mágica”, comum nos truques de mágica, como quando se tira um coelho da cartola ou aparecem flores do “nada” e similares, basicamente se diz … Abracadabra!!!

Mas você já se perguntou sobre a origem dessa palavra?! Existem várias teorias e que distam de tempos imemoriais. Recentemente, em filmes do personagem Harry Potter, a autora quis dar um sentido à palavra, como se a mesma significasse destruição, mas o significado está bem longe disso.

Essa palavra deriva do hebraico, e há várias formas que possuem valores fonéticos quase similares, mas a que mais se aproxima é esta: אברא כדבראavra k’davra (lê-se da direita para a esquerda); sabe o que ela significa?! Essa é a parte interessante que nos remete ao Criador, ao Todo-Poderoso, ao começo de tudo, pois somente Ele pode criar algo do nada e o significado é:

Eu criarei à medida em que eu falar” ( אברא כדבראavra k’davra ).

*** O termo acima está na sua forma sem os símbolos massoréticos e, lembrando que o beit “ב” pode ter o som do “v” ou do “b”, dependendo do contexto, e a simbologia gráfica que diferencia o som está no uso do ponto, ou seja, sem me alongar demais nas questões técnicas, podemos também inferir: “abra k’dabra“.

Aqui outros termos que, fonética e simbolicamente, podem vir a representar teses similares, em hebraico ou aramaico, e que também se mostram interessantes:

  • עברה כדברא – avra k’davra – “Se passará conforme eu falo
  • אברכה אדברה – avarcha adabra – “Vou abençoar, vou falar
  • אב, בן, רוח הקודש – av, ben, ruach hakodesh – “Pai, Filho, Espírito Santo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *