Teologias Loucas

Teologias que colocam em questão atributos perfeitos de Deus já saíram do campo da razão e da sabedoria, estão apenas se afundando no abismo da loucura.

Existem muitos movimentos que podem ser inseridos nesse meu pensamento descrito anteriormente, alguns causam mais danos do que outros, mas são todos perigosos. Um exemplo do que busco colocar pode ser observado nessa pequena dissertação que vou fazer a seguir  …

Abel, por sua vez, trouxe das primícias do seu rebanho e da gordura deste. Agradou-se o SENHOR de Abel e de sua oferta; ao passo que de Caim e de sua oferta não se agradou. Irou-se, pois, sobremaneira, Caim, e descaiu-lhe o semblante. Então, lhe disse o SENHOR: Por que andas irado, e por que descaiu o teu semblante? Se procederes bem, não é certo que serás aceito? Se, todavia, procederes mal, eis que o pecado jaz à porta; o seu desejo será contra ti, mas a ti cumpre dominá-lo.” (Gênesis 4:6,7)

Nós, seres humanos, … podemos ser, por vezes, inconsequentes, temperamentais, ilógicos até … mas tal comportamento você nunca poderá ver vindo do SENHOR, que é Único, Singularmente Perfeito em tudo.

Eu vejo muitos discutindo a forma de soberania de Deus e percebo em muitos estudiosos, mestres e teólogos o discurso do extremo no determinismo … deviam ouvir melhor o que o próprio SENHOR diz acerca dessas coisas e não ficarem criando celeumas no seio da igreja com objetivos meramente pomposos no intuito de satisfazer o próprio ego sobre teorias desconexas, permeadas de contradições e envoltas em discursos com mentiras disfarçadas de verdades … os velhos sofismas.

Quando o SENHOR diz algo do tipo: “o pecado jaz à porta; o seu desejo será contra ti, mas a ti cumpre dominá-lo”, estaria Ele falando algo para Caim do qual o mesmo não tivesse a capacidade de realizar? Estaria o SENHOR brincando sadicamente com Caim sobre algo do qual Caim jamais poderia vencer ou dominar? Quando o SENHOR diz para Caim que cumpria à ele dominar o seu próprio desejo, o SENHOR sabia que Caim tinha uma capacidade real e concreta para tal, e a escolha última seria unicamente dele nessa questão.

Alguns, de forma insensata, tratam a responsabilidade humana quase como algo inexistente, tão tênue que ela é quase imperceptível ou de nenhum valor, onde o autor último das ações recai sobre o próprio Criador devido a uma interpretação leviana da soberania, do determinismo … são loucos … não leem as Escrituras, esquecem propositadamente textos como Ezequiel 18, Ezequiel 33, entre tantas e tantas passagens onde a responsabilidade humana é enfatizada pelo próprio SENHOR; não é um homem ou outra criatura qualquer fazendo afirmações … nestes textos citados é o próprio Soberano quem faz essas afirmações acerca da responsabilidade humana … como então podem teólogos e outros, levianamente criarem discursos que vão de encontro às próprias palavras do Criador?!

Um homem verdadeiramente sábio, teria zelo e grande temor em fazer afirmações desse tom … mas eu vejo muitos fazendo … se utilizam de termos pomposos como “paradoxo”, “antinomia” e outros para buscar justificar o injustificável como sendo “aparentes verdades” … nada passam de sofismas altamente elaborados que, em última instância, apenas atacam o Santo e Imaculado caráter do Eterno e Soberano, o SENHOR, pois o fim destes sofismas e os seus mais variados argumentos terminam por colocar no colo de Deus a autoria da ação má, da escolha errada, do não domínio do desejo do homem que gera o pecado … tudo isso de forma sutil, claro … mas fazem isso sem temor algum do Altíssimo, e ainda querem se dizer sábios, conhecedores das Escrituras e do SENHOR … a verdade é que não O conhecem, talvez nunca O conheceram, pois no meio de toda pompa e argumentos, dizem sutilmente que duvidam do caráter do Criador e SENHOR de todas as coisas …

Em certas questões é simplesmente melhor dizer … “eu não sei” ou “ainda não compreendi e por isso não posso fazer afirmações” … do que buscar criar teses e argumentações que vão de encontro a verdades absolutas e bem estabelecidas … mesmo que o façam sutilmente, com aparente “humildade”, ainda é loucura e arrogância …

Que o SENHOR tenha misericórdia e traga à luz o que tem sido escondido debaixo de muitos sofismas.

Deus lhe abençoe!

Um comentário em “Teologias Loucas

  1. Prezado,

    O que é eterno tem a possibilidade de se corromper se esta possibilidade for factível.

    Como o número do PI que, por ser considerado sem fim, contém todos os números inimagináveis.. Entende?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *