Você é um cristão? Você é um alvo!

Meu comentário: este artigo mostra um pouco do que tem ocorrido num país que, outrora, já foi considerado o maior exemplo de democracia no mundo, um baluarte da liberdade de expressão. Mas hoje, completamente minado por ações e pela ideologia de esquerda está, dia-a-dia, destruindo valores e instituições tradicionais e, com isso, paulatinamente caminhando para um regime ditatorial e perigoso. Se isso já ocorre lá, o que dizer do Brasil, onde os cristãos em geral, também não tem sido nem sal e nem luz como deveriam, principalmente na política, na mídia e na educação, os quais hoje são redutos desse mesmo pensamento de esquerda que opera nos EUA e em outros países. E pior, nosso país está repleto de pastores e líderes de igrejas que possuem a mesma ideologia de esquerda ou são simpatizantes a ela … tempos difíceis!

 

Você é um cristão nos Estados Unidos? Você é um alvo!

Essa é a mensagem do âncora da Fox News, Todd Starnes, que explorou a perseguição aos fiéis em seu novo livro, “Menos Deus na América: Histórias Reais das linhas de frente do ataque aos valores tradicionais” (“God Less America: Real Stories From the Front Lines of the Attack on Traditional Values.”).

“Através da minha cobertura dos fatos e através do meu relato investigativo, eu descobri que não é apenas uma guerra contra a liberdade religiosa, mas esta é, de fato, uma guerra que é especificamente destinada às pessoas da fé cristã”, disse Starnes.

No livro “Menos Deus na América”, Starnes revela uma multidão de numerosos exemplos da intolerância direcionada aos cristãos que tem permeado os anos do governo de Barack Obama. Ele conta a história de um grupo de estudantes que foram para um hospital de veteranos para cantar músicas natalinas. Após a chegada, eles foram recebidos por um funcionário do governo que disse que eles não foram autorizados a cantar as músicas sobre Jesus. O oficial então entregou a lista, aprovada pelo governo, de canções de Natal.

Outros ataques rotineiros contra o cristianismo são relatados, tais como: a condenação de oração em reuniões públicas, a remoção de imagens dos Dez Mandamentos de lugares públicos, o banimento de presépios e cruzes em memoriais. Escolas que removem referências cristãs dos programas de música ou de arte. Proibição aos cristãos de se reunirem em casas. E mais.

Starnes disse que alguns dos ataques mais chocantes sobre o cristianismo tem ocorrido no exército norte-americano, sob a administração Obama. No livro, ele conta a história de uma “sessão de treinamento da diversidade”, no qual os soldados norte-americanos foram informados que Católicos Romanos e os Cristãos Evangélicos são “extremistas religiosos”, no mesmo nível do Hamas e da al-Qaeda.

Ele também escreve sobre como os oficiais tem sido instruídos a ocultar evidências de sua fé através da remoção de símbolos religiosos de suas mesas. Ele relata histórias sobre capelas no Afeganistão que foram limpas de todas as marcações cristãs, incluindo cruzes e imagens de Jesus.

Starnes atribui isto à agenda “secular-humanista” que o presidente Barack Obama tem imposto em sua administração.

“É realmente intrigante. Este homem professa ser um seguidor de Jesus Cristo, e ainda permite que sua administração ataque a sua própria fé. Simplesmente não faz sentido”, disse Starnes.

Mas tudo isso deve servir como uma alerta para as pessoas de fé, ele diz. “Os cristãos norte-americanos estão enfrentando um ataque em seus valores. Esta é uma questão não só de liberdade religiosa, mas de liberdade de expressão e do próprio futuro da nossa nação”.

Sean Hannity elogia o livro escrito por Starnes, “Neste livro Todd Starnes combina seu humor característico com suas premiadas habilidades de jornalismo investigativo para expor a guerra da esquerda sobre a liberdade religiosa”.

Starnes acredita que os cristãos norte-americanos estão enfrentando tempos de incerteza, que os valores do país estão sob ataque e a liberdade religiosa tem sido minada.

Vivemos um momento atual onde o certo é errado e o errado é o certo, como exemplo recente é o fato do ataque vicioso da esquerda contra a postura do casamento tradicional defendida pelo proprietário da rede de lanches “Chick-fil-A”, o que serve como uma alerta para as pessoas de fé.

Como repórter cobrindo a guerra cultural para a FOX News, Starnes está na linha de frente dos ataques contra os valores tradicionais. Em seu novo livro ele usa tanto notícias recentes como também fortes entrevistas com os principais líderes conservadores de hoje para trazer à luz o que está acontecendo nos EUA.

 

Artigo de Paul Bremmer (original aqui), traduzido por mim do site www.wnd.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *