Brian Houston da Hillsong sobre o Casamento Gay: ‘Eu acredito que os escritos de Paulo são claros sobre este assunto’

Meu Comentário: Ontem publiquei uma reportagem traduzida (veja aqui) do jornal The New York Times sobre a conferência de imprensa feita pelos pastores da Hillsong e sobre as declarações dadas pelo Pastor Brian Houston, no qual o jornal interpretou como um mudança de tom na visão do Pastor sobre o casamento gay. Imediatamente após a repercussão da reportagem, houveram mais desmembramentos e uma busca do Pastor Brian Houston de elucidar melhor os fatos reportados, ação esta que acabou resultando neste artigo do The Christian Post. Como não sou leviano, não posso deixar de publicar também esse artigo, segue abaixo segundo a reportagem do site The Christian Post, leia e tire suas próprias conclusões. 

por Nicola Menzie em 18/10/2014

 

Pastor Brian Houston aparece no palco durante a conferência de 2014 da Hillsong em Nova Iorque no anfiteatro do Madison Square Garden.

 

O Pastor Brian Houston da igreja Hillsong emitiu uma declaração especificando a sua posição sobre o casamento e a homossexualidade depois de um canal de notícias relatar que ele “não iria tomar uma posição pública sobre as questões LGBT”.

A notícia veio depois que Houston trouxe os temas da homossexualidade e do casamento gay na coletiva de imprensa realizada nesta última quinta-feira (16/10) com a mídia da cidade de Nova Iorque, por ocasião da Conferência da Hillsong que está sendo realizado no Madison Square Garden.

Eu encorajo as pessoas a não assumirem que uma manchete da mídia representa com precisão o que eu disse em uma recente conferência de imprensa“, disse Houston em um comunicado enviado por email ao The Christian Post, no sábado.

Em nenhum lugar na minha resposta eu diminui a verdade bíblica ou sugeri que eu ou a igreja Hillsong apoiam ao casamento gay“, ele acrescenta. “Eu desafio as pessoas a lerem o que eu realmente disse, ao invés do que foi noticiado que eu disse. Minha opinião pessoal sobre o assunto da homossexualidade se alinha com as visões cristãs mais tradicionalmente mantidas. Eu acredito que os escritos de Paulo são claros sobre o assunto”.

 

Pastores Brian Houston e Bobbie Houston da Igreja Hillsong comparecem a uma conferência de imprensa na quinta-feira, 16 de outubro de 2014, no The Eventi Hotel em Nova York. A conferência de imprensa veio por ocasião da Conferência da Hillsong que está sendo realizada no Madison Square Garden de 16 a 18 de outubro em Nova York.

 

A questão que resultou nas observações de Houston sobre a homossexualidade foi centrada em como sua igreja tenta permanecer relevante. Em sua resposta, o pastor da Hillsong apresentou o casamento homossexual como uma questão que é um desafio para algumas igrejas. Os ensinamentos cristãos tradicionais definem o casamento como uma união entre um homem e uma mulher.

“Eu acho que com a igreja, a mensagem é sagrada, mas os métodos têm que mudar para que a igreja permaneça relevante”, disse Houston. “E é um desafio. É um desafio permanecer relevante. Quer dizer, se levantarmos um tema quente, talvez para igrejas … agora com o casamento homossexual legalizado, e as igrejas por gerações, mantiveram um conjunto de crenças em torno do que eles acreditam ser a Palavra de Deus, e é o que a Bíblia diz. Todos, de repente, em muitos círculos da igreja podem parecer um pária, porque para muitas pessoas isso é tão irrelevante agora … dessa forma, permanecer relevante é um grande desafio. Eu acho que é mais do que apenas cantar mais canções contemporâneas ou as cores com que você pinta as suas paredes ou qualquer outra coisa”.

Como observou o Christian Post em uma reportagem anterior, a igreja Hillsong possui entre suas 12 igrejas globais, uma em Los Angeles e outra em Nova Iorque, ambas em cidades diferentes e progressivas onde o casamento homossexual está legalizado.

Houston, motivado pela solicitação do jornal The New York Times em uma questão de esclarecimento, passou a enfatizar que, para ele, as perguntas sobre a sua posição sobre a homossexualidade era “muito importante para nós para ser reduzida” até um “sim ou não como resposta em um meio de comunicação”. Suas observações foram semelhantes às anteriormente feitas pelo pastor Carl Lentz da Hillsong de Nova Iorque, que se recusou a dar uma posição pública de um “sim ou não” sobre a homossexualidade.

O New York Times publicou uma reportagem sobre a observação de Houston sob o título “pastor de mega igreja dá sinais de mudança de tom sobre o casamento gay”, e observava que o porta-voz do pastor da igreja Hillsong disse na sexta-feira que o pastor pessoalmente concordava com o ensino tradicional cristão sobre a sexualidade”.

A agência de notícias “Religion News Service” publicou na sua reportagem (sob o título “Brian Houston da Hillsong diz que a igreja não vai tomar posição pública sobre questões LGBT”):

O Presidente do Seminário Teológico Batista do Sul, Albert Mohler, declarou em seu blog, em junho de 2014, “Não há uma terceira via em [questões do mesmo sexo]”.

Mas Brian Houston, pastor da Igreja Hillsong, uma família global de congregações com mais de 30.000 participantes semanais e milhões de vendas em álbuns de músicas de adoração, aparentemente não concorda com Mohler. Pelo menos, por enquanto.

A reportagem da “Religion News Service” passa a afirmar que, após o “pedido de esclarecimento” do Times … Houston não iria oferecer uma resposta definitiva, em vez disso dizia que “uma conversa estava em andamento” entre os líderes da igreja e que estavam “caminhando com isso”.

Ouça a resposta de Houston (e de Lentz) de Houston dada na conferência de imprensa da quinta-feira pelo player de áudio abaixo (em inglês, naturalmente):

Leia a resposta de Houston para a reportagem da mídia abaixo na seguinte declaração:

Re: recentes comentários da mídia sobre a homossexualidade e o casamento gay

Eu encorajo as pessoas a não assumirem que uma manchete da mídia representa com precisão o que eu disse em uma recente conferência de imprensa.

Em nenhum lugar em minha resposta eu diminui a verdade bíblica ou sugeri que eu ou a igreja Hillsong apoiam ao casamento gay. Eu desafio as pessoas a lerem o que eu realmente disse, ao invés do que foi noticiado que eu disse. Minha opinião pessoal sobre o assunto da homossexualidade se alinha com as visões cristãs mais tradicionalmente mantidas. Eu acredito que os escritos de Paulo são claros sobre este assunto.

Eu fui questionado sobre como a igreja pode permanecer relevante no contexto do casamento gay que agora é legal nos dois estados dos EUA onde temos igreja. A minha resposta foi simplesmente um reconhecimento da realidade – não mais e não menos. Eu expliquei que esta luta pela relevância era incômoda e como nós não queremos nos tornar condenados ao ostracismo por um mundo que precisa de Cristo.

Eu apontei que as declarações públicas condenando pessoas vão colocar uma barreira entre a igreja e o mundo (e eu observo que Jesus veio para salvar e não para condenar), razão pela qual na Hillsong, nós não queremos reduzir os problemas reais na vida das pessoas para uma dor aguda profunda.

Esta – assim como muitas outras questões – é uma conversa que a igreja precisa ter e estamos todos em uma caminhada para lidar com a questão de fundir a verdade bíblica com um mundo em mudança.

Durante a conferência de imprensa que antecede o início da Conferência da Hillsong em Nova York, Houston, sua esposa e o co-pastor, Bobbie Houston, e pastores da Hillsong de Nova Iorque, Joel Houston e Carl Lentz, também levantaram questões relacionadas ao envolvimento no abuso sexual infantil de Frank Houston e como a Hillsong administra seu dinheiro.

A igreja Hillsong foi fundada pelos Pastores Brian e Bobbie Houston em 1983 e atraem cerca de 30 mil fiéis por semana. A mega igreja, conhecida por suas conferências anuais e por um ministério de louvor popular, conta com 12 igrejas Hillsong na Europa, África e nos EUA e vários serviços de extensão em seu site.

 

* Artigo traduzido por mim, original no site “The Christian Post” aqui: Hillsong’s Brian Houston on Gay Marriage: ‘I Believe the Writings of Paul Are Clear on This Subject’

68 thoughts to “Brian Houston da Hillsong sobre o Casamento Gay: ‘Eu acredito que os escritos de Paulo são claros sobre este assunto’”

  1. Realmente foi previamente esclarecido, agora eu como cristão tenho amor ao próximo vou seguir o que esta nas escrituras não aceito outra forma para adorar a Deus o que esta escrito tem que ser seguido não pode ser modificado. O homem não tem capacidade para mudar nada nas escrituras. , se Jesus veio para salvar quem sou eu para condenar.

    1. nao aceitar nao é o mesmo que condenar ” temos que amar mas nao podemos aceitar o pecado como algo normal em nossas vidas, a BIBLIA fala sobre a apostasia na igreja “Além disso, a linguagem deles corrói como câncer; entre os quais se incluem Himeneu e Fileto. Estes se desviaram da verdade, asseverando que a ressurreição já se realizou, e estão pervertendo a fé a alguns.” (2Tm 2. 17)

    2. Pastor Brian Houston, o senhor deveria deixar mais claro sobre o que as cartas de Paulo dizem; pois muitas pessoas não leem a Bíblia e não sabem sobre isso.

    3. A lista de pecadores que não poderiam entrar na igreja é grande.
      O fato é de que o homossexualismo assumido é visível a todos, diferentemente dos outros pecados.
      Nesse caso os outros pecadores ouviriam isso do Senhor: Hipócritas, na “igreja” até parecem santos, mas lá fora…
      Paulo fala do homossexualismo e de alguns outros em Rom 1:28-31, como segue abaixo, e a causa de todos eles é a idolatria.
      “Da mesma forma, os homens também abandonaram as relações naturais com as mulheres e se inflamaram de paixão uns pelos outros. Começaram a cometer atos indecentes, homens com homens, e receberam em si mesmos o castigo merecido pela sua perversão.
      Além do mais, visto que desprezaram o conhecimento de Deus, ele os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem o que não deviam.
      Tornaram-se cheios de toda sorte de injustiça, maldade, ganância e depravação. Estão cheios de inveja, homicídio, rivalidades, engano e malícia. São bisbilhoteiros, caluniadores, inimigos de Deus, insolentes, arrogantes e presunçosos; inventam maneiras de praticar o mal; desobedecem a seus pais, são insensatos, desleais, sem amor pela família, implacáveis.”

    4. Explicação verdadeira . ” Além do mais, visto que desprezaram o conhecimento de Deus, ele os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem o que não deviam. “

  2. Bom dia, realmente esta é uma realidade que cerca o mundo hoje, nos como lideres ficamos numa saia justa sim, em hipótese alguma de os julgar,
    porém nunca devemos abrir mão dos princípios de conduta, caráter e propósitos de Deus deixados por Sua Palavra A BIBLIA…….A relevância em certos aspectos podem nos levar uma cauterização da formando em nós raízes bravas q levam uma
    Geração inteira a morte. Vamos pensar nisso, principalmente os grandes lideres. Deus abençoe cada um.

    1. Devemos julgar sim. Quem não julga não pode tomar decisões e não pode escolher entre certo e o errado. A Bíblia porém para “Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça. João 7.24 – O que a Bíblia condena é julgar segundo a aparencia, e nesse caso seremos julgados com a mesma medida.

    2. Até concordo, e por sinal foi muito bem colocado. Mas nessa questão não temos o que e por que julgar.
      – O cara optou pela homosexualidade.
      – Para bíblia, homossexualismo assim como adultério, prostituição etc… são pecados. E uma pessoa nessa situação não exerce cargos na igreja.
      – Todos sejam em que situação estiverem de pecado ou não, com saúde ou com doença, ou rico ou pobre, ou honesto ou ladrão etc… DEVEM SER ACOLHIDOS COM AMOR….

    3. Deus é o único juiz que poderá julgar o homem. E isso só ocorrerá na consumação dos séculos. Todos somos pecadores, nenhum com o direito de julgar. Mateus 7, salmos 7:11

  3. INFELIZMENTE, A (IG. AMERICANA: U.S.A), CONHECIDA COMO A (PRECUSORA DO EVANGELISMO DO MUNDO) SE VÊ HJ. APOSTADA DA SUA (FÉ), CAÍDA, E FERIDA, VENDIDA PELO AVIDEZ DO DINHEIRO E NÃO PELO AMOR AS ALMAS PECADORAS. SAÍRAM DA VISÃO DE CRISTO…ENRIQUECERAM, PROSPERARAM, ABANDONARAM O DEUS VIVO. COMO AS CARTAS AS 7 IGREJAS EM (APOCALPSE 2.12-17) A IGREJA DE PÉRGAMO MOSTRA O ESTADO DELAS: ” VS 14 PORQUE TENS LÁ OS QUE SEGUEM A DOUTRINA BALAÃO, O QUAL ENSINAVA BALAQUE *(Pr. CITADO NA REPORTAGEM) A LANÇAR TROPEÇOS DIANTE DOS FILHOS DE ISRAEL ( POVO SANTO DE DEUS), PARA QUE COMESSEM DOS SACRIFICIOS, DA IDOLATRIA E SE (PROSTITUÍSSEM). VS. 15 ASSIM TENS TAMBÉM O QUE SEGUEM A DOUTRINA DOS (NICOLAÍTAS) , O QUE EU ODEIO. VS 16 ARREPENDE-TE, POIS, QUANDO NÃO EM BREVE VIREI A TI, E CONTRA ELES BATALHAREI COM A ESPADA DA MINHA BOCA. *(NÃO CONFUNDAMOS AS COISAS: ” DEUS NOS AMA SIM ” …SEJA: GAY, LESBICA, LADRÃO, PROSTITUTA, PEDÓFILO, ESTRUPADOR, SERIAL KILLER, SADOMAZOQUISTA, CORRUPTO, MERCENARIO, ETC… AMA Á TODOS INSTINTAMENTE… (AMA O PECADOR), E POR ELE MORREU NA CRUZ PARA SALVA-LO. + [JAMAIS CONCORDA COM A PRATICA DO VIVER EM PECADO]. O SEU SACRIFÍCIO FOI FEITO PARA NOS FAZER, RETORNAR, CONVERTER, MUDAR, NOSSAS PRATICAS (PECAMINOSAS) DOS PECADOS, QUE ELE, (ABOMINA). O QUAL REPUDIOU, MOSTRANDO O CAMINHO DA SAIDA A TODOS OS PECADORES. SUA MORTE, SUA CRUZ, ONDE VERTEU SEU SANGUE POR TODOS NÓS HUMANOS PECADORES, A SENTIR AS NOSSAS MISÉRIAS E ASSIM VOLTARMOS A DEUS, PARA SERVI-LO COM A NOSSA VIDA EM FÉ E OBRAS. PARA ISTO NOS DEU O DIREITO DA ESCOLHA. LIVRE ARBÍTRIO. QUEM QUER PECAR O FAÇA…QUEM NÃO QUER ABANDONE + LEMBRE-SE A RECOMPENSA VIRÁ SOBRE OS ABOMINAVEIS (CASTIGO) MORTE ETERNA, E RECOMPENSA AOS RECONSILIAVEIS (SALVAÇÃO ETERNA). CUIDADO O QUE PREGAM POR AI !!! Pr. EDER BATISTA.

    1. Não concordo.E claro q Deus ama todo mundo mais as pessoas precisam fazer esse amor valer apena .No princípio Deus criou Adão e Eva ,obs: um homem e uma mulher Deus fez homem pra viver com uma mulher nao com outro homem.O senhor Deus nos ama ,ele morreu na cruz por mim e por vc e fzr esse tipo de coisa é como se nos estivésimos quebrando as regras desrespeitando a Deus .Deus não merece isso ele merece mt mais d nós…!!!

    2. Então, sou GAY. Não por opçao, nunca desejei que essa fosse minha realidade. Eu não escolhi em nenhum momento. Nunca acordei e pensei: “Ah, hoje, a partir de agora, quero ser gay. Vou gostar de Homens” … Ao invés de ser como a maioria, como meus primos, como meus amigos de escola, amigos do bairro, amigos de todos os lados, eu escolho ser diferente.. Não, não tive esta opção. Nasci assim, foi difícil aceitar, ainda mais porque com 11 anos me converti, conheci este AMOR incondicional do Senhor Jesus, fui instrumento de Deus na minha família, os levei a conhecer este mesmo amor, que mudou a historia da nossa casa. E aí a igreja, que muitas vezes esquece este amor .. diz que sou determinado por Deus a ir para o inferno, que eu escolhi viver o pecado, que sou isso ou aquilo .. claro, me desviei, achei que ali não era meu lugar, eu já estava com meu destino traçado, iria mesmo para o inferno, porque ficar ali … Hoje, tenho 30 anos .. Sei exatamente quem sou, SOU GAY… E sou filho de Deus, tenho um relacionamento sincero com ele, tipo de pai pra filho sabe? ou melhor de amigo pra amigo!!! Não escolhi ser diferente, eu apenas sou. Oro para que a igreja volte os princípios do amor. Fico imaginando JESUS aqui na terra novamente, como Homem, tenho certeza que ele jamais entraria em algumas “igrejas” … Pois ele seria humilde demais para estar no meio de tanta gente “importante” ou quase “deuses” da fé. Família tradicional é família FELIZ, onde há respeito mutuo, onde o AMOR prevalece. Ame mais o próximo. Seja ele quem for. Você não pode sentir a dor ou alegria do outro. Só você sabe o peso e medida do seu EU.

    3. Concordo plenamente com o pastor. Infelizmente as igrejas de hoje visam o lucro o dinheiro, NÃO É que alguns pastores estão visando a queda da igreja e do cristianismo ao assumir suas posições em um assunto polêmico, eles estão visando NA VERDADE a queda de arrecadações e quanto o “ser liberal” pode aumentar o número de fieis.
      Estamos no fim dos tempos, confusões e mais confusões, falsos profetas, enganação, sinais que estão a cada dia mais relevantes mais significativos na sociedade. Sou cristão não tenho nenhum tipo de preconceito em relação a nada principalmente a homossexuais, tenho colegas homossexuais já trabalhei com homossexuais não tenho nenhum tipo de preconceito porém minha opinião nunca muda em relação a prática homo afetiva EU NÃO CONCORDO COM A PRÁTICA pois sou cristão e vivo baseado na Bíblia, o não concordar com a prática homossexual não significa que sou preconceituoso, Deus não ama o pecado mais ama o pecador. Temos que aceitá-las e recebe-las na igreja para assistir os cultos buscar verdadeiramente a Deus e serem transformadas, e quanto aos líderes entenderem que Altar é coisa séria.

    4. “Quem quer pecar o faça”

      Romanos 7:20 Ora, se faço o que não quero, já não sou eu quem o faz, mas o pecado que habita em mim. (NVI)

  4. Não tem outro caminho, não tem outra alternativa para casamento, somente homem e mulher, amamos sim os pegadores pois somos todos pecadores mais com relação a pecado, pecado e pecado não existe pecado pequeno ou grande e somente pecado e isso o próprio Jesus falou “Vai e não peques mais” …”, “… o mundo do pecado e ainda diz mais sobre que Jesus veio para curar os doentes”.
    “Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; Não, não; porque o que passa disto é de procedência maligna.” Mateus 5:37

    1. e na devemos juga,mais a palavra de Deus serve pq? II Timóteo 3:16-17
      “Toda escritura é dada por inspiração de Deus, e proveitosa para doutrinar, para repreender, para corrigir e para instruir em justiça, para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente preparado para toda boa obra.”
      o que hoje as pessoas fazem e desobedecer a Deus .então nois como conhecedor da palavra temos q corrigir a quem esta errado.

  5. Eu fico pensando como fica a mente de Satanás neste momento, é dele o papel de condenar e apontar as falhas para que as pessoas se afastem cada vez mais da presença de Deus, mas com alguns pastores e “evangélicos” ele fica sem função. É como o caso dos comentários acima de alguns, onde a inveja e a condenação prevalecem, qual pastor que lança mão a fazer a obra pede para Deus que não o dê crescimento ou prosperidade, nenhum, mas quando veem os outros alcançando e com um sucesso excelente, ficam com inveja e os condenam. João 3:16 Deus amou o mundo (7.000.000.000) de pessoas e não apenas os 200 que são escravizados pela força do pecado de vossas igrejas.

  6. Eu ouvi uma frase dias atrás que dizia assim: “se eu não atraio o mesmo tipo de gente que Jesus atraía, é bem provável que as minhas palavras sejam diferentes das que ele pregou”, e quem andava com Jesus? Prostitutas, publicanos, beberrões e por aí vai, tanto que no evangelho de Marcos, os fariseus viviam comentando que ele andava com prostitutas e com beberrões de vinho. O interessante que ele era 100% homem e 100% Deus ele não usurpou o ser Deus, então mesmo sendo assim ele era acessível às pessoas que aos nossos olhos eram a escória da sociedade. Precisamos então nos atentar para a possibilidade de estarmos procurando somente sermos “santos” e esquecendo de procurar os que estão “doentes”, pois os sãos não precisam de médico, mas os doentes, foi o que Jesus disse.
    Não creio que o pastor da Hillsong tenha dito algo errado ou até que se conforma com o casamento gay, mas realmente é um desafio a igreja ser atraente em uma comunidade onde todo mundo aprendeu a odiar a igreja e Jesus, banalizando o enorme sacrifício que ele fez por todos nós. Agora, entender isso como um desafio e também pensar numa forma de ser atraente neste tipo de contexto cultural não significa de forma alguma abrir mão das verdades bíblicas, longe disso, o desafio é praticamente o que nós no Brasil temos em nossas mãos com a pressão dos grupos LGBT, mas eu vejo que a solução é a mesma: o evangelho de Jesus Cristo por si só é atraente aos que estão morrendo no pecado, o que a igreja deve fazer é orar e ser realmente igreja, que estende a mão ao pecador não para condená-lo, mas para mostrar a misericórdia de Deus e ensinar as verdades e virtudes daquele que nos tirou das trevas para sua luz.
    Uma outra frase interessante dita pelo pastor Neil Barreto: “o sucesso do evangelho não consiste na quantidade de pessoas que entram no templo para adorar, mas na quantidade de pessoas que saem do templo para servir.” E que serviço é esse? Ser acessível aos que estão mortos em seus delitos e pecados, não aceitando como eles estão, mas pregando Jesus e vivendo o evangelho.

    1. Faço das suas palavras as minhas. Você falou o que importa.

      Observo no entanto é que existe a necessidade de um posicionamento claro e transparente junto com essa pregação do evangelho que por si só deveria atrair o pecador. Esse é o grande desafio ao meu ver.

      Se tornar relevante é preciso mas também perigoso para aqueles que fazem da igreja um fim em si mesma.

    2. Acho que eles podem ser aceito sim na igreja mais fazendo trabalho de libertação e tratando eles porém não devemos aceitar o pecado como algo normal pois nosso corpo e templo do espírito e a bíblia condena união entre o mesmo sexo “não vos conformeis com as coisas deste mundo” esta bem claro pra quem quiser nao aceite palavras contrarias de qualquer um pois falsos profetas vao querer mudar e fazer com quer acreditemos no que ele diz ao contrário da palavra de Deus

    3. Amigo Eduardo. Desde quando Jesus propôs uma igreja atraente? Desde quando se propôs a agradar as variáveis comportamentais das espécimes humanas? Tenho a leve impressão que foi ele próprio, quem falou sobre uma tal porta estreita por onde poucos passarão; coexistentemente, uma outra larga por onde muitos já tem entrado.

      E ai, o que me diz? Fiéis até o fim, irmão?

      “Quem é injusto, faça injustiça ainda: e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, santifique-se ainda”.
      Apocalipse 22:11

      Quanto a você Anderson (O homossexual desviado). Lamento sua decisão, talvez motivado por um pastor incompreensível. Mas isso não muda os fatos! Todo aquele que torna-se amigo do mundo constitui-se inimigos de Deus!
      Traduzindo: Se continuar a pegar na piroca alheia,amigo vai parar no colo do capiroto!

  7. Não sei porque tanta preocupação com este assunto, a Bíblia diz que Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu único filho para todo aquele que nele crer não pereça mas tenha a vida eterna, realmente todos que creram nele foram transformados.

    1. A igreja é omissa no amor.. só saber julgar.. condenar… se coloca num pedestal absoluto.. mais que Deus.
      Não vê o próximo com amor…. não ajuda..
      Hipocrita

    2. … e não deixaram os preceitos e intimidade com Espírito Santo, que traz a consciencia do pecado. Logo, demanda tempo e relacionamento com Deus e a Igreja genuina, como pontuou o Pastor Eder Batista.

  8. O que falta as pessoas é conhecimento, ” Eu sou o caminho e a verdade ninguém vem ao pai senão por mim”
    Aquele que tem Cristo como verdade, seus princípios e ensinamentos vai saber muito agir com estas questões!!!

  9. Precisamos nos preparar e nos capacitar como corpo para receber essas pessoas em amor e ensina-las o caminho da retidão e mudança da mente como diz o apóstolo paulo em renovar nossa mente,, sair no banco e servir de todo coração, e essas pessoas verem cristo em nós através do amor, evangelho para fora, aprendendo como vivemos unidos no mesmo corpo, todo trabalho foi feito na cruz de cristo, amar incondicionamente, não moldar a esse mundo caído e sim ensina-los a guardar os mandamentos com nosso estilo de vida e o espírito santo fará toda obra que é somente dele, e não de homens

  10. Apesar de ter esclarecido, a mim ficou a impressão de que existe um temor pelos pastores da Hillsong de assumirem uma posição contrária ao casamento homossexual, buscando assim ficar em cima do muro, ou seja “falar mas não dizer nada”. Me preocupa muito quando os líderes das igrejas passam a temer a reação do mundo de tal forma a não mais combater aquilo que é pecado.

    1. Concordo, eles não disseram nem sim ou não, ficaram em cima do muro.Pra um líder com 30 mil membros em sua igreja, já devia ter uma opinião e resposta para essas questões.. Conhece a verdade mas tem medo de aplica-la. A bíblia diz: sim sim e não não. O que passar disso é de procedência maligna !

  11. O problema maior na aceitação do homossexualismo é que trata-se de uma prática comum, porém anormal. Daí vem um monte de cientistas, gente de toda parte dizer que o homossexualismo é uma característica inata, Nesse caso, além das escrituras, devemos compreender que a sexualidade homoafetiva deve ser suprimida em quem quer seguir o caminho da fé no cristianismo, pois a palavra diz que para seguir a Jesus, cada um de nós deve tomar a sua cruz. Qualquer outro tipo de interferência nessa mecânica estará em desacordo com a Palavra e o que nela está contido. Não é falta de amor, amar ao próximo independe das circunstâncias em que o próximo esteja inserido. Mas ao abrir mão da Palavra em detrimento de uma aceitação, abre-se mão também do Poder de Deus, que é capaz de restaurar e transformar o ser…

  12. O Levy Fidélix, que era candidato a presidência da república, no debate da rede globo, foi mais diretivo e defensor dos princípios bíblicos em cadeia nacional do que muitos pastores, o PASTOR EDER FERREIRA BATISTA, está com toda a razão. Sim Jesus andou com todo o tipo de pessoa, mas ele foi contundente em seus ensinamentos e nunca ficou em sima do muro.

  13. Engraçado quando vejo a forma que algumas pessoas agem diante a homossexualidade tratando-a como se fosse algo de outro mundo. Jesus nos ensinou a amar o próximo como nos amamos. Não devemos julgar o caráter das pessoas pelo simples fato de elas gostarem de algo diferente do que gostamos. Fico surpreso ao ver que falta muito amor dentro da Igreja, vindo de cima, muitas vezes. No dia em que pararmos de olhar para a orientação ou até mesmo escolhas dos nossos irmãos, com toda certeza do mundo teremos um número maior de fiéis seguindo o caminho da salvação. Muitos homossexuais não seguem a Bíblia, não vão a Igreja e até mesmo odeiam a casa de Deus pelo simples fato de termos um grande preconceito, onde o lugar que não deveria ter preconceito é na casa de Deus. A gente prega tanto amor, dança, ministra peças de teatro querendo compartilhar o amor, mas somos os que menos amamos. O amor é puro, é aceitação, acolhimento, justiça. O amor não é escolher amar uma folha de papel que não está amassada pelo simples fato de ela estar novinha. O amor é amar independente de tudo. Somos muito hipócritas ao dizer que vamos compartilhar o amor de Cristo sendo que viramos as costas para os que mais precisam. Acho que é hora da Igreja buscar sabedoria, pedir a Deus um coração puro. O mundo está mudando e a palavra de Deus continua a mesma, porém vivendo de adaptações. Ou vocês acham que a palavra de Deus é lida do mesmo jeito que foi um dia? A gente vive em uma eterna mudança. Enfim, espero que Deus mude o coração de todos nós, não apenas para os homossexuais, mas também para todas as variadas espécies de humanos que existem no nosso planeta. Shallom!

    1. E ae Joe!
      Concordo quando vc diz que precisamos amar, deixar a hipocrisia…
      Mas não tenho dúvidas de que o que DEUS queria falar ELE já deixou escrito!
      Com certeza (por tudo que escreveu) você concorda que DEUS sabe de todas as coisas! Sendo assim, ELE já sabia que em nossa época atual viveríamos tais situações. Lembrando que nada é novo, a roda vem seno reinventada desde Sodoma e Gomorra!
      O que me leva a discordar do que você escreveu: “-O mundo está mudando e a palavra de Deus continua a mesma, porém vivendo de adaptações.”
      Joe, dessa sua frase prefiro e fico apenas com A PALAVRA DE DEUS CONTINUA A MESMA!
      Gostaria de frisar que essa não é minha verdade, é a verdade que DEUS deixou escrita!
      Assim como você, espero que DEUS mude em mim e em nós as coisas que precisamos mudar, e que não são bíblicas, pois essas sim (as questões bíblicas) não mudam e não precisam mudar!

  14. Há uma passagem bíblica em Romanos, cuja essência diz” renovação de mente”, para que se experimente a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. Paulo escreve para crentes de uma metrópole, Roma. Todavia, para determinados segmentos é uma heresia a proposição de uma colocação menos legalista, a cerca de pessoas que carecem do amor de Deus. Para alguns, estes leprosos têm que arder no fundo inverno sem quaisquer chances de serem amados pela igreja. É muito reducionista a resposta sim ou não. Que se levantem gerações menos fanáticas e mais bíblicas.

  15. É papel da igreja receber e amar todo e qualquer pecador, afinal este foi um dos grandes exemplos deixados por Jesus, no entanto, vale lembrar que quando Jesus se aproximava de um pecador Ele causava uma transformação. Por tanto, é papel da igreja, principalmente, motivar uma transformação através da fé em Jesus Cristo. Se não há transformação (conversão), não há um verdadeiro encontro com Cristo. Conversão significa mudar de rumo: Quem roubava, não rouba mais, o viciado deixa ou luta para deixar o seu vício e assim por diante.

  16. Pergunto: É desafio hoje, só porque alguém tem uns 30 mil membros reunidos em uma geração corrupta que se vive, e não foi um desafio pra Paulo nos seus dias ao falar de tais práticas? A Palavra é clara seja vosso falar SIM,SIM, NÃO, NÃO o que passar disso provém é maligno.
    Qual é o problema em dizer a verdade? A menos que esteja comprometido com a mentira. Não meio termos nas Escrituras.
    A questão de julgar alguém ou não, dizer se isso ou aquilo impede de ela vir para Cristo, é conversa de quem está em cima do muro, pois NÃO vejo nas escrituras tal preocupação dos apóstolos de Jesus Cristo.
    Quem convence o homem do Pecado é o ES e não um mar de entretimento para deixar o pecador mais “aliviado” em seus apetites desordenados.
    NÃO existe igreja por “grande” que seja que tenha autoridade para alterar as Escrituras MUITO menos ter meios termos!!!!
    Volta logo Jesus, é demais tudo isso….

  17. Qdo uma pessoa se arrepende dos seus pecados e aceita Jesus Cristo como o seu único salvador, as coisas coisas velhas ficam para trás, tudo é novo. “… dos teus pecados ñ me lembrarei mais!”. Precisamos fazer valer esse evangelho, amando essa pessoas, trabalhando espiritualmente e terapeuticamente para que sejam recuperadas, e ao mesmo integrada na família e igreja.
    Ñ entendo porque tantos líderes c/ tantas falácias neste caso, colocando em peso e medida c/ a pratica do pecado, penso q é mais uma preocupação social e financeira, pois perder o poder é algo comum entre muitos, trazendo para si preocupação. É lamentável essa atitude entre lideres e igrejas.

  18. A pregação é algo tão sério e o juízo maior que Tiago diz que nem todos devem se tornar mestres. O púlpito da igreja não é algo que qualquer um pode passar. Pregação é algo sério, pois o combate da falsa doutrina vem através de um púlpito forte (Tt 1). 10 anos de pregação sã pode ser arruinada por 10 minutos de uma pregação herética.

  19. Amados,
    amo de coração os nossos irmãos da Hillsong Church. Sinceramente, oro para que o SENHOR DEUS interfira diretamente na vida dos pastores e líderes daquela igreja no sentido de fortalecê-los na certeza de permanecerem 100% relevantes conforme as Escrituras e a soberana vontade de DEUS. Na prática, o desejo do meu coração e oração é para que sejam dissipadas da mente e do coração daqueles amados irmãos toda a influência gerada pela expectativa de uma sociedade idólatra e materialista em querer moldar uma igreja conforme os ditames do humanismo. Oro para que os pastores da Hillsong tenham o real e puro discernimento do Espírito Santo de Deus a ponto de reconhecerem a necessidade de se humilharem perante as potentes mãos do DEUS TODO-PODEROSO para não se deixar levar pelas “amizades do mundo”.

    Sabemos, irmãos, que estamos num momento muito tenso em relação a prática da Igreja e a sua conduta na sociedade. No entanto, não podemos ceder nem uma fração de milímetro em relação aquilo que recebemos nas Escrituras Sagradas.

    O homossexualismo é pecado. Pessoas do mesmo sexo se casando é uma afronta contra DEUS. É pecado. Por outro lado, os ensinos que recebemos é que devemos amar o próximo como a nós mesmos. No entanto, amar o próximo tem muito mais a ver com entender e ter compaixão da dor do outro do que fazer e concordar com o que o outro faz.

    Creio que é importante, sim, aprofundarmos a discussão sobre o tema para termos uma resposta fundamentada na Verdade Bíblica, respondendo ao Mundo, com mansidão e temor qual é a razão da esperança que há em nós. Fazendo isto e vivendo com integridade a Igreja do Senhor Jesus mostrará com firmeza a sua relevância.

    Que o Senhor Jesus nos abençoe.

  20. Acho que o pastor Brian ficou em cima do muro, tentando agradar a gregos e troianos… a palavra do bom evangélico nao deve restar dúvidas, assim como diz a palavra de Deus (sim, sim; ou não, não). Essa conversa de tornar a igreja atraente é pretexto para heresia, precisa sim de muita oração para mover o Espírito Santo para convencer as pessoas do pecado, do juízo e da justiça, e por sinal o ministerio deste pastor tem levado muitos jovens a se quebrantarem diante de Deus, mas esse ministério não pode deixar o diabo influenciar, fazendo com que se perca o foco na verdade inerrante de Adonai.
    DEUS abençoe a todos.

  21. O evangelho de Jesus Cristo e o único que tem poder para tornar a velha criatura em um novo homem; Devemos sim atrair os pecadores para Jesus, tê-los em nosso meio é crer que Ele é poderoso para salvar, curar, libertar e transformar. O que não está certo e está em desacordo com a palavra de Deus e nisto nós cristãos devemos nos orientar e que em I Timóteo Paulo fala a respeito da conduta e da formação daqueles que ministram, somente alguém que está em desacordo com a palavra ou um falso mestre ordena um neófito e mais, ainda não transformado ou seja (velha criatura, ainda precisando de salvacao, cura e libertação) ainda em desacordo com a palavra desmerecendo o sacerdocio e o modelo de família e o coloca para ‘ministrar’ o que quer que seja para outra pessoa. Podemos e devemos atrair qualquer pecador, mas viver o evangelho de tal forma que o pecador queira de fato uma transformação e não se molde mais a forma antiga. Não dá pra crer em um lugar onde as pessoas entram pecadoras, vivem no pecado e ainda sejam ordenadas para levar outras ao pecado. Deus não se deixa escarnecer. Esta situação Contradiz o que diz o salmo primeiro a respeito do justo. Felizmente Deus não tem prazer em quem anda no caminho do ímpio, se detém no caminho dos pecadores e se assenta na roda dos escarnecedores. Aquele que ensina errado prestará contas do seu sacerdocio diante de Deus. A situação é realmente relevante e causa tristeza. Jesus vem buscar uma noiva santa, sem ruga ou macula.

  22. Infelizmente é um fato de que nos últimos dias, o amor de muitos esfriaria. Esfriar a sair dos caminhos da Palavra de Deus, e enveredar pelos conceitos do mundo.

  23. O problema é que as pessoas acham que se trata apenas de reconhecer e aceitar uma união de “pessoas que se amam”, mas ninguém pensa em estrutura familiar, no tipo de impacto na sociedade, situação psicológica de crianças adotadas e por aí vai…Deus não fez as coisas como são por acaso. Mesmo que tiremos Deus da história essa prática homossexual não se justifica.

    Já esta igreja só pensa em dinheiro, não me surpreende nada.

  24. Porque será que o diabo fez com que legalizasse o casamento gay..simplesmente para a igreja ficar nessa saia justa, serem “obrigados” aceitarem esse tipo de pratica dentro da igreja e na liderança..
    Não tem como se misturar..ou é certo ou é errado!!
    A porta está se estreitando e Jesus voltando!!

  25. Para que o Reino de Deus seja estabelecido não podemos nos adequar e nos conformar com as culturas de países, estados, familiares, etc. A cultura a ser seguida deve ser apenas a descrita por Cristo.
    Conformismo leva a apostasia. Se dermos brechas para aceitaçoes que queremom implantar em nossas mentes, facilmente estará aberta uma janela para que outros preceitos wue não venham da Palavra de Deus se alojem em nosso coração.
    Melhor arma para combater isso? Ler a bíblia e pedir sempre sabedoria para o discernimento do que lemos ou ouvimos.

  26. A grande questão é que o homossexualismo é pecado. Independentemente da questão de julgar ou não (pois um cristão que lê a Bíblia tem conhecimento de que não deve julgar para que não seja julgado, ou seja, não se deve julgar em hipótese alguma). Voltando ao cerne da questão: não existe meia verdade ou meio termo. Nossa palavra deve ser sim sim e não não. O homossexualismo deve ser pregado na igreja como pecado, um pecado que a pessoa pode, juntamente com Jesus, se livrar. Além do mais, como qualquer outro pecado, se a pessoa não mudar sua conduta seu destino não será outro, mas o perecimento, a morte eterna, longe da presença de Deus. E isso que eu escrevo não é julgamento, mas a verdade contida na Bíblia do começo ao fim. Jesus veio para libertar e dar vida eterna. Essa é a verdade que a igreja não pode esconder.

    1. Pois é Glenda. Não preciso me dar ao trabalho de julgar a ninguém. A Bíblia já se encarrega de tudo! Na verdade eu tô é mais preocupado com os seminários na Universidade. Haha

  27. Então, sou GAY. Não por opçao, nunca desejei que essa fosse minha realidade. Eu não escolhi em nenhum momento. Nunca acordei e pensei: “Ah, hoje, a partir de agora, quero ser gay. Vou gostar de Homens” … Ao invés de ser como a maioria, como meus primos, como meus amigos de escola, amigos do bairro, amigos de todos os lados, eu escolho ser diferente.. Não, não tive esta opção. Nasci assim, foi difícil aceitar, ainda mais porque com 11 anos me converti, conheci este AMOR incondicional do Senhor Jesus, fui instrumento de Deus na minha família, os levei a conhecer este mesmo amor, que mudou a historia da nossa casa. E aí a igreja, que muitas vezes esquece este amor .. diz que sou determinado por Deus a ir para o inferno, que eu escolhi viver o pecado, que sou isso ou aquilo .. claro, me desviei, achei que ali não era meu lugar, eu já estava com meu destino traçado, iria mesmo para o inferno, porque ficar ali … Hoje, tenho 30 anos .. Sei exatamente quem sou, SOU GAY… E sou filho de Deus, tenho um relacionamento sincero com ele, tipo de pai pra filho sabe? ou melhor de amigo pra amigo!!! Não escolhi ser diferente, eu apenas sou. Oro para que a igreja volte os princípios do amor. Fico imaginando JESUS aqui na terra novamente, como Homem, tenho certeza que ele jamais entraria em algumas “igrejas” … Pois ele seria humilde demais para estar no meio de tanta gente “importante” ou quase “deuses” da fé. Família tradicional é família FELIZ, onde há respeito mutuo, onde o AMOR prevalece. Ame mais o próximo. Seja ele quem for. Você não pode sentir a dor ou alegria do outro. Só você sabe o peso e medida do seu EU.

    1. Fiquei mexido com a sua historia Anderson. Como voce, já conheci muitos e como pastor que sou, peço ao Pai que me ajude e capacite para ajudar pessoas que sofrem como voce. A biblia diz que é pecado, sim, diz. Mascela diz que Deus ama o pecador. Então tem um caminho. Uma palavra correta. Um acompanhamento correto para ajudar essas crianças, adolescentes e jovens que passam pelo o que voce passou. E oro para que este conhecimento, preparo e ajuda de alguma forma alcance sua vida.

  28. Amar e receber-los com amor tudo bem agora continuar do mesmo jeito… já sabe, vai por inferno mesmo.. olha a pregação de João batista quanto amor nela “Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira futura? Raça de víboras! Como podeis falar coisas boas, sendo maus? Pois a boca fala do que está cheio o coração.”
    Ou se arrepende e é liberto ou não, com Deus não tem meio termo, ou serve a Deus ou ao mundo.

    E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me.
    Porque, qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; mas qualquer que, por amor de mim, perder a sua vida, a salvará.
    Lucas 9:23,24

  29. Acolher alguém que pratica o tipo de pecado que for e exercer o amor ao próximo é totalmente diferente de aceitar qualquer prática que seja contrária à Palavra de Deus. Negar Seus princípios jamais; o mundo está mudando, mas não devemos nos conformar a ele. Nosso papel como cristãos é sermos luz neste mundo, fazer a diferença, pregar o que Cristo nos ensinou. As pessoas precisam enxergar a diferença que Ele fez e faz em nossas vidas, ver Cristo através de nós, e pra isso nossas práticas precisam condizer com o que pregamos. Isso pra mim é ser relevante neste mundo, o resto é firula para lotar igrejas que no final continuam cheias de pessoas vazias, que acabam buscando só seus próprios interesses e satisfações; que continuam iludidas acreditando que há possibilidade de seguir e servir a Cristo, mas continuar tranquilamente com as práticas do passado como se fosse algo normal. Concordo que é difícil, muitos podem tentar se aproximar e ser constrangidos de alguma forma ao se abrirem com os irmãos da igreja ou simplesmente ao chegar no local caso seja algum pecado visível, portanto é necessário termos amor e sabedoria para lidar com tudo. Sentimento de rejeição, tristeza ou algum outro do tipo não deve ser causados a essas pessoas por atitudes discriminatórias nossas. O Espírito Santo nos convence do pecado e quando de fato estamos servindo a Cristo, o próprio cair novamente no erro acaba causando em nós tristeza, mas uma tristeza diferente, acompanhada de arrependimento sincero, o que nos faz buscar o perdão de Deus e mudança de atitude. Mas voltando à questão, apoiar de alguma forma o casamento entre pessoas do mesmo sexo e qualquer outra ação que envolva aceitação de atitudes que não são aprovadas por Deus ou até mesmo ficar “em cima do muro” quanto ao nosso posicionamento não dá. É necessário que sejamos sábios e claros quanto ao que anunciamos. Se deixarmos dúvidas, como de fato vão ver que nós realmente acreditamos com convicção na Palavra e saibam realmente o que ela diz? O exercer o amor ao próximo consiste em acolher, mas também inclui pregar a Verdade do Evangelho, orientar, ensinar e não simplesmente alterar a verdade para que ela se adapte a nós em cada situação para que nos sintamos bem onde estamos, continuando a achar que tudo é aceitável perante Deus e usando a desculpa de que seu amor é infinito e Ele me aceita como sou. “Venha como estás” não quer dizer “Venha e permaneça como estás…”. A mudança não é imediata, é um processo. Ele nos recebe como estamos, mas como Deus Santo, amoroso, justo, Ele quer transformar as nossas vidas. Nenhum pai deve dizer “sim” e satisfazer todas as vontades do seu filho justamente pelo seu próprio bem, embora o filho possa não entender no momento. Por nos amar é que o Senhor nos disciplina, corrige… Não vejo muita diferença se a pessoa diz que escolheu ser homossexual ou simplesmente disse que nasceu assim, assim como não vejo para outras práticas quando afirmam um ou outro. Todos nós ainda cometemos pecados, não necessariamente os mesmos, mas o que não podemos é alimentar e continuar vivendo no pecado. É uma renúncia diária e serve pra todos, mas não estamos sozinhos para enfrentar nossas lutas e tentações aqui.

  30. Viver um estilo de vida homossexual é viver em pecado. Tanto o Antigo quanto o Novo Testamentos deixam isso claro. Mas todos os crentes são pecadores e estamos todos vivendo em pecado de algum tipo. Metade de nós que nos casamos também nos divorciamos. O percentual de mulheres Cristãs que fizeram aborto é o mesmo das não crentes. Muitos de nós temos pecados que simplesmente não conseguimos parar de cometer (Esses são às vezes chamados de pecados acariciados). Alguns realmente não querem parar de cometer esses pecados, mas muitos têm “clamado ao Senhor em pano de saco e cinzas” por livramento e ainda não conseguem parar.

    Não se trata de um fenômeno novo. Alguns dos grandes heróis da Bíblia tiveram problemas com pecados que não conseguiam controlar. Moisés tinha dificuldades com seu temperamento, Davi tinha uma fraqueza por mulheres e chegaremos a Paulo em um minuto.

    Simplesmente Faça
    Se você não tem pecados acariciados, louve ao Senhor. Mas desconsiderar o problema de outras pessoas dizendo que deveriam simplesmente parar de pecar mostra uma flagrante falta de sensibilidade. Isto é especialmente verdade já que milhões de crentes têm passado anos tentando sem sucesso para de fazer coisas como fumar, beber em excesso, ver pornografia, etc. Outros não conseguem controlar sua raiva, luxúria, gula, ou inveja. Você negaria a todos eles participação no arrebatamento? Talvez na próxima vez que você ouvir sobre alguém que está lutando contra o pecado devesse tirar algum tempo para ponderar sobre o antigo ditado, “Sigo, mas pela graça de Deus”. E se você não tem pecados que não consegue evitar, porque está pecando?

    Se você é parte da vasta maioria que luta regularmente com um pecado acariciado, pode entender a luta de outros como você. Paulo tinha isso em mente quando escreveu Romanos 7:14-25.

    Porque bem sabemos que a lei é espiritual; mas eu sou carnal, vendido sob o pecado. Porque o que faço não o aprovo; pois o que quero isso não faço, mas o que aborreço isso faço. E, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa. De maneira que agora já não sou eu que faço isto, mas o pecado que habita em mim. Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem. Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço. Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim.

    Por favor, leia isto atentamente. Paulo se identifico como um pecador não arrependido nesses versos, porque ele continua a fazer coisas que sabe que não deveria estar fazendo. Eles diriam que ou ele não está qualificado para ir no arrebatamento ou irá passar o Milênio nas trevas exteriores, aprendendo a ser um vencedor. (Não me faça começar com isso.)

    Mas a reação de Paulo foi totalmente diferente. Ele disse que quando estava pecando, não estava sendo ele mesmo. Em outras palavras, não era Paulo quem estava pecando, mas a natureza pecaminosa que habitava nele. Ele disse aos Coríntios que quando aceitaram o Senhor se tornaram uma nova criatura. Ele disse que aos olhos de Deus a pessoa que eles haviam sido antes desaparecera e que eram agora uma pessoa completamente nova. Ele disse isso porque Jesus, que não conheceu pecado, se tornou pecado por eles, eles eram agora tão justos quanto o próprio Deus (2 Cor 5:17,21)

    Eis O Que Paulo Quis Dizer
    Quando Jesus foi para a cruz, tomou todos os pecados da nossa vida com Ele (Col. 2:13-14). Isso significa passado, presente e futuro, desde o primeiro até o último. Esta é uma das coisas que tornam o Novo Concerto muito melhor do que o Antigo. Todo ano no Yon Kippur, os pecados passados de Israel eram propiciados e o registro era limpo. Mas eles imediatamente começavam a pecar novamente e assim no ano seguinte tinham que fazer tudo outra vez, e no ano seguinte e no próximo, e assim por diante. Isso porque é impossível para o sangue de bois e carneiros tirar o pecado (Heb. 10:3-4).

    Mas Jesus ofereceu um sacrifício de uma vez por todas, passado, presente e futuro. Se você nasceu de novo, todos os pecados da sua vida foram identificados e a propiciação foi feita. Foi isso o que Jesus quis dizer quando disse, “Está consumado” (João 19:30). Tudo o que resta a você é aceitar e acreditar. Se você parar para pensar por um momento, verá que este é o único modo que poderia ser, porque nenhum de nós pode parar completamente de pecar e não há mais sacrifícios sobrando. Ou o sangue do Senhor pagou todos os pecados da nossa vida, ou senão foi um exercício de futilidade e estamos todos irrevogavelmente perdidos.

    É por isso que em todas as exortações de Paulo para irmos além da salvação e lutar pela vitória sobre a natureza pecaminosa, ele nunca nos ameaçou com a perda da nossa salvação por falharmos. De fato, um de seus mais fortes apelos era que lutássemos para viver à altura do que já alcançamos (Fil. 3:16). Em outras palavras, nos tornarmos de fato o que já somos na fé. Mas mesmo ele não conseguia fazê-lo.

    Acho então esta lei em mim, que, quando quero fazer o bem, o mal está comigo. Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus; mas vejo nos meus membros outra lei, que batalha contra a lei do meu entendimento, e me prende debaixo da lei do pecado que está nos meus membros. Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte? Dou graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor.

    Assim que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado. (Rom. 7:21-25)

    Aqui Paulo nos diz que por mais que tentasse “ser bom” mais sua natureza de pecado resistia. Ele amava a Lei de Deus mas sua natureza pecaminosa o tornara um prisioneiro do pecado. Que posição desesperada para se estar, condenado a uma vida desapontando Aquele a quem mais queria agradar. Mas graças ao Senhor Jesus que nos resgata do nosso corpo de morte. O novo Paulo, o Paulo que Deus via, tinha os motivos e intenções de alguém que tenta agradar a Deus, ainda que sua natureza pecaminosa o impedisse de fazê-lo. E Deus, que unicamente pode julgar o intento dos nossos corações, escolheu ver somente o novo Paulo, cujos pecados todos foram propiciados na cruz. Ele fora separado para tão longe de seus pecados quanto o Leste está distante do Oeste (Salmos 103:12). No que dizia respeito a Deus, o novo Paulo jamais pecou. Era o pecado que habitava nele quem o fazia.

    E então a declaração sumária, Romanos 8:1-2.Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito. Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte.

    Mais Uma Vez
    Como eu disse antes, viver um estilo de vida homossexual é viver em pecado. Muitos crentes têm agonizado sobre este problema. Como alguém que não experimentou, não posso sequer imaginar sua magnitude. Eles sabem que um Deus justo não pode condenar Seus filhos por um comportamento sobre o qual não têm controle. Ainda assim, eles passaram anos em vergonha e humilhação tentando sem sucesso parar de cometer seu pecado acariciado. Alguns finalmente sucumbem à falsa conclusão de que Deus deve tê-los feito assim. Outros se rebelam como forma de dar vazão à sua frustração. E você pode imaginar quão difícil seu desafio se torna quando a sociedade em geral e até mesmo muitos que dizem ser parte da Igreja afirmam e encorajam seu comportamento como sendo nada mais do que um estilo de vida alternativo, nem melhor nem pior que qualquer outro? Contraste essa atitude com a de outros na Igreja que os tratam como leprosos, pecadores além da possibilidade de redenção. Nenhuma das opiniões é correta, então qual é a sua verdadeira condição? Porque ninguém pode lhes dizer? O que aconteceu com Romanos 8:1? Somente Jesus pode perdoar um pecado sem medo de deixar a impressão de que o aprova?

    Ele nos mandou amar uns aos outros como Ele nos ama, e perdoar uns aos outros como Ele nos perdoou. Ele falava de como deveríamos tratar uns aos outros como crentes. Ele nunca falou uma única palavra que encorajasse a condenação de um irmão ou irmã. Ao contrário, Ele condenou essa atitude (Mat. 7:1-2 e Lucas 6:37). No que diz respeito à salvação, Ele disse que todo o que pedir receberá (Mat. 7:7), que todos os que confessarem o nome do Senhor serão salvos (Rom. 10:13) e que quem quer que crer nEle não perecerá mas terá vida eterna (João 3:16).

    É aqui que a fidelidade do senhor entra em cena. Tendo agonizado sobre a cruz por todo ato pecaminoso de suas vidas, Ele não poderia abandoná-los agora mais do que podia então. Ele lhes deu a fé para acreditar que os salvaria (Efésios 2:8-9) e aceitou a responsabilidade de mantê-los salvos (2 Cor. 1:21-22). Quando eles caem no poço do desespero, Ele vem tirá-los (Mat. 12:11-12). Quando eles vagueiam para longe do rebanho, Ele vai à sua procura (Lucas 15:4). Tendo iniciado uma boa obra neles, Ele é fiel e a completará (Filipenses 1:6) não perdendo um deles sequer pelo caminho (João 6:38-40).

    No dia do Arrebatamento todos aqueles que confiaram nEle para a salvação desaparecerão num piscar de olhos. A única coisa que a Igreja deixará para trás é nossa maldita natureza pecaminosa que nos impediu de viver a vida que desejamos. O novo corpo que receberemos não terá defeito nem mancha, assim milhões de crentes arrebatados finalmente estarão livres de seus pecados acariciados.

    Nada disso tem a intenção de aprovar o pecado ou de diminuir o efeito destrutivo que ele tem em nossas vidas. Nem tem a intenção de dizer que deveríamos aprender a ficar confortáveis em sua presença. E se você está pensando que eles estão recebendo um passe livre para os seus pecados, considere que aproximadamente todas as estatísticas de saúde, acidentes ou mortalidade demonstram que chamar o estilo de vida homossexual de “gay” é na verdade um piada cruel. Isto é especialmente verdade entre os homens, onde a expectativa de vida é dezenas de anos menor, e as taxas de acidentes são muito maiores. Eles são também muito mais passíveis de serem assassinados ou de cometerem suicídio.

    Quando Estevão foi apedrejado até a morte, ele caiu de joelhos e clamou, “Senhor, não lhes imputes este pecado” (Atos 7:60). Quando Jesus pendia da cruz, olhou para aqueles que o colocaram lá e orou, “Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem” (Lucas 23:34). Este é o testemunho de duas testemunhas, mostrando-nos a reação apropriada aos pecadores em nosso meio. Precisamos entender que nenhum de nós poderia jamais merecer partir no Arrebatamento. Somos todos pecadores merecedores do pior tipo de julgamento. Não existe algo como um crente que seja menos merecedor do que nós somos, porque a Igreja não é uma organização baseada em mérito. Ela é baseada em fé. Quando vemos um irmão ou uma irmã lutando com o pecado deveríamos estar orando por eles ao invés de condená-los. Poderia facilmente sermos nós naquela situação.

    Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis. Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros.(João 13:34-35)

  31. gente temos que esta preparados na palavra e perseverantes na oraçao …
    na biblias1 João 5
    …18Ora, sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não é escravo do pecado; antes, Aquele que nasceu de Deus o protege, e não permite que o Maligno o possa tocar. 19Estamos cientes de que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no Maligno. 20Da mesma forma, temos pleno conhecimento de que o Filho de Deus é vindo e nos tem concedido entendimento para reconhecermos o Verdadeiro. E nós estamos vivendo naquele que é o Verdadeiro, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna. …

  32. Sou evangélica há 50 anos, da Ig Assembléia de Deus, e estou horrorizada ao ler comentários de certas pessoas. A Bíblia expressa a verdadeira Palavra de Deus. Ela é quem nos ensina e liberta. Ela tbm nos traz o modelo de conduta a qual devemos ter para sermos salvos. Ser homossexual ou praticar qq outro tipo de pecado é tolerado pelo mundo, não pelos lavados no sangue do cordeiro e que esperam uma salvação. A Palavra de Deus é clara sobre isso. Deus odeia e abomina estas práticas. Não devemos confundir amor ao próximo, com amor ao pecado do próximo. Deus ama o pecador, nunca o pecado. Senão devemos rasgar a Bíblia, porque, se os mandamentos divinos retidos nEla já estão sendo absorvidos e mudados pelo mundo e a igreja do Senhor aceita, então o quê nos sobra no que tange a nossa santificação e espiritualidade???? Só nos sobra um terrível espectro de pecado, lodo e podridão… A casa do Oração é a Casa do Senhor… nela devemos reverência… ela é pública onde pode e deve entrar qualquer um tendo que ser bem recebido, mas ensinado e instruído para que vá se limpando pelo Espírito Santo de Deus… Já pensou dois gays pedindo para o pastor fazer seu casamento??? Querendo cantar no coral??? Querendo liderar grupos??? Querendo ser BATIZADO e tomar ceia, como se isso fosse normal??? Meu Deus!!! Que hipocrisia, que absurdo… Se as pessoas não querem mudar, não insistam em permanecer na igreja… A salvação é para quem quer uma mudança profunda em seus hábitos e tem JESUS CRISTO como seu modelo de vida. Pensemos… Será que Jesus se entregaria a esses pecados???? claro que não. Ele é … “fiel e verdadeiro e nEle não há mudança e nem sombra de variação…” Quem está se afinando com o mundo e dentro da igreja, não conhece a Jesus Cristo e seu estado é pior do ímpio que está lá fora… porque esse, não conhece a palavra de Deus…. Sejamos sóbrios… não durmamos como os bêbados e repudiemos toda a imundícia que possa manchar nosso relacionamento com o Senhor. JESUS CRISTO vem breve, à hora não se sabe, e devemos estar atentos, com as vestes brancas para que o Senhor nos receba como um verdadeiro filho, não como um filho bastardo e rebelde… Não estou sitando passagens bíblicas, pois o espaço é curto, mas ELA está cheia de passagens claras sobre todos os tipos de pecados e os pensamentos de Deus sobre eles… LEMBRANDO: O diabo é o pai do pecado e torna-se pai daquele que o comete ou teima em cometê-lo… LEIA A BÍBLIA… MEDITE NA PALAVRA DE DEUS. ELA NOS ENSINA E ESTÁ SEMPRE CERTA… O HOMEM NADA PODE… DEUS TUDO PODE… Glórias a Ele nas alturas pelo seu amor infinito por um mundo corrompido e desobediente… ORE e peça a Deus libertação e ELE te libertará para glória do Seu NOME. Paz e graça a tds… Rejane…

    1. Deus abençoe sua vida, Deus amou o “mundo” ou seja, todos os pecadores, e carregou em seu corpo, “todos os pecados” seu sangue tira todo o pecado do mundo, passado, presente e futuro, tds pecamos e necessitamos da graça de Deus, encontramos essa graça no seu amor por meio do sacrifício de seu filho que por amor de nós pecadores se entregou…

  33. Deus amou o mundo que morreu pra livra-nos do pecado, mas não pra podermos ficar nele, mas para sermos liberto do pecado.
    Entendo que assim como todos nós essas pessoas enfrentam suas tentações, mas temos que lutar contra elas por que é isso que Jesus quer. Eles usam como desculpa que Jesus não vei para condenar mas sim para salvar, mas eles esquecem que ele também veio para cumprir a lei.
    Deus é amor, mas também é justiça!
    Deus ama o pecador, não o pecado!
    Que Deus tenha de misericórdia de nós e venha dar muita sabedoria nesses dias tão difíceis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *