O Novo Sistema Financeiro do Califado e da Babilônia

“Mas, em lugar dos deuses, honrará o deus das fortalezas; a um deus que seus pais não conheceram, honrará com ouro, com prata, com pedras preciosas e coisas agradáveis.” (Daniel 11:38)

 

artigo de Rodrigo Silva,

 

O Califado do Estado Islâmico acaba de anunciar que cunhou moedas de ouro e prata para promover e honrar as leis de Alá sobre transações financeiras. O Estado Islâmico pode não ser o Anticristo ainda, mas o sistema está claramente sendo posto em prática na região geográfica onde a profecia bíblica diz que o Anticristo subirá ao poder, as terras da Assíria e da Babilônia, que é a nação moderna do Iraque e partes da Síria.

 

O Estado Islâmico do Iraque e da Síria lançou recentemente um documentário com uma produção muito elevada e de qualidade em que eles mostram como o seu novo sistema financeiro, baseado em ouro e prata, está projetado para destruir o capitalismo ocidental e o sistema do petrodólar, que troca o petróleo islâmico do Oriente Médio por dólares norte-americanos. Seu novo plano é destruir o sistema financeiro ocidental com a venda de petróleo com o ouro e a criação de um sistema financeiro do mundo islâmico baseado em ouro.

 
Em torno do oitavo minuto, o narrador diz que “a terra dos dois rios“, uma referência para os rios Tigre e Eufrates no Iraque, foi o local para a criação deste novo sistema religioso e financeiro no âmbito do Califado Islâmico. Para você isso pode não ter qualquer significado, mas para nós, esta é uma grande notícia com grande significado profético e aqui está o porquê. O fato de que eles escolheram a “terra dos dois rios” no Iraque é profeticamente relevante. Nós escrevemos em nosso livro que a futura capital religiosa, política e comercial do fim dos tempos estaria localizada na Babilônia, no atual Iraque, conhecido nos tempos bíblicos como a “terra de Sinar“. A palavra “Sinar” em hebraico significa “país de dois rios” (Tigre e Eufrates). A “terra dos dois rios” no Iraque é o local de nascimento do novo sistema financeiro islâmico. Veja o significado da palavra Sinar na imagem abaixo como encontrada na Bíblia.

 

 
Nós escrevemos nas páginas 201-202 do nosso livro que a Babilônia, na terra de Sinar no Iraque se tornaria a capital política, religiosa e comercial do fim dos tempos sob um califado islâmico revivido. Abaixo está a tradução das páginas 201-202 do nosso livro.

Encontramos nas Escrituras proféticas algo que os estudiosos de profecias chamam como “Lei da Dupla Referência”. Esta lei estabelece que em uma passagem profética, Deus faz referência a um cumprimento mais cedo e um cumprimento mais tarde. Isto é o que encontramos nas profecias a respeito da cidade da Babilônia. Tanto Isaías quanto Jeremias predisseram a queda da Babilônia, que ocorreu em 539 aC e a destruição da Babilônia, que ainda está no futuro. De acordo com Isaías 13 e 14, Jeremias 50 e 51 e Apocalipse 17 e 18, a destruição da Babilônia é um evento futuro. Ao longo dos séculos, a cidade tornou-se um monte de ruínas e foi abandonada. Mas a Bíblia prediz que a Babilônia seria reconstruída para ser totalmente destruída. Dentro de Zacarias 5 lemos que o profeta teve uma visão de uma mulher sentada no meio de um efa [ uma medida de quantidade para secos igual a 3 seás ou 10 ômeres; o mesmo que a medida para líqüidos denominada bato; (aproximadamente 9 galões britânicos 40l) ] que seria transportada de um lugar para outro:

Saiu o anjo que falava comigo e me disse: Levanta, agora, os olhos e vê que é isto que sai. Eu perguntei: que é isto? Ele me respondeu: É um efa que sai. Disse ainda: Isto é a iniqüidade em toda a terra. Eis que foi levantada a tampa de chumbo, e uma mulher estava sentada dentro do efa. Prosseguiu o anjo: Isto é a impiedade. E a lançou para o fundo do efa, sobre cuja boca pôs o peso de chumbo. Levantei os olhos e vi, e eis que saíram duas mulheres; havia vento em suas asas, que eram como de cegonha; e levantaram o efa entre a terra e o céu. Então, perguntei ao anjo que falava comigo: para onde levam elas o efa? Respondeu-me: Para edificarem àquela mulher uma casa na terra de Sinar, e, estando esta acabada, ela será posta ali em seu próprio lugar.” (Zacarias 5: 5-11)

Zacarias teve esta visão: “No oitavo mês, no segundo ano de Dario” (Zacarias 1:1)

Isso foi no ano de 519 aC, 20 anos após a Babilônia ter sido conquistado por Ciro em 539 aC. Isto significa que a visão aguarda um futuro cumprimento. A visão de Zacarias representada pela mulher sentada no meio de uma efa tem um significado muito simbólico. A efa é uma medição de cesta que representa a economia e o comércio. A mulher na efa é chamado de “maldade” que representa a rebelião da humanidade contra Deus. Deus diz que esta mulher iria, eventualmente, ser levada de volta para a terra de Sinar, conhecida como Iraque nos dias modernos. Em Apocalipse 17 outra mulher representa o aspecto religioso da Babilônia. Esta poderia ser a mesma mulher que Zacarias viu em sua visão. Em Apocalipse 18, vemos o aspecto econômico e político da Babilônia, que é representada pela efa na visão de Zacarias. Isto significa que o sistema comercial, político e religioso da Babilônia retornará à sua base original para receber o seu julgamento final. Assim, a conclusão é que a cidade literal da Babilônia, às margens do Eufrates, deve ser reconstruída.

O Dr. Arnold Fruchtenbaum escreve: “as profecias referentes à cidade de Babilônia nunca foram cumpridas no passado, como qualquer artigo de uma enciclopédia sobre a Babilônia deixará bastante claro. Para que estas profecias sejam cumpridas, isso exigirá a reconstrução da cidade da Babilônia, na mesma área em geral. A antiga Babilônia é o atual Iraque dos dias de hoje”.

O Dr. Henry Morris, um cientista e um comentarista da Bíblia escreve o seguinte em seu comentário sobre o livro do Apocalipse: “Estudos de computador do Institute for Creation Research têm mostrado, por exemplo, que a Babilônia está muito perto do centro geográfico do conjunto de massas de terra do planeta. Está dentro de distâncias navegáveis ​​do Golfo Pérsico e está na encruzilhada de três grandes continentes: Europa, Ásia e África. Assim, não há mais nenhum local ideal em qualquer lugar para uma centro de comércio mundial, um centro de comunicação mundial, um centro bancário mundial, um centro educativo mundial, ou especialmente, a capital do mundo! O maior historiador dos tempos modernos, Arnold Toynbee, costumava estressar a todos os seus leitores e ouvintes dizendo que a Babilônia seria o melhor lugar do mundo para se construir uma futura metrópole cultural do mundo”.

Estes autores concordam que a Babilônia precisa ser reconstruída. Por que Babilônia têm de ser reconstruída? De acordo com Apocalipse 18, a Babilônia será a capital política e econômica do próprio Anticristo, que é chamado ”o rei de Babilônia” em Isaías 14:4.

G.H. Langer escreve: ”A Babilônia existe desde os dias de Nimrod (Gen.10: 10), mas os altos e baixos daquele estado durante esses mil e quinhentos anos não importam profeticamente. Foi quando Nabucodonosor fez a Babilônia centro de um império mundial que o primeiro reino da profecia surgiu. Os Medos e Persas tinham tido uma história quase igualmente longa, mas que é de nenhuma conta profeticamente falando. Foi quando Ciro fez da Babilônia o centro de seu reino que o segundo reino da profecia apareceu. Os Estados Gregas tinham estado lutando, se desenvolvendo, colonizando por muito tempo séculos antes de Alexandre, mas a profecia não leva isso em conta isso. Isto simplesmente não importa. Foi quando Alexandre fez da Babilônia o seu mundo e o centro do terceiro reino, que a profecia tornou-se presente. É assim com o quarto império, como certamente é o esperado. As mutações de seu longo curso são de pequena preocupação profeticamente. A interpretação divina e o concentrado interesse profundo nos últimos dias, será quando o Anticristo fizer da Babilônia a sua capital.

Leia os textos acima com cuidado e, em seguida, compare com o documentário produzido pelo Estado islâmico. Abaixo está o link para o documentário. Preste muita atenção em torno do oitavo minuto quando eles anunciam que a “terra dos dois rios“, conhecido na Bíblia como Sinar ou “país de dois rios”, “Babilônia” e “Caldéia” é o berço do novo sistema financeiro do Califado islâmico baseado em ouro e prata.

A ascensão do Khilafah e o retorno do dinar de ouro

Fonte: The Caliphate’s new financial system and Babylon | The Coming Bible Prophecy Reformation

One thought to “O Novo Sistema Financeiro do Califado e da Babilônia”

  1. O que me intriga é como o Anticristo se tornaria Rei do regime fundamentalista mais odiado pelo mundo e ainda ganharia a confiaça dos inimigos do politicamente isolado Estado Islâmico (todo mundo !) e ainda dos judeus(povo número 1 na lista dos que devem desaparecer da Face da Terra segundo o Estado Islâmico!) a ponto de identificarem-no como seu Messias. Isso é tão contraditório que faz tal interpretação parecer fruto de uma mente entusiasmada e ansiosa por presenciar e até anteceder profecias apocalípticas encaixando-as forçosamente na atualidade. Não lhe parece muito mais óbvio que alguém que DERROTE E DESTRUA o Estado Islâmico se torne um herói mundial em nossos dias? Os poderosos E.U.A já têm uma coalizão com 60 países para derrotar esses terroristas E NEM TODOS ELES juntos ainda conseguiram! Meu amigo, o E.I já é, segundo, a ONU, uma ameaça mundial à democracia! Quem conseguir destruir esse grupo, sem dúvidas, tem mais chance de ascender como mais novo “Salvador do Mundo”, “Promotor da Paz Mundial entre os povos”. O Conselho de Segurança da ONU e a Casa Branca se renderiam aos pés de um homem desses! Nesse sentido, quem em sã cosciência seguiria um Anticristo do Estado Islâmico? Nem o Diabo teria a idéia de conceber a sua Besta lá de tão loucos que eles são! A Bíblia é passível de muitas interpretações e na ãnsia de querermos “prever coisas” podemos achar nela muitas visões convincentes mas erradas. Já vi gente prevendo o arrebatamento pra 2018! E COM ARGUMENTOS EXTREMAMENTE CONVINCENTES baseados na Bíblia. Cristão que sou, peço a Deus que nos abençoe e que fiquemos apenas na Palavra até aonde nos é revelado pois o que está oculto pertence a Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *