Através de Muitas Tribulações …

Mas o Senhor lhe disse: Vai, porque este [ Paulo ] é para Mim um instrumento escolhido para levar o Meu Nome perante os gentios e reis, bem como perante os filhos de Israel; pois Eu lhe mostrarei quanto lhe importa sofrer pelo Meu Nome.” (Atos 9:16).
 
Longe de oferecer riquezas, prosperidade e uma vida de facilidades neste mundo, para muitos cristãos, seguir a Jesus é um caminho de sofrimentos e lutas, principalmente quando estes estão em ambientes hostis ao Evangelho, como ocorre em muitos países muçulmanos e de regimes socialistas. Como está escrito …
 
… exortando-os a permanecer firmes na fé; e mostrando que, através de muitas tribulações, nos importa entrar no reino de Deus.” (Atos 14:22b)
 
De fato, se você ler com cuidado as Escrituras, irá perceber que o sofrimento é o caminho dos profetas, dos salmistas, dos apóstolos e de muitos discípulos, dos “pais da igreja” e, especialmente, o caminho do próprio Senhor Jesus, nosso Salvador, que sofreu a agonia da morte na cruz para nos redimir para uma esperança eterna …
 
Porque convinha que aquEle, por cuja causa e por quem todas as coisas existem, conduzindo muitos filhos à glória, aperfeiçoasse, por meio de sofrimentos, o Autor da salvação deles. Pois, tanto o que santifica como os que são santificados, todos vêm de um só.” (Hebreus 2:10,11a)
 
A perseguição, o ostracismo, o desprezo e a rejeição, estão inextricavelmente ligados à verdade do evangelho …
 
Ora, todos quantos querem viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos.” (2 Timóteo 3:12)
 
A mensagem da cruz é uma ofensa ao orgulho do mundo e, portanto, os dispositivos do ego carnal sempre procurarão silenciá-la. Na verdade, mesmo a nossa própria luta interior com o mal é um sofrimento em que nos desesperamos por nós mesmos, aprendendo que somente Deus pode realmente nos salvar de nós mesmos.
 
No entanto … “Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquEle que nos amou.” (Romanos 8:37).
 
Mas o que “estas coisas” do texto acima citado são? O próprio texto precedente de Romanos explica, elas são: tribulação, angústia, perseguição, fome, nudez, perigo, espada … sendo assim, gostemos ou não, o sofrimento e as perdas são parte do plano de Deus para alcançarmos o pleno conhecimento de Cristo e de Sua salvação e ressurreição para a vida eterna, a verdadeira vida abundante …
 
Sim, deveras considero tudo como perda, por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; por amor do qual perdi todas as coisas e as considero como refugo, para ganhar a Cristo e ser achado nEle, não tendo justiça própria, que procede de lei, senão a que é mediante a fé em Cristo, a justiça que procede de Deus, baseada na fé; para O conhecer, e o poder da Sua ressurreição, e a comunhão dos Seus sofrimentos, conformando-me com Ele na Sua morte; para, de algum modo, alcançar a ressurreição dentre os mortos.” (Filipenses 3:8-11)
 
Muitas vezes iremos participar do “cálice de Cristo” em alguma medida e de alguma forma, e isso deveria ser motivo de alegria e não de tristeza, pois dessa forma somos aperfeiçoados no Senhor, como está escrito …
 
Agora, me regozijo nos meus sofrimentos por vós; e preencho o que resta das aflições de Cristo, na minha carne, a favor do Seu corpo, que é a igreja;” (Colossenses 1:24)
 
Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança. Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficientes.” (Tiago 1:2-4)
 
Tudo o que vivemos em Cristo e por Cristo faz parte do processo de crescimento nEle; e temos dEle a promessa de que, se formos vencedores, tudo isso passará e a nossa recompensa futura está garantida …
 
Vi novo céu e nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe. Vi também a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus, ataviada como noiva adornada para o seu esposo. Então, ouvi grande voz vinda do trono, dizendo: Eis o tabernáculo de Deus com os homens. Deus habitará com eles. Eles serão povos de Deus, e Deus mesmo estará com eles. E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram. E aquele que está assentado no trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E acrescentou: Escreve, porque estas palavras são fiéis e verdadeiras. Disse-me ainda: Tudo está feito. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim. Eu, a quem tem sede, darei de graça da fonte da água da vida. O vencedor herdará estas coisas, e Eu lhe serei Deus, e ele me será filho.” (Apocalipse 21:1-7)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *