O Alfabeto Hebraico e o Alfabeto Grego foram Projetados por Deus?!

 

Seriam os alfabetos hebraico e grego projetados, fruto quase intangível de um design superior?! Desenhados e usados pelo SENHOR como uma de Suas formas de Se revelar?! Eu acredito que sim e há muitas, muitas evidências disso. Vou compartilhar no momento apenas umas poucas delas para você ter uma idéia disso …

Como se pode perceber nas imagens acima, tanto no hebraico quanto no grego, as letras representam também números; e esse é um fato bem atestado historicamente em escritos e por meio de artefatos antigos.

A propriedade auto-descritiva do alfabeto hebraico manifesta-se elegantemente em seu próprio nome (“Aleph-Beyt“). Esta palavra, formada a partir dos nomes de suas duas primeiras letras, dá origem ao seguinte valor numérico:

Alephbet ( אלף בית, “Aleph Beyt” ) ,  soma das letras -> 400 + 10 + 2 + 80 + 30 + 1 = 523

Este grande número primo coincide exatamente com o valor da frase que definem as letras do início e do fim do “Aleph-Beyt” (a primeira e a última letra, o Aleph “א” e o Tav “ת“):

Aleph e Tavאלף ותו, “Aleph V’Tav”), soma das letras ->  6 + 400 + 6 + 80 + 30 + 1 = 523

Perceba que o “Aleph-Beyt” tem o mesmo valor que o “Aleph e o Tav“. Numericamente eles são do mesmo tamanho, refletindo o simples fato de que eles englobam a mesma coisa, o alfabeto hebraico. Ambos são elementos da categoria numérica definida pelo número 523, cujos números do algarismo somam 10 ( 5 + 2 + 3 ), uma base numérica perfeita e que possui muitos significados.

Não é menos curioso e importante o fato de que o acróstico de “Aleph-Beyt” produz a primeira palavra da língua hebraica, “אב” ( Av, que significa Pai … cuja soma ( 2 + 1 ) é significativa .. 3 … ainda mais quando atribuímos esse termo ao “Pai Celeste“, o SENHOR ). Jesus usou a forma aramaica desta palavra quando disse: “Abba, Pai“.

Segundo a definição do Strong, o termo אב (“‘ab”), traduzido como Pai, também pode ser compreendido como o cabeça ou fundador de uma casa, família, grupo ou clã; assim como também pode significar fonte ou a origem … nada mais adequado quando se entende que o SENHOR é a fonte do alfabeto, a origem do “Aleph-Beyt“. Muitos estudiosos das Escrituras entendem que antes de criar o universo, o SENHOR criou o alfabeto pelo qual Ele faria uso das palavras com as quais então criaria tudo o que há e que trouxe à existência. O próprio alfabeto então projetado, fruto da sabedoria divina, teria como uma de suas funções a de apontar para o Criador de todas as coisas.

E o que dizer então do grego que posteriormente seria usado por muitos dos autores dos livros do Novo Testamento, teria também alguma evidência de design?! Vejamos …

As únicas referências explícitas a quaisquer letras do alfabeto grego no texto superficial das Escrituras são dos versículos em que o SENHOR declara que é o Alfa ( “α” ) e o Ômega ( “ω” ), vide Apocalipse 22:13 … um paralelo direto ao hebraico Aleph “א” e o Tav “ת“. Isso dá origem ao que é, sem dúvida, uma das maiores identidades que emergem da estrutura alfanumérica intrínseca da língua grega. O valor de Alfa + Ômega é:

Alfa + omega ( α + ω ), soma das letras -> 1 + 800 = 801

Este valor coincide com o de ὁ κτίσας ( Ho Ktisas, “O Criador” em grego ) que Paulo usou numa forma variante em Romanos 1 …

Inculcando-se por sábios, tornaram-se loucos e mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, bem como de aves, quadrúpedes e répteis. Por isso, Deus entregou tais homens à imundícia, pelas concupiscências de seu próprio coração, para desonrarem o seu corpo entre si; pois eles mudaram a verdade de Deus em mentira, adorando e servindo a criatura em lugar do Criador ( τὸν Κτίσαντα ), o qual é bendito eternamente. Amém!” (Romanos 1:22-25)

O termo usado por Paulo é “τὸν Κτίσαντα” ( ton Ktisanta ), no tempo aoristo e no modo particípio ativo do grego ( singular masculino acusativo ). Literalmente, significa “Aquele que está criando“. A frase nominativa exata “ὁ κτίσας” é encontrada nos seguintes textos gregos antigos, traduzidos como indicado:

Mateus 19.4: o Criador (Aquele que criou)
3 Macabeus 2.3: o Criador
Sirach 24.8: o Criador

Observando esse termo podemos concluir matematicamente …

O criadorὁ κτίσας, “Ho Ktisas” ), soma das letras -> 70 + 20 + 300 + 10 + 200 + 1 + 200 = 801

Não é incrível?! É como se o SENHOR assinasse a Sua obra por meio da matemática. Não bastasse isso, o símbolo do Espírito do SENHOR, uma pomba, em grego “περιστερα” ( peristera ), também apresenta a mesma “assinatura” do Criador, que é o Alfa e o Ômega …

Pombaπεριστερα, “peristera” ), soma das letras -> 80 + 5 + 100 + 10 +200 + 300 + 5 + 100 + 1 = 801

Dessa forma temos um conjunto triplo que identifica o SENHOR Todo-Poderoso no grego: o Alfa e o Ômega, o Criador e a Pomba. todos apontando para o mesmo valor … 801.

Eu sempre gostei de observar como a matemática permeia tudo o que vemos em nosso universo, basta observar como toda a física, por meio de suas “leis”, busca representar através de fórmulas matemáticas tudo o que vemos. Pessoalmente acredito que a mensagem das Escrituras também apresenta, além da mensagem perceptível por meio dos alfabetos em que foi escrita, uma mensagem matemática que reitera, confirma e estende a mensagem percebida através de seus símbolos gramaticais, mas que devido aos seus valores ela nos permite perceber e fazer outros vínculos que revelam ainda mais do que está no texto aparente. Inclusive, isso nós sabemos também pela própria Escritura, pois ela mesmo atesta isso sobre os que tem sabedoria e os entendidos …

Aqui está a sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Ora, esse número é seiscentos e sessenta e seis” (Apocalipse 13:18)

Ou seja, é necessário conhecer as Escrituras profundamente … não apenas olhando para os seus textos nos idiomas originais, mas mergulhando em tudo o que abarca os alfabetos em que as Escrituras foram escritas; os seus símbolos atuais e antigos, as formas e os tamanhos das letras em que foram desenhadas, os variados significados das palavras e as suas raízes, assim como os seus valores e padrões que permitem perceber a linguagem matemática que as Escrituras apresentam abundantemente … a Palavra de Deus é muito mais rica, preciosa e profunda do que se pode imaginar … quanto mais eu estudo e mergulho em tudo o que a abarca, eu vejo que mesmo que vivesse mil vidas, ainda assim seria insuficiente para compreender a sua amplitude … talvez esse seja um dos propósitos da  eternidade em Cristo … aprender mais e mais da infinita majestade e beleza do Criador!

Como última abordagem nesse artigo, para não alongar demais o assunto, segue mais um vínculo entre ambos os alfabetos, grego e hebraico, quando se analisa matematicamente os seus textos … o termo em grego para “o Deus eterno” (vide Romanos 16:26) apresenta …

O Deus Eternoο αιωνιος θεος, “Ho Aionios Theos” ), soma das letras -> 70 + 1 + 10 + 800 + 50 + 10 + 70 + 200 + 9 + 5 + 70 + 200 = 1495

O valor de 1495 é exatamente o valor da soma de todas as letras do alfabeto hebraico (“Aleph-Beyt”), somando desde o Aleph “א” até o Tav “ת” ( soma de cada letra do alfabeto hebraico -> 1 + 2 + 3 + 4 + 5 + 6 + 7 + 8 + 9 + 10 + 20 + 30 + 40 + 50 + 60 + 70 + 80 + 90 + 100 + 200 + 300 + 400 = 1495 ).  Isso demonstra que ambos os alfabetos foram harmoniosamente projetados para suportar a plenitude da revelação do SENHOR ao homem, por meio de Cristo que é singularmente a Palavra encarnada, o qual é o propósito último de toda a Escritura.

Sendo assim, à luz de tal revelação, nada mais apropriado do que louvar ao SENHOR em conjunto com a Sua palavra fazendo coro com Paulo …

Ó profundidade da riqueza, tanto da sabedoria como do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os Seus juízos, e quão inescrutáveis, os Seus caminhos! Quem, pois, conheceu a mente do Senhor? Ou quem foi o Seu conselheiro? Ou quem primeiro deu a Ele para que lhe venha a ser restituído? Porque dEle, e por meio dEle, e para Ele são todas as coisas. A Ele, pois, a glória eternamente. Amém!” (Romanos 11:33-36)

Que este conhecimento lhe seja inspirador para buscar aprofundar-se ainda mais no conhecimento do SENHOR e que o SENHOR lhe abençoe grandemente!🙏❤️

One thought to “O Alfabeto Hebraico e o Alfabeto Grego foram Projetados por Deus?!”

  1. Realmente é muito bom saber que ambos os alfabetos foram projetados para glorificar a Deus em todos os seus significados. Glórias e graças ao SENHOR por essas revelações!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *