Ajuste a sua Cosmovisão para sair da Confusão!

por Dionei Vieira,

 

 
Muitas pessoas que eu conheço vivem em uma crise pessoal, não tanto uma crise de fé, mas uma crise de confusão. Mas como se chega a esse estado de confusão? Geralmente ele ocorre quando se aceita o materialismo como a sua visão de mundo, uma cosmovisão baseada majoritariamente na ciência, dessa forma as pessoas não conseguem internalizar realmente até o princípio mais básico de amor ao próximo. Nesse estágio, você pode acabar como no conto do dono de uma loja de objetos curiosos:

Um freguês, descobrindo um instrumento que não conhecia, levou-o ao lojista e lhe perguntou para que servia.
– Oh, isso é um barômetro – respondeu o dono. – Informa se vai chover.
– Como é que funciona? – perguntou o cliente.
O lojista, na verdade, não sabia como funcionava o barômetro, mas reconhecer esse fato implicaria em arriscar-se a perder a venda. Em vista disso respondeu:
– O senhor coloca-o do lado de fora da janela e o traz de volta. Se o barômetro volta molhado, o senhor sabe que está chovendo.
– Mas eu posso fazer isso com a mão. Por que então usar um barômetro? – protestou o homem.
– Mas isso não seria científico, respondeu o lojista.

Assim estão muitos hoje, na ânsia de serem “científicos”, acabam por adotar conceitos onde a ciência é insuficiente ou não se pode aplicá-la ao que se deseja. A ciência é limitada, ela não pode, por exemplo, explicar os conceitos abstratos de beleza, leveza, amor; nem de valores éticos, como o bem e o mal. A ciência não pode explicar verdades metafísicas, como o fato de existirem outras mentes além da minha própria ou se o mundo externo é real ou não, ou se o passado não foi criado há 5 minutos e aparenta ser mais velho do que é; a ciência nem sequer pode explicar verdades lógicas e matemáticas, ela as pressupõe como verdades, pois tentar prová-las seria petição de princípio. Enfim, a ciência em si nem mesmo pode ser provada pelo método científico, pois a própria ciência é permeada de suposições que não podem ser provadas, tal como a velocidade da luz ser constante entre os pontos A e B, pois se ela não o for, toda a Teoria da Relatividade é desmontada, e existem muitas outras suposições e constantes similares que eu poderia exemplificar.

Ou seja, uma cosmovisão majoritariamente científica é incapaz de prover respostas consistentes às maiores questões do ser humano por si … ela é insuficiente e, muitas vezes, vulnerável aos próximos experimentos ou teses e por meio destes pode mudar as suas “verdades” amanhã, como já tem ocorrido ao longo dos séculos. A única forma do ser humano ser completo e ter uma cosmovisão segura, firme e imutável é quando a sua base assume em primeiro lugar a existência do Ser Supremo, do Altíssimo, de Deus … O Criador …, todas as demais coisas são resultados dessa crença primordial e todo o seu viver passa a ser guiado por essa crença fundamental. Não é por acaso que o primeiro mandamento nas Escrituras é amar a Deus sobre todas as coisas com toda a força do seu ser, pois todo o mais, inclusive o amor ao próximo, é mera consequência desse primeiro mandamento!

One thought to “Ajuste a sua Cosmovisão para sair da Confusão!”

  1. Vejo que as pessoas tem uma mania de querer dar explicações para tudo, e então a primeira coisa que fazer sentido eles impõe como verdade, a ciência ja pôs como verdade várias coisa e depois voltou atrás, acho que não é feio você não ter respostas para tudo, e como você falou acima, estamos tão preocupados em dar respostas para tudo que esquecemos de princípios básicos como amar ao próximo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *