Dica de Livro – Superação

Este não é o primeiro livro de Nick Vujicic que indico aqui em meu blog (veja outro aqui). Eu gosto muito de ler, ouvir e ver os materiais do Nick, pois através deles posso ver o que o ser-humano é capaz de fazer quando permite Deus atuar em sua vida e guiar o seu propósito. Compreendo que somos limitados em diversos aspectos, apesar disso com grandes capacidades, mas apenas quando somos instrumentos e guiados pelo Todo-Poderoso é que podemos alcançar nosso pleno potencial. Nick me inspira e possivelmente o inspirará também.

 

nick_1

 

Este texto foi extraído do livro de Nick Vujicic, chamado “Superação” ( recomendo a leitura, o livro pode ser visto aqui ), devido a sua mensagem e vindo de quem é, merece a leitura e uma boa reflexão, pois como se pode ver pelas fotos e vídeo neste artigo, ele pode escrever sobre isso com grande propriedade, leia e reflita. Segue abaixo:

Capítulo 18 – Livrando-se dos Rótulos

“Portanto, que todos os que são fiéis orem a Ti enquanto podes ser encontrado; quando as muitas águas se levantarem, elas não os atingirão. Tu és o meu abrigo; Tu me preservarás das angústias e me cercarás de canções de livramento.” (Salmos 32:6-8) [NVI]

Sem dúvida é difícil permanecer otimista e motivado quando seu fardo parece insuportável. Todos queremos nos encaixar, mas às vezes nós nos sentimos como estrangeiros, forasteiros.

Minhas inseguranças e dúvidas derivavam principalmente da minha limitação física de não ter braços nem pernas. Não sei exatamente quais são as suas aflições, mas o que me ajudou foi me apegar à esperança. Vou contar um episódio da minha infância para ilustrar como funcionava meu mundo.

Ainda era bem pequeno meus médicos recomendaram que meus pais me colocassem para brincar com um grupo de outras crianças rotuladas como “deficientes”. Eles sentiam profundo amor e solidariedade por outras crianças com necessidades especiais e suas famílias, mas não achavam que nenhuma criança devesse ficar limitada a um grupo único de companheiros de brincadeiras. Tinham a firme convicção de que a minha vida não teria limites, e lutaram para manter esse sonho vivo.

Minha mãe, que Deus a abençoe, tomou essa importante decisão logo nos meus primeiros anos.

– Nicholas, precisa brincar com crianças normais, porque você é normal. Tem apenas algumas partes faltando, só isso – ela disse, e deu o tom para os anos vindouros.

Ela não queria que me sentisse menos normal ou limitado em nenhum sentido. Não desejava que me tornasse uma pessoa introvertida, tímida ou insegura só por ser fisicamente diferente.

Mal sabia eu que, já naquela época, meus pais estavam incutindo em mim a crença de que tinha todo o direito de viver livre de rótulos e restrições. Você também tem esse direito. Deve exigir o direito de se livrar de qualquer tipo de categorização ou limite que outras pessoas queiram lhe impor. Uma vez que tenho partes do corpo faltando, sou sensível ao fato de que algumas pessoas aceitam o que outras dizem sobre elas e acabam, até mesmo inconscientemente, restringindo-se, coibindo-se. Os rótulos podem ser um tentador esconderijo temporário. Algumas pessoas usam-nos como desculpas. Outras passam por cima deles. Muitas e muitas pessoas foram rotuladas como “deficientes” ou “aleijadas” e conseguiram superar essas qualificações simplistas, desfrutaram de uma vida dinâmica e fizeram coisas importantes. Incentivo você a desafiar qualquer tentativa de imposição de restrições que o impeça de explorar e desenvolver seus talentos.

nick_2

Palavras de Superação: Como filho de Deus, sei que Ele está sempre comigo, e encontro conforto e alívio no fato de que Ele sabe o quanto podemos suportar. Quando outra pessoas compartilham comigo as histórias das próprias provações e adversidades, muitas vezes vou às lágrimas. Lembre-se que o braço de Deus nunca é curto demais. Ele pode chegar a qualquer um. Tire forças aí. Ouse tentar e tente voar o mais alto que a sua imaginação puder levá-lo. E espere encontrar obstáculos e desafios pelo caminho. Encare-os como experiências que definem o caráter. Aprenda com elas e enfrente-as.

Segue um vídeo também inspirador:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *