Cerca de 200 igrejas cristãs foram destruídas por onda de violência

Relatório documenta o que a mídia em geral deixa de noticiar

Houve uma onda de violência anti-cristã realizada por muçulmanos ao redor do mundo, o que incluiu a destruição de cerca de 200 igrejas cristãs na Nigéria durante um curto período por volta de outubro, de acordo com um novo relatório do Instituto GateStone.

 

Boko-Haram

 

A organização de Raymond Ibrahim, um especialista em islamismo e Oriente Médio que tem documentado suas descobertas no livro “Crucificados de Novo: Desmascarando a Nova Guerra do Islamismo Contra os Cristãos”, apresentou uma estimativa da recente onda nesta sexta-feira.

“Em apenas dois meses, de agosto a outubro, cerca de 200 igrejas cristãs foram destruídas na Nigéria pela organização islâmica Boko Haram e pelos seus aliados muçulmanos, depois que eles capturaram cidades e aldeias nos estados do nordeste de Borno e Adamawa”, disse o relatório. “Nas palavras do Rev. Gideon Obasogie, o diretor de Comunicação Social Católica da Diocese de Maiduguri no estado de Borno, “a tomada do território pelo grupo, em ambos os estados, deixou 185 igrejas incendiadas e mais de 190.000 pessoas deslocadas devido o [Boko Haram]”.

Ibrahim comentou que, “também em outubro, o Centro de Estudos do Cristianismo Global nos Estados Unidos concluiu que, ‘cerca de 100.000 cristãos são assassinados anualmente por causa de suas crenças religiosas, ou seja, um a cada cinco minutos. Além disso, Leia Mais

Obrigado pela companhia em 2014 e que venha 2015!

por Dionei Vieira,

Nesse ano de 2014, em 14 de Maio, eu escrevi o primeiro post deste blog (veja aqui). Essa idéia surgiu logo após eu começar a, frequentemente, encher as caixas postais de amigos com links de artigos e vídeos que eu considerava interessantes para os compartilhar. Sendo assim, o meu querido amigo, Pastor Gilson Siqueira, sugeriu a criação de um blog para tal tarefa, dessa forma seria um modo mais prático para disseminar e registrar a informação e, assim, poderia atingir um número bem maior do que a minha pequena lista de e-mails dos amigos.

Criar um blog do zero foi uma experiência interessante, gratificante e complexa, principalmente no que se refere a decisão dos assuntos e artigos para publicar. O meu objetivo de postar apenas assuntos que fossem relevantes para a época em que vivemos se manteve, não exatamente como eu imaginava a princípio, pois gostaria de abranger muitas outras áreas da vida cristã e da teologia, que são assuntos que considero fascinantes e muito importantes, mas já que a força e a contundência dos eventos que ocorreram no ano de 2014 se impuseram, o Espírito do Eterno acabou por guiar as minhas intenções para os assuntos que considerei mais urgentes devido ao impacto que causam na sociedade e na igreja do Senhor.

Nos meses que se seguiram à criação do blog, acompanhei o crescimento dos acessos ao blog e, após 3 meses, já me considerava enormemente feliz se fechasse o ano com pouco mais de 5.000 acessos, mas para minha surpresa e sobrepujando em muito a todas as minhas expectativas, após 7 meses desde a sua criação, o blog fecha esse ano com mais de 140 mil acessos e com mais de 140 artigos publicados sobre variados assuntos. Agradeço ao Senhor por isso, pois somente pela permissão e intermédio dEle é que isso foi possível.

Gostaria de agradecer também aos muitos visitantes e divulgadores do blog, aos muitos de meus amigos do Facebook, cuja conta criei originalmente apenas para ecoar Leia Mais

Poderia A Babilônia Ser A Cabeça da Besta Que Volta à Vida?

Meu Comentário: Este artigo foi escrito pelo brasileiro, Rodrigo Silva, autor do livro recém lançado, “The Coming Bible Prophecy Reformation” (o qual pode ser adquirido na Amazon, aqui). Eu tive o prazer de adquirir este livro no dia do seu lançamento e o recomendo fortemente para todos os que estudam as profecias relacionadas ao tempo em que vivemos. É interessante notar que esse artigo foi escrito há quase 6 anos, em 20/12/2008, muito antes de vermos os movimentos geopolíticos na região do Iraque, do antigo Império Babilônico, aos quais, ainda em 2008 o autor do artigo já apontava que tais movimentos poderiam ocorrer. Recomendo novamente, que adquira o livro do Rodrigo, pois pelo que li de sua obra, ele faz muitos adendos que elucidam ainda mais os assuntos aqui abordados e com muito mais profundidade, já abrangendo os últimos eventos importantes, do ponto de vista escatológico, que temos visto no decorrer dos últimos anos até aqui, em 2014. Além disso, o livro trata de muitos outros temas que vão bem além do assunto abordado neste artigo.

por Rodrigo Silva,

 

 

Em Apocalipse 17, lemos uma das passagens mais misteriosas em toda a Bíblia. Leia a seguir:

E a besta, que era e não é, também é ele, o oitavo rei, e procede dos sete, e caminha para a destruição.” (Apocalipse 17:11)

Quem é essa besta que era e não é, que é o oitavo e procede dos sete? Você pode até levantar a questão: Sete de quê? Os dois versículos antes de Apocalipse 17:11 nos dizem que:

Aqui está o sentido, que tem sabedoria: as sete cabeças são sete montes, nos quais a mulher está sentada. São também sete reis, dos quais caíram cinco, um existe, e o outro ainda não chegou; e, quando chegar, tem de durar pouco.” (Apocalipse 17:9-11)

Ao que todo esse simbolismo está se referindo?

A passagem nos diz que as sete cabeças da besta representam sete montes, sobre os quais se assenta a prostituta. Os sete montes, nos é dito, representam sete reis. Na época de João, cinco destes reis tinham caído, um existia na época de João e outro rei viria após a época de João. A besta, nos diz a passagem, é o oitavo rei, mas procede dos sete. Como pode a besta ser o oitavo rei e ainda proceder de um dos sete? A resposta está em Leia Mais

Por que a Disney bloqueou Deus?

por Todd Starnes,

 

Atualização: Após este artigo aparecer no FoxNews.com, a Disney divulgou a seguinte declaração nesta terça-feira, 2 de dezembro de 2014: “A Disney emprega tecnologia de filtro de palavras para evitar que palavrões apareçam em nossos websites. Infelizmente, porque muitas pessoas tentam abusar do sistema e usar a palavra “Deus” em conjunto com palavrões, em uma abundância de cautela, nosso sistema é forçado a travar e impedir qualquer uso da palavra em nossos sites. A empresa ficaria feliz em explicar sobre a nossa tecnologia de filtragem para a família em questão se eles tivessem entrado em contato conosco“.

 

Acontece que você pode agradecer a um monte de diferentes pessoas no site da Disney Channel – mas você não pode agradecer a Deus.

Recebi uma mensagem no Facebook, no domingo de Julie Anderson, de Angier, Carolina do Norte, uma cidade situada cerca de 30 quilômetros de Raleigh. Julie estava escrevendo para me contar sobre sua filha, Lilly.

Lilly comemorou seu aniversário de 10 anos no domingo. Depois da igreja e um delicioso almoço no Golden Corral, os Andersons foram para casa – e Lilly foi direto para o computador.

Agora, Lilly adora o Disney Channel – e como ela estava visitando o site do canal ela notou uma pergunta. O Disney Channel queria saber ao que ela era agradecida. Então Lilly digitou em sua resposta.

“A Deus, minha família, minha igreja e aos meus amigos”, escreveu a garota de 10 anos de idade.

Lilly pressionou a tecla de retorno e esperou a resposta dela aparecer no site. Mas a sua resposta não apareceu. Em vez disso, uma mensagem escrita em vermelho apareceu na tela.

“Por favor, seja gentil!”, Dizia a mensagem.

Lilly tentou de novo e de novo sem sorte – até que ela Leia Mais

7 Sinais Positivos Do Fim Dos Tempos Que Se Manifestam Agora

por Perry Stone,

 


Nem todos os sinais relacionados com o retorno de Cristo são negativos na natureza (como o são as guerras, fome, terremotos e assim por diante). Muitos são muito encorajadores e emocionantes. Há sete eventos que ocorreram e que continuam a se manifestar, que são uma parte da restituição e dão provas da vinda de Cristo. São eles:

  • Israel seria restabelecido como uma nação em um dia. (Is 66:7-8; Zc 3:9; Os 3:4-5).
  • A terra iria começar a florescer e ser frutífera. (Is 35:1-8; 27:6).
  • A água iria jorrar no meio do deserto para a irrigação. (Is 35:6-7; 41:18).
  • Jerusalém estaria nas mãos dos judeus e expandiria as suas fronteiras. (Sl 102:16.).
  • Os judeus de nações gentis, fora da Palestina, iriam voltar para Israel. (Is 43:5-6; Jr 16:14-16.).
  • As chuvas temporã e serôdia voltariam nos últimos dias. (Os 6:3; Jl 2:23; Am 4:7).
  • Os muros de Jerusalém seriam reconstruídos por estranhos e as portas estariam abertas de contínuo. (Is 60:1-11).

O processo de restauração de Israel começou durante os anos 1800, com o nascimento do movimento sionista, mas manifestou-se ao mundo em 14/15 de maio de 1948, quando David Ben-Gurion fez uma proclamação declarando um novo Estado para os judeus, chamado Israel. Parte da proclamação dizia: “O Estado de Israel está aberto para imigração de judeus de todos os países de sua dispersão”. Poucas horas depois Leia Mais

O Mistério do Ano Shemitá

por Dionei Vieira,

 

Capa da edição em Inglês do livro: O Mistério da Shemitá

 

Este artigo é outro misto de dica de livro com informações relacionadas ao mistério que envolve o ano Shemitá. Inicialmente, gostaria de recomendar o livro “O Mistério da Shemitá“, de Jonathan Cahn, o mesmo autor do livro “O Presságio” (já comentado no meu blog, aqui em outro artigo). Só que, diferente do livro “O Presságio”, não há uma versão em Português desse novo livro, mas temos algo que se aproxima bastante, que é uma edição em Espanhol, veja aqui.

É sabido que Deus instituiu para a nação de Israel que a cada sétimo dia fosse chamado de Sábado, um dia santo, dedicado ao Senhor, como está escrito: “Seis dias trabalhareis, mas o sétimo será o sábado do descanso solene, santa convocação; nenhuma obra fareis; é sábado do SENHOR em todas as vossas moradas.” (Levítico 23:3).

Mas o que não é bem conhecido é que o sábado não foi apenas um dia, mas também um ano. Como todo sétimo dia era o sábado, por isso Leia Mais

O Oriente Médio e A Besta do Apocalipse

Meu Comentário: Este artigo foi escrito pelo brasileiro, Rodrigo Silva, autor do livro recém lançado, “The Coming Bible Prophecy Reformation” (o qual pode ser adquirido na Amazon, aqui). Eu tive o prazer de adquirir este livro no dia do seu lançamento e o recomendo fortemente para todos os que estudam as profecias relacionadas ao tempo em que vivemos. É interessante notar que esse artigo foi escrito em 2008, muito antes de vermos o surgimento do Califado na região do Iraque e da Síria, algo que o Rodrigo já acreditava que poderia ocorrer nessa região, devido as interpretações das profecias bíblicas, como você poderá comprovar ao ler o artigo. Como reforço para uma melhor compreensão da leitura, recomendo que assista aos vídeos que traduzi e legendei que tratam sobre o ISIS e sua possível relação com a antiga Assíria, aqui e aqui, pois poderão aumentar ainda mais o seu entendimento sobre o texto. Recomendo novamente, que também adquira o livro do Rodrigo, pois pelo que tenho lido de sua obra, ele faz muitos adendos que elucidam ainda mais os assuntos aqui abordados e com muito mais profundidade, já abrangendo os últimos eventos importantes, do ponto de vista escatológico, que temos visto no decorrer dos últimos anos até aqui, em 2014. Além disso, o livro trata de muitos outros temas que vão bem além do assunto abordado neste artigo.

 

por Rodrigo Silva,

 

Estudantes das profecias bíblicas sempre identificaram a besta do Apocalipse, capítulo 13, com o Império Romano em sua forma renascida. De acordo com este ponto de vista, a União Europeia seria o império profetizado do Anticristo. Depois de ler tantos livros proféticos escritos por autores com uma mentalidade ocidental, passei a acreditar que o Apocalipse, capítulo 13, de fato previa a ascensão de Roma no fim dos tempos, como a União Europeia e até escrevi sobre isso no meu artigo intitulado “A Grande Tribulação” até que um dia fiquei impressionado com o versículo que diz: “e a besta que vi era semelhante ao leopardo, e os seus pés como os pés de um urso, e a sua boca como a de um leão …” (Apocalipse 13:2a).

Imediatamente, após este versículo quase pular para fora da página e me dar um tapa no rosto, percebi que este versículo não estava prevendo o renascimento de Roma, mas o renascimento dos antigos impérios Leia Mais