Comparativo dos Dias da Criação e a Interpretação Milenar

 

Como eu já mencionei no artigo “Em Que Época Vivemos” ( veja aqui ) e também em outros artigos, muitos rabinos, pais da Igreja e estudiosos entendem que estão designados à humanidade cerca de 6.000 anos antes do milênio de descanso, o sétimo. A base para esse tipo de interpretação vem tanto da questão dos dias da criação como também dos 120 anos mencionados em Gênesis 6:3 (“Por causa da perversidade do homem, Meu Espírito não contenderá com ele para sempre; ele só viverá cento e vinte anos”), onde os sábios interpretam que o SENHOR se referia a 120 anos “jubileu”, ou seja, 6.000 anos ( 120 x 50 ), sendo o sétimo milênio um “sábado” de descanso … o Reino Milenar de Cristo (vide Apocalipse 20) … vemos também uma “sombra” sobre isso em Hebreus …

Portanto, resta um descanso [ σαββατισμος sabbatismos, um sábado de descanso ] para o povo de Deus” (Hebreus 4:9).

Existem outros textos e interpretações que também levam para essa mesma conclusão, mas não as vou abordar aqui. Nessa imagem que eu montei acima, está um pouco sobre esse comparativo dos dias da criação com os registros e as interpretações da história humana segundo as Escrituras. Se está correta ou não essa interpretação, o fato é que vivemos numa época muito interessante do ponto de vista bíblico …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *